Capa do livro: LECTIONES PHILOSOPHIAE: <br>conhecimento, linguagem e estética

LECTIONES PHILOSOPHIAE:
conhecimento, linguagem e estética

Autores: Nilo César Batista da Silva (Org.)

livro impresso
de R$ 52,90 por
livro digital
de R$ 52,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Este livro organizado por uma coletânea de textos, editados por pesquisadores em diferentes universidades e nos mais diversos contextos, oferece aos leitores uma breve reflexão dos três basilares problemas da filosofia, a saber, o Conhecimento, a linguagem e a estética. Essas são questões fundamentais, quase sempre, presentes em toda história da filosofia e os autores buscam conciliar aspectos históricos com sistemáticos e conceituais, apresentando uma urdidura de relações entre as diversas instancias do saber filosófico. Os ensaios compilados nesta obra foram escritos de forma clara e acessível, onde cada autor foi cerzindo suas investigações no percurso meditativo e reflexivo das principais doutrinas consagradas na história da filosofia, desde Santo Agostinho a Nietzsche. Um poeta português, Miguel Torga, na sua obra A Criação do mundo (1937) escreve, «O tempo acabara por me ensinar que não há espelho mais transparente do que uma página escrita. É nela que fica testemunhada para todo e sempre a verdade irreversível do autor ». Não obstante, o intuito deste livro não é demonstrar os sistemas e teorias de verdades ou restringir toda possibilidade do conhecimento humano apenas à razão. Há, portanto, uma alteridade da verdade, ou seja, cada escritura implica a experiência do homem com o pensamento em que pode ser interpretado por diversas abordagens. Contudo, sabemos que quando redigimos um livro, não escrevemos para nós mesmos, mas sempre para ser lido por alguém, e que o nosso leitor, seja quem for, será sempre e definitivamente quem nos julgará.
Nilo César Batista da Silva (Org.), nasceu em Icó-Ceará, doutor em filosofia pela Universidade do Porto, atualmente exerce a docência em filosofia na Universidade Federal do Cariri UFCA, no momento coordena o GT Agostinho de Hipona e o Pensamento tardo-antigo, na Associação Nacional de Pós-graduação em Filosofia ANPOF.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-2288-5
DOI: 10.24824/978854442288.5
Ano de edição: 2018
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 220
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

LECTIONES PHILOSOPHIAE: <br>conhecimento, linguagem e estética

Autores

ANTONIO PEREIRA JÚNIOR
É Doutor em filosofia pelo Programa integrado de Doutorado em Filosofia das Universidades Federais de Pernambuco, da Paraíba e do Rio Grande do Norte (2016).  Atualmente exerce a docência na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN. Pesquisador do pensamento de Santo Agostinho dedicando os estudos nas primeiras obras do Hiponense, notadamente na temática da crítica agostiniana ao ceticismo acadêmico. Nesta edição ele apresenta o texto, “Pressupostos para uma “teoria do conhecimento” em Santo Agostinho”, por meio do qual pretende oferecer uma ampla visão sobre a teoria do conhecimento agostiniano.

LUÍS CARLOS SILVA DE SOUSA
É Doutor em filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Atualmente é professor efetivo da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB/CE). Desde 2001 desenvolve estudos em Filosofia Medieval, sobretudo na área da Escolástica, com ênfase em Tomismo e filosofia transcendental. Nesta edição ele apresenta o texto, “Conhecimento, participação e as razões eternas em Tomás de Aquino” em que acentua a imensa contribuição da teoria do conhecimento tomista para o campo da epistemologia e da metafísica.

MARCOS ROBERTO NUNES COSTA
É Doutor em Filosofia, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2000), notadamente desde o ano 2000 investiga o pensamento de Santo Agostinho. Atualmente exerce a docência em filosofia na Universidade Federal de Pernambuco UFPE. O texto apresentado nesta edição, “Agostinho e Anselmo acerca do suposto conflito entre o livre arbítrio humano e a presciência divina:  liberdade ou necessidade? Resultado de sua pesquisa de Pós-doutorado realizada na Universidade do Porto, Portugal (2017), onde amplia a especulação filosófica sobre a ciência divina - a Presciência e sua relação com o conhecimento humano mediado pela contingência da liberdade.

CAMILA DO ESPÍRITO SANTO PRADO DE OLIVEIRA
É Doutora em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais UFMG (2013). Atualmente exerce a docência em Filosofia Antiga na Universidade Federal do Cariri - UFCA, onde também coordena o NEPAM, Núcleo de Estudos do Pensamento Antigo e Medieval, CNPq. Dedica-se aos estudos no campo da Filosofia Antiga, com ênfase na dialética platónica, a filosofia como diálogo, a tradição poética na filosofia de Platão e a relação parte-todo. Nesta edição apresenta um estudo sobre “Escrita e criação em Platão”, demonstrando amplamente o papel da linguagem na dialética platónica.

FERNANDO SEPE GIMBO
Possui graduação em Filosofia pela USP e mestrado em Filosofia pela Universidade Federal de São Carlos UFSCar, com período de intercâmbio nas universidades Sorbonne (Paris IV) e Vincènnes (Paris VIII). Atualmente desenvolve pesquisa de doutorado pela Universidade Federal de São Carlos (PPGFIL/UFSCar). Exerce a docência em filosofia contemporânea na Universidade Federal do Cariri (UFCA), onde concentra suas pesquisas na área de estética. Nesta edição apresenta uma ampla discussão sobre “o que faz um dispositivo? pressupostos da genealogia foucaultiana” acentuando notadamente os recursos da linguagem, os conceitos utilizados por Michel Foucault.

GERSON FRANCISCO DE ARRUDA JÚNIOR
É Doutor em filosofia pela Universidade de Lisboa (2017). Atualmente exerce a docência em filosofia no Centro de Teologia e Ciências Humanas da Universidade Católica de Pernambuco e na Faculdade de Teologia Integrada, onde também é coordenador de curso. Concentra estudos na área de filosofia analítica, filosofia da lógica, da linguagem e da mente e, de um modo particular, no pensamento de Wittgenstein. Nesta edição apresenta um estudo sobre “Intensão, Extensão e Significado: a crítica de Putnam às teorias semânticas descritivistas”, por meio do qual, nos oferece uma grande contribuição no campo da filosofia analítica e da linguagem.

JOSÉ WAGNER DE ALMEIDA
É Doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará – UFC (2017), atualmente exerce a docência em filosofia da educação no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE, onde também coordena grupos de pesquisa de Iniciação Científica PIBIC. Desde o mestrado, concentra parte de seus estudos em filosofia da educação, notadamente no campo da filosofia da diferença. Nesta edição apresenta um estudo sobre “a linguagem do discurso da governamentalidade na educação neoliberal, segundo Michel Foucault”, por meio do qual, torna evidente, na ordem do discurso, mediado pela linguagem da governamentalidade, ocorrem as diversas formas de controles de poder e “subjetivações” ou “assujeitamentos”.

RICARDO EVANGELISTA BRANDÃO
É Doutor em Filosofia pelo Programa integrado de Doutorado em Filosofia das Universidades federais de Pernambuco, da Paraíba e do Rio Grande do Norte (2016).  Atualmente é professor de filosofia no Instituto Federal de Pernambuco, IFPE. Investiga história da filosofia medieval, com ênfase no pensamento de Santo Agostinho, atuando principalmente em temas ligados à Filosofia da Natureza, Estética, Cosmologia. Nesta edição apresenta um estudo, “Acerca da unidade: a unitas na ontologia e beleza da natureza em Santo Agostinho”, onde pretende oferecer uma ampla visão dos conceitos acerca da noção de belo, para assim, formular a estética agostiniana.

FRANCISCO JOSÉ SILVA
Possui Licenciatura em Filosofia (UECE) Mestrado em filosofia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Atualmente exerce a docência em Filosofia moderna na Universidade Federal do Cariri (UFCA). Desenvolve pesquisa de doutorado em filosofia moderna no PPGFIL/UFC, notadamente na temática do Idealismo Alemão, com ênfase em dialética e hermenêutica. Nesta edição apresenta o texto, “Ocaso da arte na estética de Gianni Vattimo” revelando a grande contribuição do filósofo Vattimo para o campo da estética contemporânea.

NILO CÉSAR BATISTA DA SILVA
É Doutor em filosofia pela Universidade do Porto (U. PORTO). Atualmente exerce a docência em Filosofia Medieval na Universidade Federal do Cariri (UFCA). Desenvolve estudos sobre mística e neoplatonismo na Idade Média, com ênfase no Pensamento de Santo Agostinho. Nesta edição apresenta no primeiro capítulo uma discussão sobre o perspectivismo de Nietzsche, um texto ainda fruto de sua pesquisa de mestrado (2005) e no segundo capítulo, o texto “Pressupostos para uma ‘metafísica do belo’ em Plotino”, ampliando, dessa forma, a discussão sobre a estética clássica plotiniana e seus fundamentos para o pensamento estético de Santo Agostinho, que são ponderações de suas pesquisas atuais.

MARIA CÉLIA DOS SANTOS
É Doutora em Filosofia pela Universidade do Porto (U. PORTO), atualmente exerce a docência em filosofia na Universidade Federal do Cariri – UFCA, onde desenvolve pesquisa em filosofia medieval, notadamente concentra estudos no pensamento de Santo Agostinho e de Edith Stein. Nesta edição apresenta o texto, “Ordem e desordem:  ponderações sobre a estética de Santo Agostinho” por meio do qual, demonstra a grande contribuição da obra, De ordine, de Santo Agostinho para a estética medieval.

MARIA CELESTE DE SOUSA
É Doutora em filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo-PUCSP (2009). Exerce a docência em filosofia desde 2009, na Faculdade Católica de Fortaleza FCF, onde também coordena o curso de bacharelado em filosofia. Pesquisadora na área de filosofia contemporânea, com ênfase em antropologia filosófica e filosofia da educação, concentrando estudos no pensamento metafísico de Henrique Lima Vaz.  Nesta edição apresenta um amplo estudo sobre a relação antropologia e estética no pensamento de Lima Vaz, intitulado por “Acerca da corporeidade na filosofia de Lima Vaz”. A discussão torna-se relevante para entender o conceito de “Pessoa”, composto respectivamente por corpo, razão e espírito.

EMANUEL MARCONDES DE SOUZA TORQUATO
Possui graduação e mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Ceará (2005), exerce a docência em filosofia na Universidade Federal do Cariri UFCA. Desenvolve pesquisa na área de Filosofia, com ênfase em Ética, Fenomenologia e Filosofia da Alteridade. Nesta edição apresenta o texto, “Êxodo: saber e transcendência em Emmanuel Levinas”, onde revela a necessidade de se pensar a ideia de exterioridade do eu, como “êxodo”, ou seja, saída de si em busca do outro, rompendo assim com o modelo de pensamento da tradição metafísica racionalista.