Capa do livro: REPRESENTAÇÃO E REPRESENTATIVIDADE:<br> a afrodescendência

REPRESENTAÇÃO E REPRESENTATIVIDADE:
a afrodescendência

Autores: Larissa de Oliveira Neves, Ana Vitória Prudente (Organizadoras).

livro impresso
de R$ 41,90 por
livro digital
de R$ 41,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Em março de 2003, foi aprovada a Lei Federal nº10.639/03, que torna obrigatório o ensino de história e cultura africana e afro-brasileira nas escolas de ensino fundamental e médio. Essa lei tem como objetivo promover uma educação que reconheça e valorize a diversidade, comprometida com as origens do povo brasileiro. Sabe-se que a educação é um instrumento fundamental para a promoção das demandas da população negra no combate às desigualdades sócio raciais.
Entretanto, quando pensamos no ensino superior há uma brecha, uma ruptura entre a composição populacional e os dados da presença afrodescendente no âmbito universitário. Há pouquíssimos negros dentro da academia, seja como docentes ou como discentes, e dentro da universidade é comum ver negros ocupando como maioria, apenas, os serviços terceirizados relacionados à limpeza, alimentação e segurança. Essa polarização do espaço ocupado por negros e o espaço ocupado por brancos é gritante.
Esse livro traz sete artigos sobre manifestações artísticas que lutam contra essa desigualdade. São textos oriundos de pesquisas sobre a presença ativa e criativa dos negros nas artes cênicas, nas artes audiovisuais e na universidade. Sua publicação visa a ser um pequeno passo numa luta que deveria ser de todos os brasileiros e de toda a humanidade, uma luta para que o preconceito e o racismo deixem de existir um dia.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-1260-2
DOI: 10.24824/978854441260.2
Ano de edição: 2016
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 100
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

REPRESENTAÇÃO E REPRESENTATIVIDADE:<br> a afrodescendência

Autores

ANA VITÓRIA PRUDENTE
Atriz e diretora de teatro, formada em Artes Cênicas pela UNICAMP, fez intercambio acadêmico na Universidade de Évora e uma pesquisa de campo com apoio da Universidade Federal do Maranhão. É integrante da Trupe Fulô no Asfalto; educadora de teatro pelo Instituto Criança Cidadã. Desenvolveu uma pesquisa sobre dramaturgia e encenação nos espetáculos de Antunes Filho; pesquisou, também, sobre afrodescendência tornando-a idealizadora e (uma das) organizadora(s) do evento “Representação e Representatividade: O negro dentro e fora dos contextos Cênicos”.

DOUGLAS RODRIGUES BARROS
Graduado em fiosofi pela Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP – (2012). É mestre em estética e fiosofi da arte com a dissertação Lukács e Dostoiévski (2015) e, atualmente é doutorando em ética e fiosofi política pela mesma universidade. Tem experiência em fiosofi, com ênfase em ética, estética e fiosofi política, investigando principalmente a fiosofi alemã e suas principais contribuições teóricas no campo da arte e da política. Atua nos seguintes temas: literatura, teatro, fiosofi política e as possibilidades de transformações e superação das contradições capitalistas. É coordenador político da Uneafro e editor-chefe do jornal A Prosa.

EMERSON DE PAULA SILVA
Mestre em Artes da Cena na UNICAMP. Secretário Municipal de Cultura e Turismo de Ponte Nova - MG (2013/2016). Licenciado em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Ouro Preto (2003). Especialista em Acessibilidade Cultural/UFRJ (2016). Especialista em Estudos Africanos e Afro-Brasileiros pela PUCMINAS (2005).

GRÁCIA NAVARRO
Artista, pesquisadora e professora. Sua atividade desdobra-se no ensino, na criação, realização e publicação de projetos artísticos em Artes da Cena. Seu trabalho é ativado no diálogo entre dança e teatro, balé e terreiro, tradições e contemporaneidades. Desenvolve seu trabalho no Departamento de Artes Cênicas do Instituto de Artes da UNICAMP, onde é docente da área de corpo e teatralidades brasileiras.

LARISSA DE OLIVEIRA NEVES
Professora e pesquisadora do Departamento de Artes Cênicas, da Unicamp. Trabalha com teatro brasileiro, dramaturgia, teoria do teatro e cultura brasileira.

LYGIA PEREIRA DOS SANTOS COSTA
Graduanda do 5º ano do curso de Comunicação Social - Midialogia pela Unicamp, possui experiência na área de produção cultural e audiovisual. Atuou em alguns projetos de documentário, entre eles, na produção executiva e na realização do webdocumentáro Vozes do Minha Casa Minha Vida, realizado pelo CTI Renato Archer com bolsa-auxílio do CNPq, direção do documentário CEP 05300 (exibido no 27º Kinoforum e na 10ª Mostra de Curtas Audiovisual de Campinas) e assistência de produção no documentário Jogo Truncado, produzido em parceria com o Canal Futura. Foi bolsista PIBIC/CNPq de Iniciação Científia com o projeto “A telenovela Lado a Lado (2012): narrativa audiovisual e questões raciais”.

MÁRIO AUGUSTO MEDEIROS DA SILVA
Sociólogo, autor de Os escritores da guerrilha urbana: literatura de testemunho, ambivalência e transição política, 1977-1984 (Annablume/Fapesp, 2008) e A Descoberta do Insólito: literatura negra e literatura periférica no Brasil, 1960-2000 (Aeroplano, 2013). Ganhou, em 2013, o Prêmio para Jovens Cientistas Sociais de Língua Portuguesa do Centro de Estudos Sociais (Universidade de Coimbra) e, em 2012, a Menção Honrosa do Concurso Anpocs de Teses e Livros em Ciências Sociais. Com A descoberta do insólito foi fialista do Prêmio Jabuti, categoria de Ciências Humanas, de 2014. É, atualmente, professor do departamento de Sociologia do Instituto de Filosofi e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas.

NOEL DOS SANTOS CARVALHO
Sociólogo, documentarista e professor de cinema no Departamento de Multimeios, Mídia e Comunicação - UNICAMP e no Programa de Pós-Graduação em Multimeios da mesma instituição. É pesquisador colaborador no PPGCOM-UFS.