Capa do livro: METODOLOGIAS ATIVAS NO ENSINO DO CUIDADO DE ENFERMAGEM PERIOPERATORIA

METODOLOGIAS ATIVAS NO ENSINO DO CUIDADO DE ENFERMAGEM PERIOPERATORIA

Autores: Neide da S. Knihs - Juliana B. R. Girondi - Keyla C. do Nascimento - Maria L. dos R. Bellaguarda - Luciara F. Sebold - Ana G. Alvarez - Lucia N. Amante (Orgs.).

livro impresso
de R$ 52,90 por
livro digital
de R$ 52,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

O livro de Metodologias Ativas no Ensino do Cuidado de Enfermagem Perioperatória, apresenta o cenário dessas metodologias no ensino e aprendizagem do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina, especificamente na disciplina O CUIDADO NO PROCESSO DE VIVER HUMANO II: a condição cirúrgica.
Por meio deste livro as organizadoras, professoras da disciplina, juntamente com demais autores com expertise na utilização dessas ferramentas no ensino, descrevem e pontuam questões históricas, atuais e a inserção dessas metodologias nos cursos de graduação da área da saúde, no ensino da enfermagem, além de conhecer a realidade dos movimentos mundiais no desenvolvimento destas ferramentas voltado para a educação.
No transcorrer da escrita do livro, há uma breve discussão
sobre as questões éticas no contexto do ensino em saúde e na graduação de Enfermagem, direcionadas ao contexto das metodologias ativas na educação/ensino em Enfermagem perioperatória. Assim, insere o leitor nas questões morais, éticas e legais que envolvem a aplicação e o desenvolvimento destas metodologias.
Na sequência da apresentação dos capítulos, mostra-se a experiência dos docentes quanto a utilização da Aprendizagem baseada em equipes (team-based learning- TBL); Problem based learning; Role playing; Simulação clínica com paciente estandardizado; Simulação de Alta Fidelidade; Desenvolvendo o Objective Structured Clinical Examination-OSCE no ensino da disciplina do O CUIDADO NO PROCESSO DE VIVER HUMANO II: a condição cirúrgica. Os autores descrevem passo a passo como se desenvolve essas metodologias e a experiência na disciplina.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-1967-0
DOI: 10.24824/978854441967.0
Ano de edição: 2017
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 194
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

METODOLOGIAS ATIVAS NO ENSINO DO CUIDADO DE ENFERMAGEM PERIOPERATORIA

Autores

PAULO MARCONDES CARVALHO JUNIOR
Médico, professor do Departamento de Ciências da Saúde da Universidade Federal de Santa Catarina. Doutorado em engenharia biomédica pela Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação da Universidade Estadual de Campinas. É professor do Programa FAIMER Brasil para Formação Docente na Área de Saúde da Universidade Federal do Ceará.


VALERIA CAMARGO DE LACERDA CARVALHO
Analista de sistemas da Faculdade de Medicina de Marília. Cursando Doutorado no Programa de Clínica Médica, Área de Concentração “Ensino em Saúde” na Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP.


LUCIARA FABIANE SEBOLD
Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora do Departamento de Enfermagem na Disciplina de Clinica Cirúrgi
ca. Docente do Programa de Pós-Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem – Modalidade Mestrado Profissional.  Docente da Residência Integrada Multiprofissional em Saúde (RIMS). Vice-líder do Laboratório de Pesquisa em Tecnologias para o Cuidado de Saúde no Ambiente Médico-Cirúrgico vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem – Modalidade Mestrado Profissional (LAPETAC/UFSC). Membro do Grupo de Apoio à Pessoa Ostomizada (GAO/UFSC). Florianópolis, SC, Brasil.

MARTA LENISE DO PRADO
Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Titular aposentada da Universidade Federal de Santa Catarina e professora voluntária do Programa de Pós-graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina. Vice-líder do Grupo de Pesquisa em Educação, Saúde e Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina (EDEN/UFSC) e membro do Grupo de Estudos e Pesquisa sobre Interdisciplinaridade, Educação e Saúde – GIS/PPGO/UFSC). Florianópolis, SC, Brasil.


KENYA SCHMIDT REIBNITZ
Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Titular aposentada do Departamento Graduação e Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina. Participante do Grupo de Pesquisa em Educação, Saúde e Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina (EDEN/UFSC) e avaliadora do INEP. Florianópolis, SC, Brasil.


SILVANA SILVEIRA KEMPFER
Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora do Departamento de Enfermagem e do Programa de Pós-graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina. Integrante do Laboratório de Pesquisa e Tecnologia em Educação em Enfermagem e Saúde da Universidade Federal de Santa Catarina (EDEN/UFSC). Florianópolis, SC, Brasil.


JULIANA BALBINOT REIS GIRONDI
Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Adjunta III do Curso de Graduação em Enfermagem, do Programa de Pós- Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem – Modalidade Mestrado Profissional e na Residência Integrada Multiprofissional em Saúde. Fellow (2015-2016) do FAIMER Institute, Foundation for Advancement for Medical Education and Research. Membro do Grupo de Estudos sobre Cuidados em saúde de Pessoas Idosas (GESPI/NFR/PEN/UFSC) e do Laboratório de Pesquisa em Tecnologias para o Cuidado de Saúde no Ambiente Médico-Cirúrgico vinculado ao Programa de Pós- Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem – Modalidade Mestrado Profissional (LAPETAC). Membro do Grupo de Apoio à Pessoa Ostomizada (GAO/UFSC). Florianópolis, SC, Brasil.

MARIA LÍGIA DOS REIS BELLAGUARDA
Enfermeira. Doutora em Enfermagem, Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem. Membro do Laboratório de Estudos do Conhecimento da História da Enfermagem e da Saúde, vinculado ao Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Santa Catarina (GEHCES/UFSC), Florianópolis, SC, Brasil.


LAURA CAVALCANTI DE FARIAS BREHMER
Enfermeira, Doutora em Enfermagem, Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem e Docente da Disciplina de Atenção Básica e Saúde Mental.  Membro do Laboratório de Pesquisa sobre Trabalho, Ética, Saúde e Enfermagem vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina (PRAXIS/PEN), Florianópolis, SC, Brasil.


DULCINÉIA GUIZONI SCHNEIDER
Enfermeira, Doutora em Enfermagem, Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem e Docente da Disciplina O cuidado no processo de viver humano I: condição clínica de saúde.  Membro do Laboratório de Pesquisa sobre Trabalho, Ética, Saúde e Enfermagem vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina (PRAXIS/PEN), Florianópolis.


ANA ROSETE CAMARGO RODRIGUES MAIA
Enfermeira. Doutora em Enfermagem, Professora Associada do Departamento de Enfermagem e Docente do Programa de Residência multiprofissional em saúde. Membro do Laboratório de Estudos do Conhecimento da História da Enfermagem e da Saúde, vinculado ao Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Santa Catarina (GEHCES/UFSC), Florianópolis, SC- Brasil.


NEIDE DA SILVA KNIHS
Enfermeira, Doutora em Enfermagem, Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem e Docente da Disciplina de Clinica Cirúrgica.  Membro do Laboratório de Produção Tecnológica em Saúde e Grupo de Pesquisa Clínica Tecnologias e Informática em Saúde e Enfermagem, vinculado ao Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Santa Catarina (LAPETEC/GIATE/UFSC). Florianópolis, SC- Brasil.


FRANCIS SOLANGE VIEIRA TOURINHO
Enfermeira. Doutora em Saúde da Criança e do Adolescente. Pesquisadora em Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora- DT-2/CNPq. Professora Associada I do Departamento de Enfermagem e do Programa de Pós- Graduação em  Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina. Membro do Laboratório de Pesquisa, Tecnologia e Inovação na Saúde da Criança e do Adolescente (GEPESCA/UFSC), do Laboratório de Pesquisa, Tecnologia e Inovação Cuidando e Confortando (C&C/UFSC), ambos vinculados ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina, e do Laboratório de   Investigação do Cuidado, Segurança e Tecnologia em Saúde e Enfermagem (LABTEC/UFRN) vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Membro do Corpo Docente do Instituto FAIMER Brasil, desde 2013. Secretária de Ações Afirmativas e Diversidades – SAAD/UFSC. Florianópolis, SC, Brasil.


DARLA LUSIA ROPELATO FERNANDEZ
Enfermeira, Mestre em Enfermagem. Discente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, nível Doutorado, da Universidade Federal de Santa Catarina. Professor Substituto da Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC, Brasil.


VALDES ROBERTO BOLLELA
Médico. Doutor em Clínica Médica. Professor Associado da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP). Especialista em Administração Hospitalar. Fellow (2006-2008) do FAIMER Institute, Foundation for Advancement for Medical Education and Research. Professor convidado do FAIMER Institute-Philadelphia-USA, desde 2008 e Docente do Instituto FAIMER Brasil, desde 2007.


LÚCIA NAZARETH AMANTE
Enfermeira, Professora Associado, atuando no curso de graduação em Enfermagem na área de Enfermagem Perioperatória e no Programa de Pós-graduação Gestão do Cuidado em Enfermagem, compõe o Colegiado Delegado do Programa de Pós-graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem.  É coordenadora do Grupo de Extensão a Pessoa com Estomia (GAO) e líder do Laboratório de pesquisa e tecnologias para o cuidado de saúde no ambiente médico-cirúrgico (LAPETAC).


GIOVANNI FERREIRA DE FARIAS
Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal da Paraíba (1993), mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Campina Grande (1996) e especialização em Gestão de Educação a Distância pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2003) e em Gestão de e-Business pela Universidade Federal de Campina Grande (2002). É doutor em Educação (Ed.D. – Education Doctor) pela Athabasca University, Canadá (2016). Atualmente é consultor em Educação a Distância através da GFarias Educação, empresa parceira oficial do Moodle (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) no Brasil. Fornece serviços técnicos, pedagógicos e infraestrutura tecnológica para diversas empresas, instituições e autarquias em todo o país. Desenvolve pesquisa em métodos e tecnologias aplicadas a Educação a Distância, publicando artigos e capítulos de livro em publicações revisadas por pares, além de participar de conferências nacionais e internacionais com regularidade. Atualmente está fazendo seu segundo doutorado, em Engenharia e Gestão do Conhecimento, na Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil, onde pesquisa sobre uso de ambientes virtuais de aprendizagem na implantação de metodologias de aprendizagem ativas e em rede.

FERNANDO JOSÉ SPANHOL
Doutorado e Mestrado em Midia e Conhecimento pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); Graduação – Pedagogia pela UNOCHAPECO. Professor do Bacharelado em Tecnologia de Informação e Comunicação da UFSC/Ararangua e Professor na Pos-Graduaçao do PPEGC e PPGTIC da UFSC. Orientador nas linhas de pesquisa: Mídia e Conhecimento e Gestão do Conhecimento. Líder do Grupo de Pesquisa Mídia e Conhecimento e membro do Grupo de Pesquisa Tecnologia, Gestão e Inovação no CNPQ.


MARCIO VIEIRA DE SOUZA
Possui graduação em Comunicação Social (Habilitação- Jornalismo) pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1985), especialização em Educação (2), Mestrado em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina (1995) e Doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002). Tem experiência na área de Comunicação, Sociologia, EaD, mídias digitais, atuando principalmente nos seguintes temas: comunicação e educação, inovação na educação, sociologia e tecnologia, redes e mídias sociais , vídeo e democracia, mídias digitais, desenvolvimento sustentável e novas tecnologias da informação e da comunicação , metodologia de pesquisa. Foi chefe de departamento do Curso de jornalismo da UNIVALI-SC, foi professor no Mestrado do Programa de Pós-graduação em Gestão em Políticas Públicas da UNIVALI-SC. Foi professor permanente do PPGTIC-UFSC. É professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) onde é um dos lideres do Grupo de Pesquisa de Mídia e Conhecimento da UFSC (CNPq) e atua no Departamento de Engenharia e Gestão do Conhecimento (DEGC-UFSC). É professor permanente no Programa de Pós-graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento. É supervisor no LED LAB ( Laboratório de Educação em Rede) da UFSC.

CARLA SENNA
Enfermeria, Mestre em Enfermagem. Enfermeira Intensiva da Secretaria de Saúde de Santa Catarina. Especialista em Terapia Intensiva, Enfermagem em Doação e Transplante de órgãos e tecidos e Administração Hospitalar.  Membro do Laboratório de Pesquisa em Tecnologias para o Cuidado de Saúde no Ambiente Médico-Cirúrgico vinculado ao Programa de Pós- Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem – Modalidade Mestrado Profissional (LAPETAC)., Florianópolis, SC, Brasil.

TATIANA MARTINS
Enfermeira. Mestre em Enfermagem. Professora da Universidade Estácio de Sá de Santa Catarina. Membro do Laboratório de Pesquisa em Tecnologias para o Cuidado de Saúde no Ambiente Médico-Cirúrgico vinculado ao Programa de Pós- Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem – Modalidade Mestrado Profissional (LAPETAC).. Membro do Grupo de Apoio à Pessoa Ostomizada (GAO/UFSC). Florianópolis, SC, Brasil.

KEYLA CRISTINE DO NASCIMENTO

Enfermeira, doutora em enfermagem. Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem e da Residência Multiprofissional em Saúde da Universidade Federal de Santa Catarina. Membro dos grupos de pesquisa: GEASS (Laboratório de Pesquisas no Cuidado de Pessoas em Situações Agudas de Saúde) e GEPADES (Laboratório de Pesquisa, Tecnologia e Inovação em Políticas e Gestão do Cuidado e da Educação em Enfermagem e Saúde.

GISELE CRISTINA MANFRINI FERNANDES
Enfermeira. Doutora em Enfermagem, Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem e Docente da Disciplina O cuidado no processo de viver humano V: atenção básica e saúde mental. Membro do Laboratório Pesquisa em Enfermagem e Promoção da Saúde, vinculado ao Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Santa Catarina (LAPEPS/UFSC), Florianópolis, SC, Brasil.

MELISSA ORLANDI HONÓRIO LOCKS
Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Adjunta do Curso de Graduação em Enfermagem, do Programa de Pós- Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem – Modalidade Mestrado Profissional e na Residência Integrada Multiprofissional em Saúde. Membro do Grupo de Estudos sobre Cuidados em saúde de Pessoas Idosas (GESPI/NFR/PEN/UFSC). Florianópolis, SC, Brasil.

SAIONARA NUNES DE OLIVEIRA

Enfermeira, Mestre em Enfermagem. Discente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, nível Doutorado, da Universidade Federal de Santa Catarina. Integrante do Laboratório de Pesquisa e Tecnologia em Educação em Enfermagem e Saúde EDEN da Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC, Brasil.

ANA GRAZIELA ALVAREZ

Enfermeira. Doutora em Enfermagem, Professora Adjunta no Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Membro do Laboratório de Produção Tecnológica em Saúde e Grupo de Pesquisa Clínica Tecnologias e Informática em Saúde e Enfermagem, vinculado ao Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Santa Catarina (LAPETEC/GIATE/UFSC).

GABRIELA MARCELLINO DE MELO LANZONI

Enfermeira, Doutora em Fnfermagem. Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina. Membro do grupo de pesquisa GEPADES (Laboratório de Pesquisa, Tecnologia e Inovação em Políticas e Gestão do Cuidado e da Educação em Enfermagem e Saúde.

JULIANA COELHO PINA

Enfermeira. Doutora em Ciências da Saúde. Mestre em Enfermagem em Saúde Pública. Especialista em Gestão em Enfermagem. Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem  da Universidade Federal de Santa Catarina. Membro do Laboratório de Ensino, Pesquisa e Extensão na Saúde da Criança e do Adolescente – GEPESCA.

DANIELA COUTO CARVALHO BARRA

Doutora em Enfermagem. Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina. Membro do Grupo LAPETEC/GIATE (Laboratório de Produção Tecnológica e Grupo de Pesquisa Clínica, Tecnologias e Informática em Saúde e Enfermagem).

MARIA ELENA ECHEVARRÍA-GUANILO

Enfermeira. Doutora em Ciência pelo Programa Interunidades de Doutoramento da Escola de Enfermagem e Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (EE/EERP-USP). Professora Adjunta II do Curso de Graduação em Enfermagem. Professor do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina. Vice-líder do Laboratório de Pesquisa e Tecnologia em Enfermagem e Saúde a Pessoas em Condição Crônica (NUCRON), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina.

GERSON BARBOSA DO NASCIMENTO
Possui graduação em medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1990). Atualmente é médico cardiologista – Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte (RN).