Capa do livro: AFRICANIDADES, AFRODESCENDÊNCIAS E EDUCAÇÃO

AFRICANIDADES, AFRODESCENDÊNCIAS E EDUCAÇÃO

Autores: Francisco Evangelista - Lucineia Chrispim Pinho Micaela - Rubia Cristina Cruz (Orgs.).

livro impresso
de R$ 62,90 por
livro digital
de R$ 62,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

O livro trata da temática da Educação, Africanidades e Afrodescendências, relacionando o suporte teórico com as práticas do cotidiano escolar, apresentando possibilidades de pensarmos o futuro de uma educação para todos e todas, na igualdade racial.

 

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-0947-3
DOI: 10.24824/978854440947.3
Ano de edição: 2017
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 370
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

AFRICANIDADES, AFRODESCENDÊNCIAS E EDUCAÇÃO

Autores

ORGANIZADORES

FRANCISCO EVANGELISTA
Doutor em Educação pela PUC/SP (2011). Mestre em Educação pela PUC-Campinas (2002). Especialista em Filosofia para crianças e jovens pela PUC-SP (1997). Graduado em Filosofia pela PUC-Campinas (1990). Atualmente é professor do Programa de Mestrado em Educação do UNISAL – Centro Universitário Salesiano de São Paulo no Campus de Americana onde coordena a linha de pesquisa em História da Práxis Educativa Social e Comunitária (HIPE); coordena o Projeto de Pesquisa Narrativas de Formação em Educação: possibilidades para a pesquisa e investigação em Educação Sociocomunitária e o Projeto de Pesquisa 200 anos de Educação Salesiana: História, pedagogia e espiritualidade; Professor de Filosofia da Educação no curso de Graduação de Pedagogia do UNISAL Americana; lecionou também nos cursos de Serviço Social, Direito e Psicologia. Membro do GEPESAC: Grupo de Pesquisa em Educação Social e Ação Comunitária – UNISAL (pesquisador). Foi o primeiro coordenador do Curso de Especialização em História e Cultura Afrobrasileira UNISAL-Campinas, entre 2009/2011.

LUCINÉIA CHRISPIM PINHO MICAELA
Mestre em Administração pelo Centro Universitário Salesiano São Paulo UNISAL/Americana (2010). Bacharel em Ciências Econômicas pela PUC-Campinas (1995). Cursou Magistério pela Escola Estadual de Primeiro e Segundo Graus Carlos Gomes (1990). Atualmente Coordenadora na Pós-Graduação em Educação no Centro Universitário Salesiano São Paulo UNISAL/Campinas. Professora no Programa de Pós-Graduação em Educação do UNISAL – Campus Liceu, Professora na Graduação do Curso de Pedagogia do Unisal – Campus Liceu; Atualmente Coordenadora do Núcleo Étnico Racial/Cultural – UNISAL. Coordenadora e Idealizadora do Grupo de Estudos GeAfrica/UNISAL Campinas. Coautora do livro Antes Escrava; depois livre, ainda doméstica (2015). Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas de Jovens e Adultos (GEPEJA/UNICAMP). Membro e pesquisadora no GEPESAC: Grupo de Pesquisa em Educação Social e Ação Comunitária – UNISAL. Membro colaboradora na Comissão Da Verdade Sobre A Escravidão Negra em Campinas/SP. Coordenadora da Coordenadoria da Igualdade Racial – CEPIR – na cidade de Sumaré 2008 a 2010. Idealizadora e Coordenadora do Programa Memória e Identidade: Promoção da Igualdade na Diversidade – MIPID, na Rede de Educação Municipal de Campinas – de 2001 a 2004. Idealizadora e Coordenadora do Curso de História e Cultura Afro Brasileira para os professores da Rede Municipal e Estadual da cidade de Campinas 2002 a 2004. Coordenadora do Curso Educar para a Igualdade Racial na Secretaria Municipal de Educação de Campinas – 2002 a 2004. Professora de Educação Básica na Rede Estadual de Educação de 1991 a 2009.

RÚBIA CRISTINA CRUZ
Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2012). Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2004). Graduada em Pedagogia pela PUC-Campinas (1993). Cursou Magistério pela Escola Estadual de Primeiro E Segundo Graus Carlos Gomes (1986). Atualmente é Professora da professora de cursos de Pós-Graduação em Educação; leciona na graduação em Pedagogia das Faculdades IESCAMP; é Diretora Educacional no Centro de Educação Infantil (CEI) Tancredo Neves, da Prefeitura Municipal de Campinas. Tem experiência na área de Educação. Membro do Grupo de Estudos em Educação Continuada (GEPEC/UNICAMP) – pesquisadora. Fundou o Grupo de Pesquisa em Educação UNISAL/Campinas, em 2013. Coordenou o Curso de Especialização em História e Cultura Afrobrasileira UNISAL- Campinas, em 2012/2015.

AUTORES

ADEMIR BARROS DOS SANTOS
Mestrando em educação pela Universidade de São Carlos – Campus Sorocaba, coordenador da Câmara de Preservação Cultural do Núcleo de Cultura Afro-Brasileira (Nucab) da Universidade de Sorocaba (Uniso).

ANA MARIA DE CAMPOS
Doutora em Educação – UNICAMP. Mestre em Educação – PUCC. Licenciada em História – UNESP. Pesquisadora do GEPEC – Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Continuada – UNICAMP e do GECOMS – Grupo de Pesquisa Educação, Comunidade e Movimentos Sociais – UFSCar, campus Sorocaba. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação do UNISAL, campus Liceu. Atua no campo da formação inicial e continuada de educadoras e educadores.

ANTONIO BOEING
É Licenciado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (1981); bacharel em Teologia pelo Instituto Teológico São Paulo (1986); mestre em Teologia Dogmática, com concentração em Missiologia, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1993); doutor em Ciências da Religião, área de concentração Ciências Sociais e Religião, pela Universidade Metodista de São Paulo (2004); formação em Psicodrama e Sociodrama pelo Grupo de Estudos e Trabalhos Psicodramáticos e em Orgonomia e Vegetoterapia pela Sociedade de Vegetoterapia e Orgonomia de São Paulo; foi coordenador e professor de várias disciplinas do Curso de Bacharelado em Ciências da Religião e Teologia e da pós-graduação, Especialização, em Ensino Religioso nas Faculdades Integradas Claretianas, por 18 anos; foi professor de Aconselhamento Pastoral do ITESP por sete; foi pró-reitor de Extensão, Ação Comunitária e Pastoral do Centro Universitário Salesiano de São Paulo; é assessor de Pastoral da Rede Salesiana de Escolas, RSE; é secretário da Associação Nacional de Educação Católica em São Paulo, ANEC; ouvidor e formador dos colaboradores e educadores do Colégio Santo Américo em São Paulo; professor convidado do Centro Universitário Salesiano, UNISAL; autor de livros e vários artigos, especialmente sobre o campo religioso, pastoral e ensino religioso; co-autor da Coleção de Ensino Religioso (6° a 9° ano) da Rede Pitágoras de Educação; co-autor da Coleção de Ensino Religioso (Ensino Médio) da Rede Salesiana de Escolas; assessor de diferentes Instituições, especialmente educacionais e religiosas, sobre temas ligados à Educação, Teologia, Identidade, Carisma e Missão Congregacional, Ciências da Religião, Relações Humanas, Ensino Religioso e Pastoral.”

 

CAROLINE FELIPE JANGO DA SILVA
Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual de Campinas (2008) é pós-graduada em Gestão de Negócios pelo SENAC – Campinas (2010), possui Mestrado em Educação (2012), também pela UNICAMP e atualmente cursa Doutorado em Educação na mesma instituição. Atua como Diretora Adjunta de Desenvolvimento Comunitário na Pró-Reitoria de Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo. Atualmente Coordena o Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas do IFSP. É membro do grupo de pesquisa DiS (Diferenças e Subjetividades na Educação – Unicamp) desde 2006. Atua principalmente nos seguintes temas: Representação Social, Escola, Preconceito Racial, formação de professor e História da África.

CLÁUDIA PRADO FORTUNA
Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e pós-doutoranda no Programa de Pós-graduação em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Professora adjunta do Departamento de História da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

CORINTA MARIA GRISÓLIA GERALDI
Professora Aposentada da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Possui graduação em Pedagogia – Licenciatura Plena pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Santo Ângelo (1975), especialização em Aperfeiçoamento Em Metodologia do Ensino Superior pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1975), especialização em Aperfeiçoamento Em Educação pelo Fundação de Integração Desenvolvimento e Educação do Noroeste do Estado (1975), especialização em S D B Alfabetização pela Faculdade Dom Bosco de Filosofia Ciências e Letras de São João Del Rei (1970), mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1980), doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1993) e curso técnico profissionalizante em Magistério pela Escola Normal Nossa Senhora Auxiliadora (1971). Fundou o Grupo de Estudos e Pesquisas   em Educação Continuada (GEPEC/UNICAMP-1996). Atuou como Diretora do Departamento Técnico Pedagógico da Secretaria Municipal de Educação de Campinas (1989-1991), onde também ocupou o cargo de Secretária Municipal de Educação (2001-2004). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino e Formação de Professores, atuando principalmente em: Ensino-pesquisa, Trabalho docente, Currículo em ação, Políticas Públicas.

DIAMANTINO FERNANDES TRINDADE
Pós-Doutor em Educação pelo GEPI-PUCSP, Doutor em Educação pela PUC-SP, Mestre em Educação Pela UNICID, Professor (aposentado) do Instituto Federal de Educação Tecnológica de São Paulo, Professor do curso de pós-graduação em História e Cultura Afro-Brasileira do Centro Universitário Salesiano – Campinas.

DIRCE PEREIRA DO PRADO
Nasceu em Adamantina, SP. Reside atualmente, em Limeira SP. Possui habilitação profissional em: Pedagogia, Artes e letras (português e Inglês). É pós-graduada em Psicopedagogia e Docência na educação superior. Mestra em educação na Aplicabilidade de conteúdos Étnico-raciais, através do Centro Universitário Salesiano de São Paulo. Trabalha com formação de professores quanto a temática negra. Atua também, como professora de educação nos níveis: Infantil, Fundamental l / ll e Ensino Médio. É escritora e membro efetivo da Academia Limeirense de Letras-SP.

ERIKA GARCIA
Pedagoga formada pela Universidade de São Paulo em 2008. Especialista em História e Cultura Afro Brasileira pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo em 2013. Atualmente atua como professora de educação infantil da rede municipal de ensino de Campinas.

FRANCISCO EVANGELISTA
Doutor em Educação pela PUC/SP (2011). Mestre em Educação pela PUC-Campinas (2002). Especialista em Filosofia para crianças e jovens pela PUC-SP (1997). Graduado em Filosofia pela PUC-Campinas (1990). Atualmente é professor do Programa de Mestrado em Educação do UNISAL – Centro Universitário Salesiano de São Paulo no Campus de Americana onde coordena a linha de pesquisa em História da Práxis Educativa Social e Comunitária (HIPE); coordena o Projeto de Pesquisa Narrativas de Formação em Educação: possibilidades para a pesquisa e investigação em Educação Sociocomunitária e o Projeto de Pesquisa 200 anos de Educação Salesiana: História, pedagogia e espiritualidade; Professor de Filosofia da Educação no curso de Graduação de Pedagogia do UNISAL Americana; lecionou também nos cursos de Serviço Social, Direito e Psicologia. Membro do GEPESAC: Grupo de Pesquisa em Educação Social e Ação Comunitária – UNISAL (pesquisador). Foi o primeiro coordenador do Curso de Especialização em História e Cultura Afrobrasileira UNISAL-Campinas, entre 2009/2011.

GABRIEL TRINDADE MOREIRA
Pós-Graduado em Serviço Social, Saúde e Envelhecimento pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP (2017). Bacharel em Serviço Social pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL/Americana (2015), Pesquisa de Iniciação Científica (BIC-SAL), concluída pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL/Americana (2015). Tema: A Lei de Cotas raciais nas Universidades Públicas e Entidades Beneficentes de Assistência Social que utilizam o PROUNI como forma de ingresso.

IVAIR AUGUSTO ALVES DOS SANTOS
Doutor em Sociologia pela Universidade de Brasília, Mestre em Ciências Políticas pela Universidade de Campinas. Especialização em Relações Internacionais pela UnB. Professor da Universidade de Brasília. Coordenador do Departamento de Diversidade da Universidade de Brasília. Ex-Diretor do Departamento de Direitos Humanos da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República; Assessor Especial da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República; Executivo Público do Governo de São Paulo. Perito da Unesco com Missão no Ministério da Educação de Angola.

JOSÉ GERALDO MARQUES
Doutor em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas. Professor-adjunto do Departamento de Letras da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), PR.

LUCINÉIA CHRISPIM PINHO MICAELA
Mestre em Administração pelo Centro Universitário Salesiano São Paulo UNISAL/Americana (2010). Bacharel em Ciências Econômicas pela PUC-Campinas (1995). Cursou Magistério pela Escola Estadual de Primeiro e Segundo Graus Carlos Gomes (1990). Atualmente Coordenadora na Pós-Graduação em Educação no Centro Universitário Salesiano São Paulo UNISAL/Campinas. Professora no Programa de Pós-Graduação em Educação do UNISAL – Campus Liceu, Professora na Graduação do Curso de Pedagogia do Unisal – Campus Liceu; Atualmente Coordenadora do Núcleo Étnico Racial/Cultural – UNISAL. Coordenadora e Idealizadora do Grupo de Estudos GeAfrica/UNISAL Campinas. Coautora do livro Antes Escrava; depois livre, ainda doméstica (2015). Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas de Jovens e Adultos (GEPEJA/UNICAMP). Membro e pesquisadora no GEPESAC: Grupo de Pesquisa em Educação Social e Ação Comunitária – UNISAL. Membro colaboradora na Comissão Da Verdade Sobre A Escravidão Negra em Campinas/SP. Coordenadora da Coordenadoria da Igualdade Racial – CEPIR – na cidade de Sumaré 2008 a 2010. Idealizadora e Coordenadora do Programa Memória e Identidade: Promoção da Igualdade na Diversidade – MIPID, na Rede de Educação Municipal de Campinas – de 2001 a 2004. Idealizadora e Coordenadora do Curso de História e Cultura Afro Brasileira para os professores da Rede Municipal e Estadual da cidade de Campinas 2002 a 2004. Coordenadora do Curso Educar para a Igualdade Racial na Secretaria Municipal de Educação de Campinas – 2002 a 2004. Professora de Educação Básica na Rede Estadual de Educação de 1991 a 2009.

LUIZ SILVA (CUTI)
Nasceu em Ourinhos-SP, e vive na capital. Formou-se em Letras (Português-Francês) na Universidade de São Paulo, em 1980. Mestre em Teoria da Literatura e Doutor em Literatura Brasileira pelo Instituto de Estudos da Linguagem – Unicamp (1999-2005). Foi um dos fundadores e membro do Quilombhoje-Literatura, de 1983 a 1994, e um dos criadores e mantenedores da série Cadernos Negros, de 1978 a 1993.

MÁRCIA REGINA POLI BICHARA
Doutoranda em educação na FE Unicamp, desenvolve tese voltada para a questão da formação de professores da primeira fase do Ensino Fundamental no que diz respeito à produção de conhecimento histórico escolar e sua colaboração com a questão da convivência com as diferenças. Participa do Grupo Kairós e do Grupo GEPEC na Unicamp.

MARCOS FRANCISCO MARTINS
Doutor em Educação pela Unicamp, docente do Departamento de Ciências Humanas e Educação (DCHE), coordenador do Mestrado em Educação (PPGEd-So), lidera o GPTeFE (Grupo de Pesquisa Teorias e Fundamentos da Educação), é editor da Crítica Educativa e bolsista PQ-CNPq.

MARCOS HENRIQUE
Mestre em Educação Sociocomunitária pelo UNISAL. Especialista em História e Cultura AfroBrasileira (UNISAL).Escritor, poeta, cantor, educador social e capoeirista do Cordão de Ouro Campinas/SP. Gravou quatro cds de cultura popular afro brasileira: Capoeira, a arte de fazer amizade (2000); Capoeira ritmo do Brasil (2002); Capoeira a cultura qu educa (2006); Samba de batuque de Mandingueiro (2008). Idealizou o DVD Tambores de Ouro (2009).

RITA DE CÁSSIA LANA
Historiadora; docente da área de Patrimônio Histórico-Cultural. Departamento de Geografia, Turismo e Humanidades – DGTH / UFSCar campus Sorocaba.

ROBSON LUIZ MACHADO MARTINS
Autor do livro: “Os Caminhos da Liberdade: abolicionistas, escravos e senhores na Província do Espírito Santo (1884-1888)”. Campinas, SP: UNICAMP/CMU, 2005; Aluno do curso de Doutorado no Programa de Pós-Graduação em História Comparada do Instituto de História da UFRJ; Frequentou o curso de Doutorado em História Social da Cultura pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP 1998/2003; possui Mestrado em História Social do Trabalho (1997) também pela UNICAMP; possui graduação em História pela Universidade Federal Fluminense – 1994 (Bacharelado e Licenciatura); Trabalhou junto a Coordenadoria de Educação Básica na área de gestão e planejamento educacional para Educação de Jovens e Adultos da Secretaria Municipal de Educação de Campinas 2005/2007; Trabalhou em 2009 como Coord. do projeto: “Resgate do Acervo Documental e Fotográfico da ESAES e do CAUFES”, junto ao Centro de Ciências Agrárias da UFES – campus – Alegre/ES; Foi professor do curso de Pós-Graduação em História e Cultura Afro-Brasileira do Centro Universitário Salesiano de São Paulo, UNISAL – Campus: São José, Campinas, SP 2010/2011; Trabalhou em 2011/2012 como Coord. do projeto: “Nos Trilhos do Trem...” Parcerias: SMTR/BPM e Ministério Público do Trabalho da 15ª Região; Exerceu cargo de Coord. de Qualificação Profissional, Diretor interino e Chefe de Gabinete na Secretaria Municipal de Trabalho e Renda da Prefeitura Municipal de Campinas – 2010/2015; Trabalhou como pesquisador no projeto “memória do cativeiro” da Universidade Federal Fluminense – UFF, atuando principalmente nos seguintes temas: escravidão – abolição- Espírito Santo (Estado), História Oral, Memória da Escravidão – Educação – Cidadania. Atualmente é ocupante do cargo de professor de Ensino Fundamental da Emef. CAIC prof. Zeferino Vaz da SME – Campinas. Já publicou artigos em revistas especializadas na área de escravidão e relações raciais no Brasil como também já participou de vários: seminários, simpósios e congressos sobre o referido tema.

ROGÉRIO DONIZETTI BUENO
Doutorando em Educação pela Universidade Federal de São Carlos – Campus São Carlos, Mestre em educação pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo e Especialista em História e Cultura Afro Brasileira pela mesma instituição, coordena o grupo de trabalho sobre Teologia e Negritude na Fraternidade Teologia Latino Americana e é pastor sênior da Comunidade Vineyard em Campinas.

RÚBIA CRISTINA CRUZ
Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2012). Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2004). Graduada em Pedagogia pela PUC-Campinas (1993). Cursou Magistério pela Escola Estadual de Primeiro E Segundo Graus Carlos Gomes (1986). Atualmente é Professora da professora de cursos de Pós-Graduação em Educação; leciona na graduação em Pedagogia das Faculdades IESCAMP; é Diretora Educacional no Centro de Educação Infantil (CEI) Tancredo Neves, da Prefeitura Municipal de Campinas. Tem experiência na área de Educação. Membro do Grupo de Estudos em Educação Continuada (GEPEC/UNICAMP) – pesquisadora. Fundou o Grupo de Pesquisa em Educação UNISAL/Campinas, em 2013. Coordenou o Curso de Especialização em História e Cultura Afrobrasileira UNISAL- Campinas, em 2012/2015.

SIDNEY AGUILAR FILHO
Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas, Brasil (2011) Professor de Pós-Graduação do Centro Universitário Salesiano São Paulo/Liceu/Campinas.

SÍLVIO CÉSAR MORAL MARQUES
Filósofo; docente da área de Ética e Metodologia. Departamento de Geografia, Turismo e Humanidades –DGTH / UFSCar campus Sorocaba.

WILSON QUEIROZ
Mestre em Educação pelo GEPEC – UNICAMP, professor efetivo de matemática da rede municipal de Campinas, membro do CONEPPA – Coletivo Negro com Práticas Pedagógicas em Africanidades, pesquisador de História e cultura africana e afro brasileira e pedagogia étnico-racial, poeta cordelista e editor responsável do periódico escolar Informafricativo.