Capa do livro: COLAPSO CLÍNICO-POLÍTICO DO COMUM NA CONTEMPORANEIDADE

COLAPSO CLÍNICO-POLÍTICO DO COMUM NA CONTEMPORANEIDADE

Autores: Luís Artur Costa - Maria Elizabeth Barros de Barros - Danichi Hausen Mizoguchi (Orgs.)

livro impresso
de R$ 54,90 por
livro digital
de R$ 54,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

“Deleuze (1987) afirmou que escritores são médicos. Acompanhamos o filósofo na produção desta obra. Para nós, escrever surge como uma tarefa de saúde, de forma que cada membro-escritor usufruiu de uma fragilidade criadora ante as forças de transformação intensas com as quais entramos em composição. Ainda com Deleuze, consideramos que escrever este livro foi traçar na própria língua uma espécie de língua estrangeira, para que os afetos pudessem produzir rupturas, recursos de expressão que se confrontassem com a língua estabelecida. Escrever aliançados com o informe, com o inacabado, com o que está por vir. Não almejamos rememorar o passado. Assim, um gesto de escrita foi se compondo no nosso GT e se efetuando de diferentes e diversificados modos. Escrita-devir que buscou “[...] encontrar a zona de vizinhança, de indiscernibilidade ou de indiferenciação [...]” (DELEUZE, 1987, p. 11) entre as formas dadas e um novo ethos em relação às forças empenhadas no presente situado. Escrita em indiscernibilidade e indiferenciação que tem a ver com uma dimensão criadora.
Nessa viagem, experimentamos acompanhar as linhas de composição das práticas do GT (Subjetividade, Conhecimento e Práticas Sociais) em meio ao colapso atual da política no Brasil, buscando atualizar gestos que nossas práticas suscitam. A narrativa de algumas situações e rumores experimentados pelo grupo procura intensificar afetos que provocam deslocamentos, desvios e reposicionamentos do olhar.”

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-2383-7
DOI: 10.24824/978854442383.7
Ano de edição: 2018
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 194
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

COLAPSO CLÍNICO-POLÍTICO DO COMUM NA CONTEMPORANEIDADE

Autores

ANDREA VIEIRA ZANELLA
Professora titular da Universidade Federal de Santa Catarina. Bolsista Produtividade do CNPQ. Orientadora de mestrado e doutorado vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFSC. Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Paraná, mestrado e doutorado em Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Realizou estudos pós-doutorais na Università Degli Studi di Roma La Sapienza e estudos complementares na UFRGS em 2009. Realizou estágio sênior da New School for Social Research, 2016, como pesquisadora visitante. Desenvolveu atividades junto à CAPES na condição de coordenadora adjunta da Câmara II – Sociais e Humanidades da Área Interdisciplinar, entre 2011 e 2015. Coordenou o Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFSC entre 2004 e 2007. Foi coeditora da Revista Psicologia & Sociedade e integrou a Direção Nacional da Associação Brasileira de Psicologia Social – ABRAPSO. Desenvolve projetos de pesquisa e extensão na área de Psicologia Social com os temas relações éticas, estéticas e processos de criação; psicologia social e arte; educação estética; questões metodológicas na pesquisa em psicologia social. Tem livros, capítulos de livros e artigos publicados, vários destes disponíveis online. Integra o corpo editorial de vários periódicos científicos e editoras.

CLECI MARASCHIN
Professora titular do Instituto de Psicologia, docente pesquisadora do Programa de Pós Graduação em Psicologia Social e Institucional da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DANICHI HAUSEN MIZOGUCHI
Professor do departamento e do programa de pós-graduação em psicologia da universidade federal fluminense.

DOLORES GALINDO
Professora Permanente dos Programas de Pós-Graduação em Psicologia e Cultura Contemporânea da Universidade Federal de Mato Grosso.

ÉDIO RANIERE
Doutor em Psicologia Social e Institucional pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Professor Adjunto do Curso de Psicologia da Universidade Federal de Pelotas - UFPel.

FABIO HEBERT DA SILVA
Psicólogo, mestrado em Psicologia (UFF), doutorado em Educação (UFES), professor do Departamento de Psicologia e do Programa de Pós-graduação em Psicologia Institucional da UFES.

FERNANDA SPANIER AMADOR
Psicóloga, Pós-Doutora em Educação (UFRGS), Docente na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

GISLEI DOMINGAS LAZZAROTO
Professora do Departamento de Psicologia Social e Institucional do Instituto de Psicologia da UFRGS.

JARDEL SANDER DA SILVA
Mestre em Psicologia e Sociedae (UFSC), doutor em Psicologia Clínica (PUCSP), professor adjunto do Departamento de Métodos e Técnicas de Ensino (DMTE) da Faculdade de Educação da UFMG.

KATIA AGUIAR
Psicóloga, professora associada do Instituto de Psicologia, vinculada ao Programa de Pós Graduação em Psicologia da Universidade Federal Fluminense - Niterói.

LUIS ARTUR COSTA
Professor do Departamento e PPG em Psicologia Social e Institucional do Instituto de Psicologia da UFRGS.

MARIA ELIZABETH BARROS DE BARROS
Professora titular do departamento de Psicologia e dos programas de pós-graduação em Psicologia Institucional e de Educação da Universidade Federal do Espírito Santo.

MARIA LIVIA DO NASCIMENTO
Professora titular do Instituto de Psicologia, vinculada ao curso de Graduação  e ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal Fluminense - Niterói.

NEIVA DE ASSIS
Professora de Psicologia na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Graduada em Psicologia pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (2002), Especialista em Gestão Escolar (FURB-2006), Mestrado (2011) e Doutorado em Psicologia (2016) pela UFSC. Realizou estágio doutoral na Università La Sapienza di Roma em 2014-2015, por meio de Bolsa do Programa de Doutorado no Exterior –  PDSE/CAPES. Pesquisadora vinculada ao NUPRA – Núcleo de Práticas Sociais e Constituição do Sujeito – UFSC e ao LAPEE – Laboratório de Psicologia Escolar e Educacional – UFSC. Tem como prática profissional e interesse de pesquisa os processos educativos em diferentes contextos, educação estética, psicologia histórico-cultural, cidade educadora, cidades, memórias e patrimônios.

SILVIO JOSÉ BENELLI
Psicólogo e mestre em Psicologia pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências e Letras, Assis. Doutor em Psicologia Social pelo Instituto de Psicologia, USP, São Paulo. Professor assistente doutor no Depto. de Psicologia Clínica e no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da FCL/UNESP, Assis, SP.

TANIA MARA GALLI FONSECA
Professora Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Bolsista produtividade CNPQ. Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Piscologia Social e Institucional. Possui graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1970), mestrado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1978). Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1996) e Pós-doutorado pela Universidade de Lisboa (2004). dirige a Coleção Cartografias editada pelas editoras UFRGS e Sulina. Foi presidente da Sociedade de Psicologia do RGS e possui larga experiência em Psicologia, com ênfase em Estudos da Subjetividade e do Trabalho. Atua a partir dos referenciais da filosofia da diferença nos temas tempo e subjetividade, corpo-arte-clínica, trabalho e tecnologias com ênfase nos processos de resistência e criação.

TIAGO CASSOLI
É professor Adjunto na Universidade Federal de Goiás – UFG do curso de Psicologia/Regional Jataí e no Programa de Pós-Graduação em Psicologia – UFG/Regional Goiânia. Realizou graduação em Psicologia pela UNESP/ASSIS (2002) e Doutorado em Psicologia na área: Psicologia e Sociedade (2012) pela mesma universidade. Possui Mestrado em Psicologia: Estudos da Subjetividade pela UFF (2006). No período de 2008 a 2013 foi professor de Ensino Superior nas Faculdades Integradas de Ourinhos/SP nas quais ministrou aulas nos cursos de Psicologia, Educação Artística e Farmácia. É sócio-fundador (2001) e foi integrante do Circuito de Interação de Redes Sociais – CIRCUS no qual atuou de 2001 a 2013 em produção, gestão e coordenação de projetos sócio culturais. Atualmente desenvolve o projeto de extensão universitária Fórum sobre a Medicalização da Educação e da Sociedade/GO pensado a partir da Análise Institucional e da Pesquisa Intervenção, e os seguintes projetos de pesquisas: Psicologia e Processos de Normalização na Saúde que possui a genealogia de Michel Foucault como perspectiva de análise, e Medicalização em Goiás: investigações críticas na história e contemporaneidade de práticas e discursos biopsicossociais que é vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia – UFG. É supervisor de estágio profissionalizante em Psicologia Social trabalhando com Análise Institucional e Processos Grupais. No mestrado orienta pesquisas relacionadas aos temas: produção do sujeito, biopolítica/biopoder, políticas públicas, filosofia da diferença, processos de medicalização e judicialização da vida e produção da felicidade.

DANIELLE MILIOLI
Doutoranda em Psicologia e Sociedade pela Universidade Estadual Paulista- UNESP (2013-2017). Mestra em Estudos de Cultura Contemporânea (linha Poéticas Contemporâneas) pela Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT (2012). Especialista em Didática e Metodologia do Ensino Superior pela Universidade do Extremo Sul Catarinense – UNESC (2006). Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC (2002). Artista da dança atuando no circuito nacional de Arte Contemporânea desde 2000. Atualmente é vice-líder e pesquisadora no Grupo de Pesquisa Tecnologias, Ciências e Criação (TECC/UFMT), membro do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Sexualidades (GEPS/UNESP) e do GT Ecologias Outras: traçados estéticos, poéticos e políticos, da Associação Brasileira de Psicologia Social- ABRAPSO. Desenvolve experimentos de criação/pesquisa na interface entre artes e ciências que retratam humanos e não/humanos sem hierarquia agencial com o objetivo de discutir processos sociotécnicos.

 SOILO CHUE
Indígena Chiquitano graduando em Psicologia pela UFMT. Participa do PROIND ( Programa de inclusão indígena), PETIND (Programa tutorial indígena),(Comissão representativa dos estudantes indígenas da UFMT) CREI, FEPOIMT ( Federação dos Povos e Organizações Indígena de Mato Grosso), CNPI ( Conselho Nacional de Política Indigenista). Interesse de pesquisa: Processos Psicossociais, resistências indígenas, implicações políticas.

 FLÁVIA CRISTINA SILVEIRA LEMOS
Possui graduação em Psicologia/UNESP (1999). Licenciada em Pedagogia/CESB-GO (2017). Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional/UNEB (2017). Mestre em Psicologia e Sociedade/UNESP (2003). Doutora em História Cultural/UNESP (2007).Realizou pós-doutorado em Psicologia e Subjetividade, na UFF, sob supervisão da Profa. Dra. Maria Lívia Nascimento. Foi bolsista FAPESP no Doutorado. É professora associada I, na graduação e no Programa de Pós-graduação em Psicologia/UFPA. Foi professora colaboradora no Programa de Pós-graduação em Educação/UFPA. Membro da Comissão de Direitos Humanos do Conselho Federal de Psicologia (2017-2019). Integrante do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade. Foi Conselheira Titular no Conselho Federal de Psicologia (gestão 2011-2013). Foi coordenadora do Programa de Pós-graduação em Psicologia/UFPA (gestão 2011-2013). Foi vice-coordenadora do Programa de Pós-graduação em Psicologia/UFPA (gestão 2010-2011). É Bolsista de Produtividade do CNPQ-PQ-2. Integra o GT ANPEPP Subjetividade, conhecimento e práticas sociais, desde 2009. Integra o GT Deleuze da ANPOF. Foi membro da Diretoria Nacional da ABRAPSO (2016-2017). É membro da Diretoria Nacional da ABEP (2017-2019). É associada à: ABRAPSO, ABRAPEE e ABEP. Participa do Grupo Produção de subjetividade e estratégias de poder no campo da infância e juventude. Coordena o Grupo: Transversalizando. Realiza estudos sobre: Modos de subjetivação contemporâneos, práticas de medicalização e judicialização da vida; Psicologia, justiça e políticas públicas; Recepção sócio-histórica de Michel Foucault no Brasil; Subjetividade e filosofia da diferença; Psicologia, formação, epistemologia e história; Cidade, cultura e subjetividade; Dispositivo clínico, saúde mental e direitos.

 FRANCO FARIAS DA CRUZ
Possui graduação em Psicologia pela Universidade da Amazônia (2009), mestrado em Psicologia Clínica e Social pela Universidade Federal do Pará (2012). Doutorando em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (ingresso-2015/ previsão de termino-2019). Atuou como docente (Professor Substituto) na Faculdade de Psicologia da Universidade Federal do Pará (UFPA) no período de 2016-2018. Ministrou disciplinas no curso de especialização “Escola que Protege” (2015) da UFPA, bem como disciplinas no PARFOR- Plano Nacional de Formação de Professores, curso de licenciatura plena em pedagogia, (2014-2015) UFPA. Compõe o grupo de pesquisa e extensão: “Psicologia Social e Política: Transversalizando práticas em Política, Histórica e Educação” desde 2008. Linha de pesquisa: psicologia do desenvolvimento, autismo, psicologia crítica e social.

 DAIANE GASPARETTO DA SILVA
Graduada em psicologia pela Universidade Federal do Pará, mestra e doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará. Realiza pesquisa sobre produção de subjetividade e modos de existência nas cidades. Integrante do Grupo de Pesquisa Transversalizando, do Grupo de Trabalho “Saúde Mental, Álcool e outras drogas” (CRP-10) e da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO), tendo coordenado, de 2015 a 2017, o núcleo Belém da referida associação. Em 2015 atuou como docente no Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR) e trabalhou, de 2015 a 2017, como professora substituta na Faculdade de Educação da Universidade Federal do Pará. Possui experiência em artes, principalmente em dança contemporânea e composição de canções.

 FERNANDA CRISTINE SANTOS BENGIO
Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (2011) e em Gestão de Órgãos Públicos pela Universidade da Amazônia (2006). Mestre em Psicologia Social e Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Psicologia Social da Universidade Federal do Pará. Interesses pelo campo da Infância e juventude, cultura e subjetividade, psicologia e cidade, assistência social e clínica ampliada. Experiência como técnica na Assistência Social e membro do grupo de trabalho sobre infância e juventude do Conselho Regional de Psicologia do Pará e Amapá e filiada a Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO).