Capa do livro: O MOSQUITO Aedes spp.:<br>controle do vetor do vírus Zika e das febres Dengue, Amarela, Chikungunya e Mayaro

O MOSQUITO Aedes spp.:
controle do vetor do vírus Zika e das febres Dengue, Amarela, Chikungunya e Mayaro

Autores: José Domingos Fontana - Marcela Tiboni - Cibelle de Borba Dallagassa - Tatiana Zuccolotto

livro impresso
de R$ 65,90 por
livro digital
de R$ 65,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

A Epidemiologia, resumidamente, trata de todos os aspectos de uma determinada doença e seu(s) determinante(s). No Brasil, seus vizinhos tropicais e ainda em países de outros continentes de clima semelhante, a recorrência mais frequente da febre dengue, ora acompanhada das febres amarela e chikungúnia, é motivo de grande preocupação das autoridades de Saúde Pública. O cenário endêmico em cada caso oferece real risco de expansão de ordem pandêmica quando a população e, sobretudo, as autoridades não correspondem com as medidas saneadoras cabíveis. Mais recentemente, o mosquito transmissor, Aedes aegypti (secundado por Ae. albopictus), se mostrou implicado como vetor na transmissão de um vírus muito mais temível: o Zika, infectando grávidas e migrando para os fetos, a seguir diagnosticados como padecentes de microcefalia com desastrosas e irrecuperáveis lesões do sistema nervoso. Um mote da Secretaria de Saúde do PR diz: “Se o mosquito pode matar, ela não pode nascer”. Esta é a diretriz na qual os cientistas elaboradores deste livro e outras brilhantes estudantes antes envolvidas têm se baseado para arrojar sua contribuição ao controle do mosquito. O ciclo morfogenético do mesmo: ovos -> larvas de 4 progressivos estágios ou ínstares -> pupa -> inseto adulto volante, permite várias estratégias de combate que podem ser potencializadas dentro de um MIP – Manejo Integrado de Pragas. A diminuta dimensão dos ovos, e a rápida ecdise (“muda”) entre a pupa e adulto, apontam para as larvas e seu subciclo mais longo e tamanho mais facilmente visível a olho nu, como a forma mais fácil de ser combatida. O leitor encontrará que os autores têm alcançado significativo sucesso explorando o sinergismo ou superaditividade de fitolarcividas mesclando extratos alcoólicos simples e de baixo custo a partir plantas comuns na flora brasileira (Prof. José Domingos Fontana).

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-1797-3
DOI: 10.24824/978854441797.3
Ano de edição: 2017
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 162
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

O MOSQUITO Aedes spp.:<br>controle do vetor do vírus Zika e das febres Dengue, Amarela, Chikungunya e Mayaro

Autores

JOSÉ DOMINGOS FONTANA
Farmacêutico Bioquímico (1971) e Mestre em Bioquímica (1976) pela UFPR – Universidade Federal do Paraná. Doutor em Ciências Químicas pela UBA – Universidad de Buenos Aires/FC – Fundación Campomar, sob orientação do Prêmio Nobel em Química. Conferências internacionais mais importantes ministradas em Biotecnologia de Biomasas: MIT -Massachusetts Institute of Technology (Cambridge, MA, USA), CALTECH – California Institute of Technology (Pasadena, CA, USA), CERMAV - Centre de Recherches sur les Macromolécules Végétales (Grénoble, France), School of Medicine/University of Florida (Miami, FL, USA) e LUT – Lodz Universty of Technology (Lodz, Poland). É Professor Titular aposentado (2003) e Professor Emérito da UFPR – Universidade Federal do Paraná (2002). Também Pesquisador Luminar (2012) na mesma. Atual PVS – Professor Visitante Senior do DAQBI-PPGCTA Departamento Acadêmico de Química e Biologia/Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental da UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, campus Central e sede Ecoville. Ex-pesquisador PQ-1 e atual bolsista DTEI II do CNPq. Ex-bolsista PVNS – Professor Visitante Nacional Senior da CAPES (2010–2014). Agraciado com o título de Prêmio Paranaense em Ciência e Tecnologia (1996). Recebeu a Comenda Nacional de Mérito Farmacêutico do CFF – Conselho Federal de Farmácia (2001) e o Diploma/Troféu de “Pesquisador do Ano” da Câmara Municipal de Vereadores de Curitiba (2002). Ex-Diretor Técnico do TECPAR – Instituto de Tecnologia do Paraná (2004-2005). Orientador de 40 dissertações de Mestrado e teses de Doutorado. Fundador e dirigente do LQBB – Laboratório de Quimio / Biotecnologia de Biomassas da UFPR (1978 – 2011) e da UTFPR-Ecoville (2012 - ....).

MARCELA TIBONI
Possui graduação em Farmácia (2008), mestrado e doutorado em Ciências Farmacêuticas (2011/2015) pela UTFPR - Universidade Federal do Paraná, sob orientação do Prof. Dr. José Domingos Fontana, no LQBB – Laboratório de Quimio/Biotecnologia de Biomassas na UFPR e UTFPR – Ecovlle, onde atuou até maio/2017 como bolsista pós-doutoral PNPD-CAPES. É colaboradora dos grupos de pesquisa do CNPq: Processamento Químico e Tecnológico de Produtos Naturais (UTFPR) e Quimio/Biotecnologia de Biomassas – Enzimologia e Tecnologia das Fermentações (UFPR). Tem experiência na área de Biotecnologia e Bioquímica Geral, com ênfase em Química de Macromoléculas e Biotecnologia de Fitobiomassa, atuando principalmente nos seguintes temas: fitobiotecnologia, fitolarvicidas para Aedes aegypti, derivatização de celulósicos para remediação ambiental, indução, purificação e monitoramento de enzimas, celulose bacteriana e ainda hidrólises ácidas para a obtenção de prebióticos.

CIBELLE DE BORBA DALLAGASSA
Farmacêutica pela UFPR – Universidade Federal do Paraná (2009), com mestrado (2012) e doutorado (2016) em Ciências Farmacêuticas também pela UFPR. Atualmente é bolsista de Pós-Doutorado (PNPD–CAPES) e desenvolve pesquisa em fitolarvicidas para combate/controle de Aedes aegypti no LQBB – Laboratório de Quimio/Biotecnologia de Biomassas na UTFPR-Ecoville. Tem experiência na área de Microbiologia com ênfase em Microbiologia Médica; desenvolveu pesquisas principalmente com estirpes patogênicas de Escherichia coli, Aeromonas e outras bactérias causadoras de diarreia. É colaboradora dos grupos de pesquisa do CNPq: Bacteriologia Molecular (UFPR) e Processamento Químico e Tecnológico de Produtos Naturais (UTFPR).

TATIANA ZUCCOLOTTO
Farmacêutica, formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Doutora em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal do Paraná, com ênfase em produtos naturais. Mestre em Biotecnologia pela Universidade de Caxias do Sul. Atualmente é bolsista de Pós-Doutorado (PNPD–CAPES) e desenvolve pesquisa em fitolarvicidas para combate/controle de Aedes aegypti através de fitobiotecnologia. Tem experiência em Microbiologia Ambiental e produtos naturais com ênfase na busca de moléculas bioativas, presentes no bioma Mata Atlântica. É colaboradora dos grupos de pesquisa do CNPq: Processamento Químico e Tecnológico de Produtos Naturais (UTFPR) e Laboratório de Biociências e Espectrometria de Massas (LaBicEM–UFPR). Atua principalmente nos seguintes temas: Controle de vetores biológicos, fitobiotecnologia e fitolarvicidas para Aedes aegypti, produtos naturais e Ressonância Magnética Nuclear (RMN).