O PROCESSO DE MODERNIZAÇÃO NO BRASIL E A EDUCAÇÃO DAS MULHERES NA REVISTA FON-FON!

O PROCESSO DE MODERNIZAÇÃO NO BRASIL E A EDUCAÇÃO DAS MULHERES NA REVISTA FON-FON!

Autores: Renata Franqui

livro impresso
de R$ 39,90 por
livro digital
de R$ 39,90 por

Disponibilidade: 5 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Esta obra analisa os conteúdos publicados na revista carioca Fon-Fon! (1907-1958) veiculados nas décadas iniciais do século XX. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica e documental, vinculada à área da História da Educação, que buscou analisar os conteúdos voltados para a formação das mulheres da elite, público ao qual a revista era destinada. Compreende-se que as revistas femininas – dentre elas, a Fon-Fon! – devem ser consideradas artefatos pedagógicos, uma vez que transmitem valores e ensinamentos, moldando identidades de seu público leitor, alterando a maneira pela qual os indivíduos enxergam a si mesmos e o mundo que os cerca. A análise permitiu concluir que a revista Fon-Fon! atuou, de maneira significativa, na educação das mulheres, tanto no que diz respeito aos comportamentos, como em relação à sua subjetividade. Recheada de conteúdos de humor, fotografias, caricaturas e diversas colunas sobre o universo feminino, a revista ensinava às mulheres da elite as maneiras de melhor desempenharem os papéis sociais de mãe, esposa e dona de casa, tornando-as aptas para a reprodução do ideal de família burguesa e, ainda, servindo como modelo a ser seguido pelas mulheres pobres.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-1934-2
DOI: 10.24824/978854441934.2
Ano de edição: 2017
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 130
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

O PROCESSO DE MODERNIZAÇÃO NO BRASIL E A EDUCAÇÃO DAS MULHERES NA REVISTA FON-FON!

Autores

RENATA FRANQUI
É graduada em
Pedagogia e mestra em Educação pela Universidade Estadual de Maringá. É membro do Grupo de Pesquisa sobre Política, Religião e Educação na Modernidade (UEM), pesquisando sobre Instituições Educativas, e também do Grupo de Pesquisa em História e Educação nos séculos XIX e XX (UEM), na linha de pesquisa sobre Imprensa e Educação. Atualmente é doutoranda em Educação pela Universidade Estadual de Maringá, na linha de pesquisa em História e Historiografia da Educação, pesquisando sobre instituições escolares.