Capa do livro: BUROCRATIZAÇÃO E NEOLIBERALISMO:<br>ambivalências da experiência brasileira a partir dos anos 1990

BUROCRATIZAÇÃO E NEOLIBERALISMO:
ambivalências da experiência brasileira a partir dos anos 1990

Autores: Cleomar Locatelli

livro impresso
de R$ 54,90 por
livro digital
de R$ 54,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

O trabalho analisa o avanço da política neoliberal, especialmente nos países periféricos, considerando suas implicações para o processo de burocratização do Estado. Trata-se de parte da pesquisa de doutorado do autor em que se questiona sobre a pertinência de um processo de desburocratização do Estado no período neoliberal. Ou seja, um esforço no sentido de analisar as implicações das grandes transformações econômicas e políticas dos últimos tempos (que trouxeram o pensamento neoliberal como via de mão única) para o processo de burocratização do Estado. O questionamento sobre a desburocratização do Estado na sua fase neoliberal também leva o autor a uma análise da própria burocracia, suas formas e funções, sua manifestação no tempo e no espaço e sua interpenetração com os fatos constitutivos da conjuntura política, econômica e social no modo capitalista de produção.
No caso específico das políticas públicas, no âmbito das quais se observam importantes redefinições nas funções do Estado e da sua burocracia, é feita a seguinte indagação: como as determinações nacionais e internacionais, que procuraram redefinir o papel do Estado e de sua ação no campo de tais políticas, através da implantação dos princípios neoliberais, têm afetado as burocracias estatais no desenvolvimento das políticas públicas?
Constata-se que as consequências para os países periféricos latino-americanos, que se tornaram um importante campo de aplicação do ideário neoliberal, podem ser compreendidas por uma readequação da burocracia e não por sua redução ou limitação. Conclui-se que a burocracia não perde importância no período neoliberal; no entanto, ideologicamente, a responsabilidade pelos seus limites passa das virtudes “democráticas” do parlamento às virtudes “democráticas” do mercado, acirrando suas contradições e tornando mais difusa sua definição.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-1704-1
DOI: 10.24824/978854441704.1
Ano de edição: 2017
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 220
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

BUROCRATIZAÇÃO E NEOLIBERALISMO:<br>ambivalências da experiência brasileira a partir dos anos 1990

Autores

CLEOMAR LOCATELLI
Foi assistente educacional no Movimento de Educação de Base (MEB) entre 1992 e 2001, consultor do Ministério da Educação (MEC) no Estado do Maranhão entre 2001 e 2002 e professor do magistério superior nas seguintes instituições: Universidade Federal do Maranhão (UFMA) entre 2000 e 2001, Faculdade de Imperatriz (FACIMP) entre 2003 e 2004 e Universidade Federal do Tocantins (UFT) de 2004 aos dias atuais. Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Pará (1996), mestrado em Educação pela Universidade Federal do Piauí (2003), doutorado em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Maranhão (2009) e Pós-doutorado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2017). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Políticas de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: políticas públicas, planejamento educacional e formação docente