Capa do livro: SER MENINA NO BRASIL CONTEMPORÂNEO<br>Marcações de Gênero em Contexto de Desigualdades

SER MENINA NO BRASIL CONTEMPORÂNEO
Marcações de Gênero em Contexto de Desigualdades

Autores: Lêda Gonçalves de Freitas - Benedito Rodrigues dos Santos (Orgs.)

livro impresso
de R$ 52,90 por
livro digital
de R$ 52,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

A nova geração de meninas promete fortalecer a cultura de equidade de gênero. A grande maioria das entrevistadas pela pesquisa "Ser Menina..." gosta de ser menina e não quer que os meninos sejam melhores do que elas. Contudo, o desenvolvimento dessa potência das meninas vai depender do grau de resistência e protagonismo delas diante de disputas simbólicas entre dois projetos: o do treinamento dos papéis tradicionais quando a elas são relegadas a maior carga dos afazeres domésticos e têm o seu lazer e diversão muito mais controlado do que seus irmãos ou de outros meninos do seus circulo de relações; ou, o da excessiva preocupação com a ditadura da estética feminina.
Este livro, baseado em pesquisa empírica de 'escuta' qualificada de cerca de duas mil meninas, reflete o 'fazer gênero' de meninas brasileiras em um contexto de desigualdades marcados por discriminações e violações mas, também, por possibilidades e direitos.  Nossa expectativa é que possa contribuir para construir uma ponte entre a academia e aqueles que formulam, monitoram e avaliam as políticas públicas. Neste sentido, a obra se propõe a ser um instrumento para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 5 que estabelece metas de curto, médio e longo prazo para o empoderamento de mulheres e meninas.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-1358-6
DOI: 10.24824/978854441358.6
Ano de edição: 2016
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 246
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

SER MENINA NO BRASIL CONTEMPORÂNEO<br>Marcações de Gênero em Contexto de Desigualdades

Autores

ALICE TAYLORÉ
Pesquisadora e Consultora no Promundo desde 2010. Doutoranda na University of California - Berkeley na Faculdade de Educação com foco em temas de gênero. Mestre em Relações Internacionais com especializações em Gênero e Segurança Humana pela Fletcher School of Law and Diplomacy, Tufts University. Experiência em consultoria para a Greene Works Global, ONU-Habitat e Action Aid

ANETTE LOBATO MAIA
Professora da Secretaria de Educação do Distrito Federal. Mestre em Estudos Feministas e de Gênero. Doutora em Política Social

BENEDITO RODRIGUES DOS SANTOS
Doutor em Antropologia pela Universidade da Califórnia Berkeley (2002). Pós-doutor em Antropologia pelas universidades Johns Hopkins (2005) e da Califórnia em Los Angeles (2006). Professor e pesquisador no Programa Stricto Sensu de Psicologia da Universidade Católica de Brasília. Temas de pesquisa: formações culturais globais e locais, subjetividades, cidadania e direitos humanos de crianças e adolescentes

CEILA RIBEIRO DE MORAES
Pedagoga com mestrado em Educação pela Universidade do Estado do Pará (Uepa). Professora Titular da Universidade da Amazônia (Unama), em Belém. Docente efetiva do Curso de Pedagogia da Universidade do Estado do Pará (Uepa). Pesquisadora-membro do Grupo de Estudos e Pesquisas Pedagogia em Movimento (Geppem/Uepa) e pesquisadora-vice-líder do Grupo de Pesquisa “Juventude, Educação e Sociabilidades” (JEDS/Uepa)

DANILA GENTIL RODRIGUEZ CAL
Professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Linguagens e Cultura da Universidade da Amazônia (Unama). Doutora em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Mídia e Esfera Pública (EME-UFMG), do Interações, Tecnologias e Amazônia (ITA-UFPA) e líder do Comunicação, Política e Subalternidade (ComSub-Unama). Foi consultora do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e atuou em organizações públicas e em não-governamentais

ÉRICA RENATA DE SOUZA
Doutora em Ciências Sociais. Mestre em Antropologia Social e graduada em Pedagogia. Todos os títulos obtidos pela Universidade Estadual de Campinas. Doutorado Sanduíche na York University, Toronto, Canadá. Professora Adjunta III do Departamento de Antropologia e Arqueologia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais. Temas de pesquisa: gênero, sexualidade, corporeidade, maternidade e infância

GIOVANNA LAURO
Vice-Diretora de Programas Internacionais do Promundo. Doutorado na Oxford University em Ciência Política. Mestrado pela Johns Hopkins School of Advanced International Studies com foco em Saúde Pública. Atuou por mais de uma década na promoção de saúde e direitos sexuais e reprodutivos dos adolescentes através de abordagens de transformação de gênero. Na Fundação das Nações Unidas foi diretora adjunta do Programa Mulheres e População

GIULIA BEDÊ BONFIM
Graduada em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília (UCB). Participa como auxiliar-técnica voluntária da pesquisa “Amor, Gênero e Subjetividade de Consumo: desafios teóricos para uma vida sem violência”, pela UCB-CNPq

JEAN VON HOHENDORFF
Psicólogo (Faccat). Mestre/Doutor em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Pós-doutorando na UFRGS, docente do curso de Graduação em Psicologia da Faccat e pesquisador colaborador do Grupo de Pesquisa Violência, Vulnerabilidade e Intervenções Clínicas (GPeVVIC) do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Desenvolve atividades de pesquisa e extensão nos seguintes temas: vulnerabilidade, violência contra crianças e adolescentes e atuação das redes de proteção e de atendimento

LÊDA GONÇALVES DE FREITAS
Doutora em Psicologia Social e do Trabalho. Mestre em Educação com graduação em Pedagogia. Professora Titular da Universidade Católica de Brasília no Programa Stricto Sensu de Psicologia. Experiência docente nas áreas de educação, psicologia e administração. Pesquisa nas áreas de formação de professores, processos de ensino e aprendizagem, direitos humanos de crianças e adolescentes, diversidade, saúde mental e trabalho. Membro do Conselho de Educação do Distrito Federal. Presidente do Instituto dos Direitos da Criança e do Adolescente

LILIANY SILVA SOUZA
Graduada em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília (UCB). Participa como auxiliar-técnica voluntária da pesquisa “Amor, Gênero e Subjetividade de Consumo: desafios teóricos para uma vida sem violência”, UCB-CNPq

MÁRCIA STENGEL
Professora da Faculdade de Psicologia e do Programa de Pós-Graduação de Psicologia da PUC-Minas. Psicóloga, Mestre em Psicologia Social pela UFMG. Doutora em Ciências Sociais pela UERJ e Pós-doutora em Educação pela UFMG. Publicou os livros “Estado da Arte da Produção Discente de Pós-Graduação em Psicologia sobre Adolescência e Juventude”, em coautoria com Juarez Dayrell (2015) e “Obsceno é falar de amor? As relações afetivas dos adolescentes” (2003)

MARIA CÉLIA ORLATO SELEM
Professora do Curso de Especialização em Políticas Públicas em Gênero e Raça, da Faculdade de Educação da UnB. Mestre em Estudos Feministas e de Gênero. Doutora em História

MARIA IGNEZ COSTA MOREIRA
Doutora em Psicologia Social pela PUC São Paulo. Professora da Faculdade de Psicologia – Programa de Pós-Graduação em Psicologia da PUC-Minas. Membro do GT da Anpepp - A Psicologia sócio-histórica e o contexto brasileiro de desigualdade social. Pesquisadora das relações de gênero, família, criança e adolescente e das políticas públicas de proteção social dirigidas às famílias, crianças, adolescentes e jovens

MARIA LUCIA DIAS GASPAR GARCIA
Assistente Social com Mestrado em Serviço Social pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Professora Titular da Universidade da Amazônia (Unama). Tem experiência em Serviço Social, com ênfase na área da Criança e Adolescente, Política de Assistência Social e em Prática Profissional/Estágio. Membro do Movimento Nacional de Convivência Familiar e Comunitária. Integra o GT Norte de Inovação e Criatividade na Educação Básica-MEC. Facilitadora e instrutora de Justiça Restaurativa

MARY GARCIA CASTRO
PhD em Sociologia pela Universidade da Florida. Pós-Graduação em estudos culturais pela Cuny University: aposentada da UFBA. Professora nos Programas de Pós-Graduação em Políticas Sociais e Cidadania e no de Família na Sociedade Contemporânea; pesquisadora da Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociais (Flacso) e co-coordenadora do Núcleo de Estudos sobre Juventude, Identidade, Cultura e Cidadania (NPEJI-UCSAL/CNPq). Escreve sobre gênero, juventude, migrações internacionais, identidade e alquimias entre gênero, raça e geração na classe

MILADY DA SILVA OLIVEIRA
Psicóloga (UFMT). Mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Docente contratada da Universidade Federal do Mato Grosso - Campus Rondonópolis

ONDINA PENA PEREIRA
Mestre em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Doutora em Antropologia pela Universidade de Brasília. Pós-doutorado em Psicologia Social na Université du Québec à Montreal. Professora Adjunta da Universidade Católica de Brasília. Coordenação do Laboratório de Saúde Mental, Ética e Política. Coordena a pesquisa “Amor, Gênero e Subjetividade de Consumo: desafios teóricos para uma vida sem violência”, UCB-CNPq

SÍLVIA HELENA KOLLER
Psicóloga. Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). Professora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Pesquisadora 1A do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Coordenadora do Centro de Estudos Psicológicos-Rua (CEP-Rua)/Psicologia/UFRGS

VANESSA FONSECA
Coordenadora de Programas do Instituto Promundo. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal Fluminense. Pesquisadora do Núcleo de Desconstrução de Gênero da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Mestre em Psicossociologia de Comunidades pelo Programa de Estudos Interdisciplinares de Comunidades e Ecologia Social (Eicos) – Cátedra da Unesco de Desenvolvimento. Integra a equipe do Promundo desde 2005, coordenando diversos projetos

AS MENINAS

CECÍLIA MARIA ALVES GELENSKE
17 anos, estudante do 2o ano do Ensino Médio no Centro de Ensino Médio 09, de Ceilândia (DF). Participa ativamente de projetos científicos propostos pela escola, como a Mostra Brasileira de Foguetes, a Jornada de Foguetes e a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica. Além disso, ensina inglês no aulão preparatório para vestibulares promovido pela escola e faz oficina de teatro

LAÍS RODRIGUES DE ALMEIDA
17 anos, estudante do 3o ano do Ensino Médio no Centro de Ensino Médio 09, de Ceilândia (DF). Também atua como professora de musicalização para crianças e ensina artes visuais e história no aulão preparatório para vestibulares promovido pela escola

NATHÁLIA LORRANY MIRANDA DE AMORIM
18 anos, estudante do 3o ano do Ensino Médio no Centro de Ensino Médio 09, de Ceilândia (DF). Além de ensinar biologia nos aulões preparatórios para vestibulares promovidos pela escola, atua como monitora de espanhol no Centro Interescolar de Línguas de Ceilândia (CILC)