Capa do livro: 150 ANOS d’O CAPITAL:<br>a atualidade de Marx

150 ANOS d’O CAPITAL:
a atualidade de Marx

Autores: Francisco Paulo Cipolla - Dayani Cris de Aquino

livro impresso
de R$ 54,90 por
livro digital
de R$ 54,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

O presente livro apresenta a interpretação dos fenômenos atuais do capitalismo sob a ótica da crítica da economia política realizada por Marx. O debate acerca da natureza do dinheiro e do “papel” do ouro na atualidade; o processo de polarização de classe visto tanto do ponto de vista nacional quanto internacional; o caráter da dívida pública analisado numa perspectiva tanto lógica quanto histórica; as novas formas de acumulação de capital na sua atividade internacional; a economia política das práticas ligadas à internet: eis alguns dos temas tratados por professores especialistas de suas respectivas áreas de pesquisa e que o leitor poderá encontrar no presente livro.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-1944-1
DOI: 10.24824/978854441944.1
Ano de edição: 2017
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 214
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

150 ANOS d’O CAPITAL:<br>a atualidade de Marx

Autores

MARCELO DIAS CARCANHOLO
É Professor Associado da Faculdade de Economia da Universidade Federal Fluminense, Membro do Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas em Marx e Marxismo (NIEP-UFF), Professor Colaborador da Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF-MST), atual Presidente da Sociedade Brasileira de Economia Política (SEP) e Presidente da Sociedade Latino-americana de Economia Politica e Pensamento Crítico (SEPLA) entre 2014 e 2016. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Política, Economia Marxista e Desenvolvimento Econômico, atuando principalmente nos seguintes temas: teoria do valor, teoria marxista, capitalismo, neoliberalismo, desenvolvimento e América latina.

CÉSAR BOLAÑO
É fundador da Economia Política da Comunicação no Brasil. Professor da UFS, onde publica há 20 anos a revista EPTIC Online, pioneira no campo. Entre seus livros figuram Mercado Brasileiro de Televisão, de 1988, com uma segunda edição revista e ampliada (EDUC: São Paulo, 2004), também publicado em espanhol (Buenos Aires: El Río Suena, 2013) e Industria Cultural,  Informação e Capitalismo (São Paulo: Hucitec, 2000), com edições em espanhol (Barcelona: Gedisa, 2013) e inglês (Londres: Pallgrave/MacMillan, 2016), onde propõe uma teoria da comunicação apoiada em Marx. Jornalista formado pela USP, tem mestrado e doutorado em Economia pela UNICAMP.

LEONARDO DE MAGALHÃES LEITE
É professor na Universidade Federal Fluminense (UFF), doutor em Economia pela mesma universidade e mestre em Desenvolvimento Econômico pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Pesquisador do Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas sobre Marx e o Marxismo (NIEP-Marx) e do Núcleo de Economia Política da UFF (NEP/UFF), desenvolve estudos sobre teoria do valor, mercado mundial e imperialismo. Possui diversos artigos científicos publicados em revistas especializadas e, em 2015, recebeu prêmio para jovens investigadores da Sociedade de Economia Política Latinoamericana (SEPLA).

ELEUTÉRIO F. S. PRADO
Professor titular aposentado do Departamento de Economia da FEA/USP. Nos últimos dez anos trabalhou no tema Economia e Complexidade. Mantém desde então um blog com esse nome. Como professor, especializou-se também no ensino de Teoria do Valor, um curso que privilegia o estudo dos primeiros quatro capítulos de O capital. Publicou três livros no tema complexidade: Economia, complexidade e dialética (2009), Complexidade e práxis (2011) e Economia e Complexidade - Tomo III (2014). Tem publicado regularmente artigos em revistas; cabe destacar: Kalecki: entre Marx e Keynes (nº 44) e Como Marx e Keynes demarcam o campo da macroeconomia (nº 45), ambos na Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política.

JOSÉ RAIMUNDO TRINDADE
É doutor em Desenvolvimento Econômico pela Universidade Federal do Paraná e professor Associado II do Programa de Pós-graduação em Economia da Universidade Federal do Pará.  Atua principalmente nas seguintes áreas de pesquisa: economia marxista, finanças públicas e emprego e renda. Coordena o Observatório Paraense do Mercado de Trabalho e edita a revista Cadernos CEPEC do Programa de Pós-graduação em Economia.

GILIAD DE SOUZA SILVA
É doutor em Economia pela UFRGS, é professor da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA). Leciona disciplinas no âmbito da Economia Política, Macroeconomia e Metodologia Científica. Coordena o Grupo de Pesquisa da Economia Política da Macroeconomia (GPEM) e atualmente participa da pesquisa “Metamorfose do dinheiro mundial e as transformações do sistema monetário internacional: implicações no comportamento da variação de preços”, enquanto coordenador, e, como colaborador, da pesquisa “Política fiscal e monetária no contexto de ciclos financeiros globais”. Tem interesse em Economia Política, Macroeconomia, Epistemologia da Ciência, História do Pensamento Econômico e Desenvolvimento Econômico.

PAUL COONEY
Obteve seu título de doutor em economia, com concentração em economia política, pela New School for Social Research em 1990, depois de completar o mestrado em Engenheira Química pela State University de Buffalo no ano 1982. Atualmente é professor na Universidad Nacional de General Sarmiento em Buenos Aires, Argentina, tendo sido professor adjunto na Universidade Federal do Pará (UFPA) durante os anos de 2006-2014. Suas áreas de pesquisa incluem a questão da desindustrialização e reprimarização no Brasil e na Argentina, a crise mundial atual, a globalização neoliberal na América Latina, e os impactos ambientais da reprimarização e neoextractivismo. É também membro da Diretoria da Union for Radical Political Economics (URPE)sendo atualmente o seu tesoureiro. Também faz parte do conselho editorial das seguintes revistas: Research in Political Economy; Capitalism, Nature, Socialism, e Revista Ensayos de Economía.

FRANCISCO PAULO CIPOLLA
Fez graduação na Universidade de São Paulo durante os anos 1974-1977, período no qual participou do movimento estudantil e da gestão do Centro Acadêmico Visconde de Cairu na qualidade de secretário geral. Fez sua pós-graduação na New School for Social Research onde se graduou no ano de 1990. Na Universidade Federal do Paraná leciona a disciplina de Economia Política na graduação e é também membro permanente do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Econômico, o PPGDE, onde leciona Tópicos Especiais em Economia Política. Atualmente seus interesses convergem para o estudo das condições econômicas mundiais que têm regido a contínua deterioração das condições de vida dos assalariados desde o advento do neoliberalismo.

DAYANI CRIS DE AQUINO
É professora de Economia Política da Universidade Federal do Paraná desde 2008. Concluiu o doutorado na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, em 2015, e obteve o título de mestre em Desenvolvimento Econômico pela Universidade Federal do Paraná, em 2007. Pesquisa na área de teoria marxista com destaque para os campos da teoria do conhecimento, da teoria das crises e da dinâmica do processo de acumulação de capital. Atualmente é vice-coordenadora do curso de Ciências Econômicas na Universidade Federal do Paraná.