Capa do livro: REABILITAÇÃO:<br>nômades em busca de sentido para o cuidado da pessoa com defciência adquirida

REABILITAÇÃO:
nômades em busca de sentido para o cuidado da pessoa com defciência adquirida

Autores: Nébia Maria Almeida de Figueiredo - Wiliam César Alves Machado - Maria Manuela Martins (Orgs.)

livro impresso
de R$ 62,90 por
livro digital
de R$ 62,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Esta obra vai dar respostas e ajudar a entender os sentimentos das pessoas que, em algum momento da sua vida, poderão ser confrontadas com as situações mais diversas, onde se sentirão perdidas, desorientadas em busca de um caminho que as reapresente à felicidade, à esperança e à vontade de viver em plenitude. Contribui para a reconquista do seu papel, desde as primeiras fases da reabilitação, no seio da família, no trabalho e na sociedade, não obstante a diminuição de sua capacidade/autonomia em algum dos processos e enfrentamentos da deficiência adquirida. Ajuda-os a se sentir cidadãos úteis, capazes, produtivos, envolvidos e integrados nos programas de reabilitação institucionais ou domiciliares de longo prazo, e no reconhecimento da importância de continuar desempenhando papel de protagonistas em quaisquer cenários e contextos que requeiram superações das sequelas neurológicas incapacitantes que os tornaram dependentes de cuidados. Destaca que a ajuda não passa só por ter uma mão amiga, é necessário haver uma resposta especializada com uma visão que permita ver e antever as necessidades reais e potencias das pessoa e dos familiares e assim, diagnosticar e intervir na sua capacitação para enfrentar a encruzilhada ou o deserto onde se encontram, e escolherem o melhor caminho e o rumo certo.  Este processo pode ser simplificado pelos enfermeiros, em particular os de reabilitação, pela visão global e integradora que têm da pessoa com deficiência adquirida, pela valorização que fazem da capacidade e não da incapacidade, pelo conhecimento científico e pela competência técnica diferenciada que possuem. Capacitar para a autonomia nos autocuidados, para tomar decisões, e para que sejam capazes de reivindicar o seu papel de cidadão ativo e participativo na sociedade, eis o desafio da Enfermagem de Reabilitação.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-2210-6
DOI: 10.24824/978854442210.6
Ano de edição: 2018
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 342
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

REABILITAÇÃO:<br>nômades em busca de sentido para o cuidado da pessoa com defciência adquirida

Autores

ALINE COUTINHO SENTO SÉ
Enfermeira. Doutora em Ciências. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO – Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO. 

ANA CONCEIÇÃO ALVES FARIA
Enfermeira. Assistente na Escola Superior de Enfermagem do Porto, Enfermeira de Reabilitação no Centro Hospitalar Médio Ave.

ANDRYELLI AIRES DE MORAES
Enfermeira. Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Enfermagem – PPGENF. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

ATHAYNNE RAMOS DE AGUIAR PRADO
Enfermeira. Mestre em Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem – PPGENF. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

CLÁUDIO BORBA PINHEIRO
Educador Físico. Doutor em Ciências. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO – Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

FABIO VILAS GONÇALVES FILHO
Advogado. Mestre em Saúde e Tecnologia. Programa de Pós-Graduação em Saúde e Tecnologia no Espaço Hospitalar – PPGSTEH. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de janeiro – UNIRIO.

IRACI DOS SANTOS
Enfermeira. Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Professora Titular na Faculdade de Enfermagem. Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ.

JOÃO MIGUEL ALMEIDA VENTURA DA SILVA
Enfermeiro de Reabilitação no Centro Hospitalar de São João. Porto. Portugal. 

JUAREZ DE SOUZA PEREIRA
Fisioterapeuta. Mestre em Saúde e Tecnologia. Programa de Pós-Graduação em Saúde e Tecnologia no Espaço Hospitalar – PPGSTEH. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

LUCIANA KRAUSS REZENDE
Fisioterapeuta. Doutora em Desenvolvimento Humano. Universidade Mackenzie. Professora na Faculdade Vértice Trirriense – UNIVÉRTIX.


LUIS EDUARDO MOTTA

Médico. Doutor em Ciências. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO – Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

LEYLANE PORTO BITTENCOURT
Enfermeira. Doutoranda. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO – Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

MARIA CLARA DUARTE MONTEIRO
Enfermeira. Assistente na Escola Superior de Enfermagem do Porto, Doutoranda em Ciências de Enfermagem na Universidade do Porto, Enfermeira de Reabilitação no Centro Hospitalar Póvoa do Varzim/Vila do Conde.

MARIA GORETE MENDONÇA DOS REIS
Enfermeira. Professora Coordenadora na Universidade de Évora– Escola Superior de Enfermagem de João de Deus. Doutorada em Ciências de Enfermagem pela Universidade do Porto, Enfermeira de Reabilitação, Grupo de Investigação –– CINTESIS – Center for Health Technology and Services Research – FMUP, Membro da Conselho Científica do Instituto de Formação Avançada (IFA) da Universidade de Évora. 

MARIA MANUELA MARTINS
Enfermeira. Professora Coordenadora na Escola Superior de Enfermagem do Porto, Doutorada em Ciências de Enfermagem pela Universidade do Porto, Enfermeira de Reabilitação, Grupo de Investigação – NursID: Inovação e Desenvolvimento em Enfermagem – CINTESIS – center for health technology and services research – FMUP, membro da Comissão Coordenadora do Doutoramento de Ciências de Enfermagem do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar.

MARIA SALOMÉ MARTINS FERREIRA
Enfermeira. Professora Adjunta no Instituto Politécnico de Viana do Castelo – IPVC, Escola Superior de Saúde de Viana do Castelo, Doutorada em Psicologia da Saúde pela Universidade do Minho, Especialista em Enfermagem de Reabilitação.

NÉBIA MARIA ALMEIDA DE FIGUEIREDO
Enfermeira. Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Professora Emérita no Departamento de Enfermagem Fundamental – DEF. Docente e Orientadora no Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO. Docente e Orientadora no Programa de Pós-Graduação em Saúde e Tecnologia no Espaço Hospitalar – PPGSTEH. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

OLGA MARIA PIMENTA LOPES RIBEIRO
Enfermeira. Professora Adjunta na Escola Superior de Saúde de Santa Maria, Doutorada em Ciências de Enfermagem pela Universidade do Porto, Enfermeira de Reabilitação no Centro Hospitalar de São João.

PAULO SERGIO DA SILVA
Enfermeiro. Doutor em Ciências. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO – Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

PRISCILA DE CASTRO HANDEM
Enfermeira. Doutor em Ciências. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO – Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

RAFAEL ANDRÉ DA SILVA
Enfermeiro. Mestre em Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem – PPGENF. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

RAQUEL CALADO DA SILVA GONÇALVES
Enfermeira. Doutoranda. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO – Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

RENATA PEDREIRA DA CRUZ
Enfermeira. Mestre em Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem – PPGENF. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

RICARDO LUIZ RAMOS
Enfermeiro. Doutor em Ciências. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO – Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

SILVIA TERESA CARVALHO DE ARAÚJO
Enfermeira. Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Professora Titular no Departamento de Enfermagem Fundamental. Escola de Enfermagem Anna Nery – EEAN.

SILVIO CÉSAR DA CONCEIÇÃO
Enfermeiro. Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

TERESA TONINI
Enfermeira. Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. Professor Associado no Departamento de Enfermagem Fundamental. Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO – Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO. 

TEREZINHA DE SOUZA AGRA BELMONTE
Médica. Doutora em Ciências. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO – Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

VERA MARIA DA SILVA
Enfermeira. Mestre em Saúde e Tecnologia. Programa de Pós-Graduação em Saúde e Tecnologia no Espaço Hospitalar – PPGSTEH. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

WILIAM CÉSAR ALVES MACHADO
Enfermeiro. Doutor em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Docente e Orientador no Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO. Docente e Orientador no Programa de Pós-Graduação em Saúde e Tecnologia no Espaço Hospitalar – PPGSTEH. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO. Professor na Faculdade Vértice – UNIVÉRTIX.

COORDENADORES

PROFª DRª NÉBIA MARIA ALMEIDA DE FIGUEIREDO
Enfermeira. Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Professora Emérita no Departamento de Enfermagem Fundamental – DEF. Docente e Orientadora no Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO. Docente e Orientadora no Programa de Pós-Graduação em Saúde e Tecnologia no Espaço Hospitalar – PPGSTEH. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

PROF. DR. WILIAM CÉSAR ALVES MACHADO
Enfermeiro. Doutor em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Docente e Orientador no Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências – PPGENFBIO. Docente e Orientador no Programa de Pós-Graduação em Saúde e Tecnologia no Espaço Hospitalar – PPGSTEH. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – EEAP. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO. Professor na Faculdade Vértice – UNIVÉRTIX.

PROFª DRª MARIA MANUELA MARTINS
Enfermeira. Professora Coordenadora na Escola Superior de Enfermagem do Porto, Doutorada em Ciências de Enfermagem pela Universidade do Porto, Enfermeira de Reabilitação, Grupo de Investigação - NursID: Inovação e Desenvolvimento em Enfermagem – CINTESIS - center for health technology and services research – FMUP, membro da Comissão Coordenadora do Doutoramento de Ciências de Enfermagem do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar.