Capa do livro: A teoria da nominação na obra de Jacques Lacan

A teoria da nominação na obra de Jacques Lacan

Autores: Andréa Máris Campos Guerra; Ângela Maria Resende Vorcaro (Diretoras)

livro impresso
de R$ 54,90 por
livro digital
de R$ 54,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Inserida a psicanálise como saber indispensável para pensar o homem contemporâneo, J. Lacan participa, tendo a filosofia, a antropologia e a matemática como interlocutoras, de um debate arguto no esforço de formalização lógica da incidência do inconsciente na cena do mundo. Dos aforismos aos matemas, a tomada de letras para explicitar a gramática das operações que conjugam Real, Simbólico e Imaginário, conduzem a uma teorização sofisticada acerca da colaboração do saber psicanalítico nesse debate. O uso de objetos topológicos favorece sua consolidação e a mostração, permitida pela teoria dos nós, faz do real uma evidência inquestionável das intensidades e indeterminações que se incluem como necessárias no campo das configurações pulsionais e discursivas que enredam corpos e significantes.
Ora, se há uma teoria da nominação no registro dessa transmissão, ela se materializa como corolária a esse movimento interno das formulações lacanianas. Nessa direção, o ensejo que deu causa a esse livro partiu de uma rigorosa e sistemática pesquisa por esse traçado. Perseguiu passo a passo todas as referências à nominação nos seminários orais estabelecidos como obra de J. Lacan, partindo do Seminário 2 até o Seminário 23. Interpretamos e comentamos cada proposição, em um esforço de elucidação de sua teoria do nome, central na gramática psicanalítica. Do nome como tempo da coisa ao nome como índice do gozo, do traço unário ao uniano, das figuras não euclidianas da topologia das superfícies à topologia borromeana, verificamos que a nominação implica em uma significação que, se escapa ao sentido e à substância, delimita pelo campo vazio a margem por onde se constitui o nome próprio.
Fundamental às análises contemporâneas sobre o sujeito e a civilização, a teoria da nominação funda a condição de possibilidade de avanços teóricos e clínicos no campo psicanalítico. Também inaugura diálogos na interface com aquelas disciplinas que se dedicam ao exame dos impasses e das transformações do horizonte de nossa época. Afinal, como nos instiga o próprio J. Lacan, que decline da função de psicanalista quem não conseguir alcançar em seu horizonte a subjetividade de sua época, pois como poderia fazer de seu ser o eixo de tantas vidas quem nada soubesse da dialética que o compromete com essas vidas num movimento simbólico? Desafio lançado.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-2555-8
DOI: 10.24824/978854442555.8
Ano de edição: 2018
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 256
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

A teoria da nominação na obra de Jacques Lacan

Autores

ALINE GUIMARÃES BEMFICA

Psicanalista, psicóloga. Fez seu doutorado em teoria psicanalítica, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (2017) e seu mestrado em Teoria da Literatura, na Universidade Federal de Minas Gerais (2003). Atualmente, desenvolve projeto de pós-doutorado intitulado “Adolescência, errância e a cultura como ancoragem: o sujeito em face à segregação” na Universidade Federal do Rio de Janeiro e na qualidade de pesquisadora da Fundação de Amparo à Pesquisa da cidade do Rio de Janeiro/ Pós-doc nota 10”.

ANAMÁRIS DOS ANJOS PINTO

Psicanalista, Membro da Associação Mundial de Psicanálise do Campo Freudiano. Possui graduação em Psicologia pela Faculdade de Ciências Humanas – Fundação Mineira de Educação e Cultura e mestrado em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais.

ANDRÉA MÁRIS CAMPOS GUERRA

Doutora em Teoria Psicanalítica (UFRJ/RennesII), Professora no Departamento e no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFMG, Bolsista de Produtividade em Pesquisa PQ-2 do CNPq, coordenadora do Núcleo PSILACS/UFMG, membro do GT ANPEPP Psicanálise, Clínica e Política, Psicanalista. Coordenadora da Pesquisa “Adolescências e Leis” financiada pela FAPEMIG Edital 001/2017 –

ÂNGELA MARIA RESENDE VORCARO

Psicanalista, membro da Association Lacanienne Internationale, Doutora em Psicologia Clínica (PUC-SP), Professora do Programa de Pós-graduação em Psicologia da FAFICH/UFMG, Pesquisadora de Produtividade do CNPq.

CARLA ALMEIDA CAPANEMA

Psicanalista. Doutora em Estudos Psicanalíticos pela UFMG com período sanduíche na Université Paris 8. Mestrado e Graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atualmente, Pós-doutoranda do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG. Bolsista Capes.

CAROLINA NASSAU RIBEIRO

Possui graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1999) e mestrado em Psicologia na linha de pesquisa de Estudos Psicanalíticos pela Universidade Federal de Minas Gerais (2008). Atualmente faz doutorado em Psicologia na linha de pesquisa de Estudos Psicanalíticos pela Universidade Federal de Minas Gerais (2018).  Ênfase da produção acadêmica e profissional junto aos temas de psicanálise e clínica; medidas socioeducativas, adolescência e infração; transferência; feminino, masoquismo e máscara.          

CRISTIANE DE FREITAS CUNHA

Professora Associada da Faculdade de Medicina da UFMG e do Programa de Pós-Graduação em Promoção da Saúde e Prevenção da Violência, FM/UFMG. Integrante do OCA – Observatório da Criança e do Adolescente da Universidade Federal de Minas Gerais. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Subjetividade e Cultura da UFMG. Psicanalista membro da Escola Brasileira de Psicanálise e da Associação Mundial de Psicanálise.         

DÉBORA MATOSO COSTA

Possui graduação em Psicologia (2001) pelo Centro Universitário Newton Paiva, Mestrado (2014) e Doutoramento em Teoria Psicanalítica pela UFMG. Atuou em diversos serviços públicos da rede de atenção à criança e ao adolescente. Principais temas de interesse acadêmico e profissional: Subjetividade, Clínica e Contemporaneidade; Saúde Mental; Psicanálise e Cultura; Psicanálise e Juventude; Clínica do Social.

FABIAN DARIO FAJNWAKS

Psicanalista, Doutor em Psicologia Clínica pela Université de Rennes II e Mestre de conferências do Departamento de Psicanálise da Université de Paris VIII. Membro da Associação Mundial de Psicanálise.

FRANÇOIS SAUVAGNAT

Após estudar Literatura Clássica (Mestrado 1973), Linguística (Mestrado 1974) e Psicologia Clínica (Mestrado 1976) ele tem trabalhado como psicólogo clínico e psicanalista desde o final dos anos 1970, tanto em instituições de Saúde Mental, quanto na prática privada. Após seu doutoramento (1983), ele também trabalhou como Professor Adjunto em diversas universidades e foi eleito Professor Titular na Universidade de Rennes (França) em 1994, após sua Habilitação (Tese pós-doutorado).

HUDSON VIEIRA DE ANDRADE

Acadêmico do curso de Psicologia da Universidade Federal de Alagoas.

MÁRCIA MARIA ROSA LUCHINA

Psicóloga, doutora em Literatura Comparada (UFMG), com pós-doutorado em Teoria Psicanalítica (UFRJ). Mestrado em Filosofia e graduação em Psicologia (UFMG). Professora na Pós-Graduação em Psicologia (UFMG), psicanalista, membro da Escola Brasileira de Psicanálise e da Associação Mundial de Psicanálise.

MARDEM LEANDRO SILVA

Psicólogo (PUCMinas). Mestre em psicologia / teoria psicanalítica (UFSJ), doutorando em psicologia / estudos psicanalíticos (UFMG), professor do curso de psicologia da UEMG / Unidade Divinópolis e do curso de Direito da PUCMinas Arcos.

MARIO ELKIN RAMÍREZ

Psicanalista, Professor titular do Departamento de Psicanálise da Universidad de Antioquia, da Colômbia. Membro da Associação Mundial de Psicanálise e da NEL-Medellín. Doutor em Psicologia pela Universidad de Buenos Aires (Argentina). Mestre em Psicanálise pela Universidade de Paris VIII, Filósofo e Sociólogo. Diplome d’Etudes Approffondies en Psychanalyse et Champ Freudien.

NÁDIA LAGUÁRDIA DE LIMA

Professora do Departamento de Psicologia e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFMG, Doutora em Educação pela UFMG, com Pós-Doutorado em Teoria Psicanalítica pela UFRJ. Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais, Especialização em “Docência do Ensino Superior” e Especialização em “Clínica e Saúde Mental” (Centro Universitário Newton Paiva) e Graduação em Psicologia (UFMG).

ROBERTO LOPES MENDONÇA

Psicólogo (UEMG); licenciado em Filosofia (UFLA); Especialista em Saúde Mental (PUCMinas); especialista em toxicomanias (UFSJ); Mestre em psicologia / Teoria psicanalítica (UFSJ), Doutor em Psicologia / Estudos psicanalíticos (UFMG), professor do curso de Psicologia da UEMG / Unidade Divinópolis.

VINÍCIUS MOREIRA LIMA

Graduando em Psicologia pela UFMG (2015-2019), pesquisador na área de psicanálise, bolsista de iniciação científica do PIBIC-CNPq, sob orientação da profa. Ângela Vorcaro.