INTERNACIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO: <br> a cooperação bilateral entre Brasil e Cabo Verde no ensino superior

INTERNACIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO:
a cooperação bilateral entre Brasil e Cabo Verde no ensino superior

Autores: Oziel Duarte Morais

livro impresso
de R$ 49,90 por
livro digital
de R$ 49,90 por

Disponibilidade: 5 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Ninguém melhor do que as autoridades políticas e educacionais que trabalham diretamente com este tema para falar dela. Algumas apreciações deste autores aos leitores:

“Após a sua independência em 1975, Cabo Verde viu na Cooperação Internacional uma forma de consolidar o Estado... Brasil se tornou ao longo destas décadas um dos maiores parceiros de cabo Verde... Não existe hoje neste país, um setor com maior vitalidade que o Ensino Superior”

ANTÓNIO CORREIA E SILVA – Ministro do Ensino Superior de Cabo Verde.

“Os laços entre Brasil e cabo Verde são muito fortes, não nada que possa impedir essa cooperação. Então nós temos aí uma possibilidade cada vez maior de cooperação entre estes países... Cabo Verde tem sido um dos nossos maiores parceiros, um dos mais eficientes, e de onde temos recebido alunos excelentes.

ALMERINDA CARVALHO – Conselheira do Itamaraty (MRE) e Chefe da Divisão de temas Educacionais (DCE) do Ministério das Relações Exteriores.

“A contribuição brasileira é extraordinária e imprescindível para que o sistema educativo superior em Cabo Verde chegasse ao patamar que se encontra... A avaliação externa proporcionou estas informações para melhor conhecer estas instituições, e conhecer os aspectos menos positivos que deverão ser trabalhados para gradativamente serem superados”.

ARNALDO BRITO - Diretor Geral do Ensino Superior e Ciências (2010).

“O processo Ensino Superior em Cabo Verde está altamente influenciado pela Cooperação Brasileira, e isso significa que a ela é muito determinante para todos os percursos do ensino superior no país”.

PAULINO FORTES – Reitor da única Universidade Pública de Cabo Verde.

“Cabo Verde é o maior beneficiário, e com maior efetividade nesta cooperação, seus alunos são os que menos mostram dificuldades de aprendizagem, adaptação, aproveitamento e retorno”.

ANA BIATRIZ CABRAL - Coordenadora da Cooperação Internacional no MEC, HILTON BATISTA - Coordenador do Programa Estudante-Convênio (PEC) no MEC.

A intenção é ajudar Cabo Verde a ‘enpodeirar’ o seu ensino superior, e fortalecer as instituições cabo-verdianas no que diz respeito àquele tema de interesse, vai ajudar Cabo Verde com a experiência brasileira, onde técnicos brasileiros vão para lá e dão assessoria e capacitação.

PAULO LIMA - Gerente de Cooperação Bilateral para os PALOPs, na Agência Brasileira de Cooperação (ABC).

 

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-0309-9
DOI: 10.24824/978854440309.9
Ano de edição: 2015
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 190
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

 INTERNACIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO: <br> a cooperação bilateral entre Brasil e Cabo Verde no ensino superior

Autores

OZIEL DUARTE MORAIS

Doutorando em Educação na Universidade Estadual de Campinas- UNICAMP; Mestre em Educação (Com ênfase em Política e Administração de Sistemas Educacionais) pela UNICAMP (2013); - Mestre em Ciência da Religião pelo Seminário Nazareno de Las Américas/Costa Rica (2011); Bacharel em Teologia pela Faculdade Teológica Sul Americana/Londrina-PR (2009);  Pesquisador do grupo PAIDEIA da FE/UNICAMP, professor na Faculdade Nazarena do Brasil, Pastor Evangélico, e Conferencista Internacional. Atuando principalmente nos seguintes temas: Educação - Pesquisa em Educação, Cooperação Educacional Internacional, Ensino Superior.Teologia - Liderança e Administração Eclesiástica, Ministérios e Missão Integral da Igreja.  É natural de Cabo Verde, Vive no Brasil desde 2007, casado e pai de um filho.