Capa do livro: GÊNERO, DIVERSIDADE E RESISTÊNCIA:<br>escritas de si e experiências de empoderamento<br> Volume 6<br>COLEÇÃO: PESQUISA (AUTO)BIOGRÁFICA:<br>Conhecimentos, experiências e sentidos

GÊNERO, DIVERSIDADE E RESISTÊNCIA:
escritas de si e experiências de empoderamento
Volume 6
COLEÇÃO: PESQUISA (AUTO)BIOGRÁFICA:
Conhecimentos, experiências e sentidos

Autores: Elizeu Clementino de Souza - Zeila de Brito Fabri Demartini - Marlene Gonçalves (Orgs.)

livro impresso
de R$ 54,90 por
livro digital
de R$ 54,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

A Coleção Pesquisa (auto)biográfica: conhecimentos, experiências e sentidos tem como propósito reunir um conjunto significativo de trabalhos resultantes de investigações com narrativas biográficas e autobiográficas (orais, escritas, audiovisuais e digitais), em que se articulam as noções de experiência, busca de sentidos e produção de conhecimentos, nas mais diversas áreas: científica, artística, literária, cultural, midiática, em articulação direta com a Educação e campos afins.
Os autores e organizadores convidados a integrar os livros da Coleção são pesquisadores representativos do movimento biográfico internacional, que participam, na Europa e nas Américas, de grupos de pesquisa, associações científicas, instituições de ensino superior e se congregam para estreitar laços de cooperação acadêmica entre suas instituições, tradições disciplinares, abordagens inovadoras do ponto de vista epistemológico, teórico-metodológico e prático da pesquisa (auto)biográfica, frente a seus objetivos e desafios.
Os livros da coleção buscam contribuir para a ampliação dos diálogos e redes de pesquisa-formação, nos domínios dos estudos (auto)biográficos, no campo educacional e campos afins, implicando a sistematização de conhecimentos sobre narrativas, experiências e sentidos do ato de biografar-se.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-0932-9
DOI: 10.24824/978854440932.9
Ano de edição: 2016
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 336
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

GÊNERO, DIVERSIDADE E RESISTÊNCIA:<br>escritas de si e experiências de empoderamento<br> Volume 6<br>COLEÇÃO: PESQUISA (AUTO)BIOGRÁFICA:<br>Conhecimentos, experiências e sentidos

Autores

SOBRE OS ORGANIZADORES

ELIZEU CLEMENTINO DE SOUZA
Pesquisador 1D CNPq. Doutor em Educação pela FACED/UFBA, pós-Doutor em Educação pela FEUSP, Professor Titular do PPGEduC-UNEB (Programa de Pós-graduação em Educação e Contemporaneidade – Universidade do Estado da Bahia). Pesquisador associado do Laboratoire EXPERICE (Université de Paris 13 - Paris 8), membro do Conselho de Administração da Association Internationale des Histoires de Vie en Formation et de la Recherche Biographique en Education (ASIHIVIF-RBE). Foi Presidente da Associação Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica (BIOgraph), gestão 2008-2014 e atualmente é Tesoureiro da BIOgraph (2014-2016). Foi Secretário Geral da ANPEd (2011/2013) e Diretor Financeiro da ANPEd (2013/2015). Coordenador do Grupos de Pesquisa (Auto)biografia, Formação e História Oral (GRAFHO).

ZEILA DE BRITO FABRI DEMARTINI
Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1968), Pós-Graduação em Sociologia (1970) e doutorado em Ciências Humanas - Sociologia pela Universidade de São Paulo (1980). É pesquisadora 1C e consultora ad hoc do CNPq, professora doutora da Universidade Metodista de São Paulo e diretora de pesquisa do Centro de Estudos Rurais e Urbanos. Pesquisa e publica principalmente sobre os seguintes temas: histórias de vida, imigração japonesa, portuguesa e africana, educação escolar e não escolar, infância, estado de São Paulo.

MARLENE GONÇALVES
Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas, professora e pesquisadora do Programa de Pós-graduação em Educação e do Curso de Pedagogia da Universidade Federal de Mato Grosso.

SOBRE OS AUTORES

ALEXANDRA LIMA DA SILVA
Doutora em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), com período de bolsa sanduíche financiado pela CAPES na Universidad de Alcalá e bolsa nota 10 da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ). Bacharel, licenciada e mestre em História Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Atualmente, é professora adjunta da Faculdade de Educação da UERJ, Campus Maracanã e professora no ProPed/UERJ. Foi contemplada no edital Jovem Cientista do Nosso Estado da FAPERJ (2015).

ANA SUELI TEIXEIRA DE PINHO
Doutora em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação e Contemporaneidade/UNEB, Professora da Universidade Católica do Salvador. Vice-Coordenadora do projeto “Multisseriação e Trabalho Docente: diferenças, cotidiano escolar e ritos de passagem”, líder do Grupo de Pesquisa Docência e Gestão em Educação (GRUDGE) e pesquisadora do Grupo de Pesquisa (Auto)biografia, Formação e História Oral (GRAFHO).

AUREA DA SILVA PEREIRA
Doutora e Mestre em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia. Professora Adjunta do Departamento de Educação - Campus II/UNEB. Atualmente atua na linha de pesquisa 2- Letramento, identidades e formação de educadores do Programa de Pós-graduação em Crítica Cultural (UNEB). Pesquisadora do Grupo de Pesquisa (Auto)biografia, Formação  e História Oral (GRAFHO), do Grupo de Estudos em Resiliência, Educação e Linguagens (GEREL) e do Grupo de Estudos e Pesquisas em História, Educação e Gênero (GEPHEG).

DIVANIZE CARBONIERI
Doutora em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês pela Universidade de São Paulo e professora-adjunta do Departamento de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagem da Universidade Federal de Mato Grosso. Coordena o grupo de pesquisas LAALID - Literaturas Africanas e Afrodescendentes de Língua Inglesa na Diáspora.

DORA PIÑERES DE LA OSSA
Professora da Faculdade de Ciências Sociais e Educação, da Univesridade de Cartagena. Coordenadora do Mestrado em Educação SUE Caribe. Membro do Conselho dos Programas Nacionais de Ciências, Tecnologia e Inovação (COLCIENCIAS), nas áreas de Ciências Sociais e Humanas.

EDLA EGGERT
Professora na Escola de Humanidades da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS. Pesquisadora Cnpq, 1 D. Pós-Doutorado no Programa de Estudios de la Mujer da Univesidad Autónoma Metropolitana de Xochimilco - UAM-X. Ciudad de México, DF. Doutorado em Teologia pela Escola Superior de Teologia (1998), Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1992) e Graduação em Pedagogia (UNIPLAC - 1986); foi docente no PPGEdu da Unisinos (1999 - 2016); editora da Revista Educação Unisinos (2006 - 2010); coordenadora do PPEdu Unisinos (2010 - 2013).  Pesquisa a produção do conhecimento realizado majoritariamente por mulheres com baixa escolaridade em atividades de trabalho artesanal na interface com a Educação de Jovens e Adultos.

ELSA LECNHER
Doutora em Antropologia Social pela Ecole des Hautes Éudes en Sciences Dociales, Paris (2003). Investigadora do Centro de estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Coordenadora do Núcleo de Humanidades, Migrações e Estudos para a Paz. Coordenadora de um projeto de investigação financiado pela FCT sobre Pesquisa das migrações e abordagem biográfica. Chefe de redação da Revista Internacional sobre Pesquisa Biográfica. Membro do Conselho de Administração da Associação Internacional para as Histórias de Vida em Formação e de Pesquisa Biográfica em Educação. Autora e organizadora de vários artigos e livros sobre migrações e pesquisa biográfica, nomeadamente, Histórias de Vida: olhares interdisciplinares, Porto: Afrontamento, 2009; O Essencial sobre migrações e conflito, Coimbra: Angelus Novus, 2010.

ELISANGELA SALES TEIXEIRA
Mestre em Educação pela Universidade de São Paulo - USP, com pesquisa sobre a participação docente em Formação Continuada e na construção da política curricular. Até janeiro de 2013 foi Diretora do Departamento de Programas Educacionais da Secretaria de Educação de Itatiba. Atualmente é  Diretora efetiva em uma Escola Municipal de Itatiba/SP. Foi Presidente do Conselho Municipal de Educação de Itatiba/SP de 2009 a dezembro de 2013.

JUAREZ JOSÉ TUCHINSKI DOS ANJOS
Doutor em Educação pela Universidade Federal do Paraná. Professor Colaborador na linha de História e Historiografia da Educação, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Paraná. Bolsista de Pós-Doutorado da CAPES. Desenvolve e orienta pesquisas sobre história da educação no século 19, em especial, relacionadas à história da instrução pública primária, história da infância e da educação da criança pela família.

LIA FARIA
É pós-doutora em Educação pela Universidade de Lisboa (2012) e em Ciência Política pelo IUPERJ (2008), doutora em Educação (UFRJ/1996), mestre em Filosofia da Educação IESAE/FGV (1989). É professora associada de graduação e pós-graduação da UERJ/PROPED. Autora e/ou organizadora dos livros Chaguismo e Brizolismo: territorialidades políticas da escola fluminense (Quartet, 2011); Ideologia e Utopia nos anos 60: um olhar feminino (EdUerj, 1997); CIEP: a utopia possível (Livros do Tatu, 1991), dentre outros.

MARIA CELI CHAVES VASCONCELOS
Bolsista de Produtividade do CNPq. Pós-Doutora em Educação pela Universidade do Minho (UMinho-Pt). Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Professora Associada da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), atuando no Programa de Pós-Graduação em Educação (Proped). Pesquisadora na área de História da Educação e Políticas Educacionais, com ênfase na educação doméstica no Brasil oitocentista. Coordena o grupo de pesquisa História e memória das políticas educacionais no território fluminense.

MARIA DAS GRAÇAS CAMPOS
Doutora em Políticas Públicas e Formação Humana pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, participa do Programa de Pós-Graduação em Ensino da Universidade de Cuiabá. Professora das Faculdades de Educação e de Serviço Social da UNIC. É pesquisadora do NEPRE-Núcleo de estudos e Pesquisas sobre Relações Raciais e Educação, UFMT e integrante do grupo de pesquisa - LER - Laboratório Educação e República (UERJ-RJ).

NEIL FRANCO
Graduado em Licenciatura Plena em Educação Física. Mestre e Doutor em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Professor Adjunto do Departamento de Ginástica e Arte Corporal, Faculdade de Educação Física e Desportos da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Desenvolve estudos envolvendo a relação corpo, escolaridades e diferença.

NILCE VIEIRA CAMPOS FERREIRA
Doutora em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU/MG). Professora da Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT/Campus Cuiabá. Atua no curso de graduação em Pedagogia e no Programa de Pós-graduação em Educação da UFMT/Cuiabá. Integra o Comitê de Ética e Pesquisa/CEP Humanidades-UFMT. Coordenadora adjunta do Centro Memória Viva/MT, membro dos conselhos editoriais e/ou científicos: Revista Pedagogia (UFMT), Revista de Educação Pública (UFMT), Revista Entre Parênteses (UNIFAL/MG). Autora da obra Economia Doméstica: Ensino profissionalizante feminino no triângulo mineiro (2014).

NEURILENE MARTINS RIBEIRO
Doutora e Mestre em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação e Contemporaneidade da Universidade do Estado da Bahia (PPGEduC/UNEB). Professora da Universidade Católica de Salvador e das Faculdades Unijorge. Atuou como coordenadora pedagógica da Educação Básica, como formadora de educadores de redes públicas no território do Projeto Chapada. Atualmente é coordenadora da Coordenadoria de Formação Pedagógica da rede municipal de Salvador, professora do Ensino Superior na. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa (Auto)biografia, Formação e História Oral (GRAFHO).

RITA DE CASSIA GALLEGO
Doutora em Educação, pelo Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da USP. É professora dos cursos de Pedagogia e Licenciatura na Faculdade de Educação da USP e do Programa de Pós-Graduação da mesma faculdade. Tem privilegiado pesquisas acerca dos temas: tempo escolar, cultura escolar, organização do trabalho docente, avaliação da aprendizagem e histórias de vida de professores.

SARA BEATRIZ GUARDIA
Escritora. Investigadora de la Facultad de Ciencias de la Comunicación de la Universidad de San Martín de Porres. Directora del Centro de Estudios La Mujer en la Historia de América Latina, CEMHAL. Directora de la Comisión del Bicentenario Mujer e Independencia en América Latina. Directora de la Cátedra Mariátegui.

SAMUEL BARROS DE MEDEIROS E ALBUQUERQUE
Professor da Universidade Federal de Sergipe – UFS, graduado em História (UFS - 2004), mestre em Educação (UFS - 2007) e doutor em História (UFBA - 2013). Tem experiência na área do ensino e da pesquisa em História e dedica-se ao estudo da história do Brasil oitocentista. É líder do grupo de pesquisa Sergipe Oitocentista (UFS/CNPq) e membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Estudos do Oitocentos