Capa do livro: Psicanálise e Interfaces

Psicanálise e Interfaces

Autores: Patricia Porchat - Christiane Carrijo Eckhardt Mouammar (Orgs.)

livro impresso
de R$ 45,90 por
livro digital
de R$ 45,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Este livro é o quarto volume da coleção REVER – Psicanálise UNESP, cujo propósito é divulgar as discussões sobre psicanálise que têm sido feitas no âmbito do departamento de psicologia da UNESP de Bauru pelos docentes que trabalham com a abordagem psicanalítica e constituem o grupo de pesquisa do CNPq intitulado “Psicanálise – Clínica, Teoria e Cultura”, trazendo as pesquisas produzidas por esses professores e seus alunos em seus projetos, além dos interlocutores e convidados nos diversos eventos promovidos no âmbito dessa instituição. Partindo da posição de que a Psicanálise, mais do que uma proposta psicoterapêutica, consiste em um saber e em uma prática sobre o inconsciente humano que o concebe estando profundamente enraizado ao âmbito social e cultural, propõe-se, com esses trabalhos, rever o campo psicanalítico, de forma reflexiva, crítica e criativa, contribuindo para sua transmissão e ampliação. Rever é um termo que condensa uma série de sentidos pertinentes a essa proposta, a começar pela homonímia com a palavra em francês para sonho (rêve), fenômeno fundante do objeto e do método psicanalíticos. Além disso, indica a reflexividade própria do intercâmbio simbólico humano, que remete tanto à constituição originária da identidade pela alteridade, quanto à posição ética de referência ao outro que nos permite transcender o narcisismo e estabelecer os vínculos sociais. Por fim, se refere à reflexão como condição da consciência racional, lembrando-se de seu papel como ideal regulatório na instituição universitária, mas também de seu caráter ilusório, o que nos convoca para uma crítica sistemática de todo o saber.

MÍRIAM DEBIEUX ROSA
Psicanalista, professora Associada do Programa de Psicologia Clínica da USP, coordenadora do Laboratório Psicanálise e Sociedade e do Projeto Migração e Cultura.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-2420-9
DOI: 10.24824/978854442420.9
Ano de edição: 2018
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 198
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

Psicanálise e Interfaces

Autores

PATRICIA PORCHAT
É psicanalista, professora do Departamento de Psicologia da UNESP de Bauru e do Programa de Pós-Graduação em Educação Sexual (Mestrado Profissionalizante) da UNESP de Araraquara. É membro do Núcleo de Estudos, Extensão e Pesquisas em Psicanálise (NEEPPSICA) e vice-coordenadora do Grupo de Pesquisa "Psicanálise – Clínica, Teoria e Cultura" do CNPq.  Suas pesquisas e interesses estão na Teoria Psicanalítica em interface com os Estudos de Gênero. E a Teoria Queer. É autora do livro Freud e o teste de realidade (2005), pela Casa do Psicólogo/Fapesp e do livro Psicanálise e Transexualismo: Desconstruindo Gêneros e Patologias com Judith Butler (2014), pela Editora Juruá.

CHRISTIANE CARRIJO ECKHARDT MOUAMMAR
É psicanalista, professora do Departamento de Psicologia da UNESP de Bauru. É membro do Núcleo de Estudos, Extensão e Pesquisas em Psicanálise (NEEPPSICA) e do Grupo de Pesquisa "Psicanálise – Clínica, Teoria e Cultura" do CNPq. Suas pesquisas e interesses estão na Teoria e na Clínica Psicanalítica, na Epistemologia da Psicanálise e nos estudos sobre as pulsões. Também investiga a Clínica em Extensão com estudos sobre a Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, a Violência contra a Mulher e a escuta psicanalítica nos hospitais.

PEDRO AMBRA
Psicanalista. Doutor em Psicologia Social pela USP e pela Université Paris VII, é autor do livro “O que é um homem? Psicanálise e história da masculinidade no Ocidente” (Annablume, 2015), organizador do livro “Histeria e Gênero: o sexo como desencontro” (nVersos, 2014), além de diversos artigos na área de psicanálise, sexualidade e gênero. É pesquisador, orientador e professor titular do mestrado em psicossomática da Universidade Ibirapuera. É membro do LATESFIP, Laboratório de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise da USP e da International Society of Psychoanalysis and Philosophy.

DÉBORA TAJER
Psicanalista, Bacharel e Doutora em Psicologia pela Universidade de Buenos Aires (UBA). Mestrado em Ciências Sociais e Saúde pela Faculdade Latinoamericana de Ciências Sociais (FLACSO). Professora Adjunta da Faculdade de Psicologia da Universidade de Buenos Aires, responsável pela disciplina “Introdução aos estudos de gênero”. Co-fundadora do Fórum de Psicanálise e Gênero, Associação de Psicólogos de Buenos Aires (APBA).

PILAR ERRÁZURIZ
Psicóloga e psicanalista. Doutora em Estudos de Gênero pela Universidade de Valladolid (2009). Professora do Departamento de Ciências Históricas da Faculdade de Filosofia e Humanidades da Universidade do Chile. É diretora do Centro de Estudios de Género y Cultura en América Latina (CEGECAL). Suas áreas de especialização são: estudos de gênero; gênero e trabalho; psicanálise, construção de subjetividades e estudos de gênero; psicanálise, sexualidades e gênero; psicologia social e estudos de gênero; metodologia com perspectiva de gênero para aplicação à pesquisa em ciências humanas e sociais.

MARIANA CAMPETI CUOGHI
Mestranda do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Psicóloga graduada pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP – Campus de Bauru, em 2016. Possui interesse em estudos na área da Psicanálise e atualmente pesquisa o tema do abuso sexual infantil, vinculado a esta abordagem.

RENATA UDLER CROMBERG
Possui graduação em Psicologia pela Universidade de São Paulo (1976), graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1988) e mestrado em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo (2005). Doutora em Psicologia Social pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (2008). Pós-doutora em Psicologia social do IPUSP (2017). Autora dos livros “Cena Incestuosa” e “Paranóia” da coleção Clínica Psicanalítica e “Sabina Spielrein – uma pioneira da psicanálise – (Obras Completas- volume 1)”. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicanálise, atuando principalmente nos seguintes temas: erotismo, sexualidade, cultura, pulsões, corpo, psicanálise; violência sexual; feminino; mulher;feminilidade; corpo; psicanálise; erotismo; pessoa, psicanálise; violência sexual; incesto; clínica psic e psicanálise; ética; Freud; sexualidade, Sabina Spielrein. Membro do Departamento de Psicanálise do Instituto Sedes Sapientiae.

ILANA KATZ
É psicanalista de orientação lacaniana. Possui graduação em Bacharel e Formação de Psicólogo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1994) e mestrado em Psicologia – USP – PSA/ Instituto de Psicologia (2001). Doutora na Faculdade de Educação da USP com a tese: AlfabeStização: perspectivas da articulação sujeito e escrita (2011). Participou do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Psicanálise com Crianças, NEPPEC (2008-2014). Foi colaboradora do Ministério da Saúde, area técnica da Coordenação Nacional de Saúde Mental, Alccol e outras Drogas (CNSM) 2012-2016,e membro do Comitê Nacional de Acompanhamento e Implementação das Políticas Públicas de Atenção ao Autismo até 2016. Participa do Movimento Psicanálise, Autismo e Saúde Pública/MPASP. É pós-doutoranda no departamento de psicologia Clínica do Instituto de Psicologia da USP, e pesquisadora no Laboratório de Teoria Social, Filosofia e PSicanealise da USP (LATESFIP/USP) Temas principais de pesquisa: clínica psicanalítica, sofrimento psíquico, clínica psicanalítica com crianças. Escrita. Sofrimento psíquico na infância X medicalização da vida. Articulações entre psicanálise e saúde pública.

MARTA MARIA OKAMOTO
Psicanalista, psicoterapeuta de casais e de família e acompanhante terapêutica. Possui graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1983). De 2008 a 2014 foi colaboradora da Universidade Federal de São Paulo no Programa de Atendimento e Ensino em Somatização (PAES). Membro do Espaço Brasileiro de Estudos Psicanalíticos (EBEP-SP). Trabalhou no Instituto “A Casa” de 1984 a 2001 como acompanhante terapêutica, terapeuta de grupos, terapeuta de famílias. Foi membro associada do Instituto Therapon Adolescência de 1999 a 2007. Tem experiência com pacientes psicóticos e pacientes graves. Mestre pelo Programa de Psicologia Social da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.Professora do curso de graduação em Psicologia da FHO-Uniararas. Supervisora clínico-institucional. Área de interesse: psicanálise, grupos, famílias, instituições, psicose.

JOSIANE C. BOCCHI
Psicóloga pela USP (1999). Concluiu aprimoramento profissional em Psicologia Clínica pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, no Depto de Neurologia, Psiquiatria e Psicologia Médica (2002, HC/USP). Mestre em Ciências pela USP Ribeirão Preto (2005). Realizou estágio doutoral na Paris 7, pela École Doctorale “Recherches en Psychopathologie et Psychanalyse” (2008-2009). Doutora em Filosofia pela UFSCar (2010), na área de “epistemologia da psicologia e da psicanálise”. Fez pós-doutoramento no Depto de Psicologia (UFSCar, 2010-2012), onde foi docente colaboradora (2011-2012). Tem experiência profissional em psicologia da saúde, psicologia hospitalar e psicoterapia psicanalítica. Dentre suas principais áreas de interesse estão psicopatologia, psicanálise, Freud e a interface entre psicanálise e neurociências. Atualmente, professora assistente doutora no Departamento de Psicologia da UNESP (Campus Bauru), na linha de pesquisa sobre sintomas somáticos e dor física.

ÉRICO BRUNO VIANA CAMPOS
Possui graduação em Psicologia (Bacharelado e Formação de Psicólogo) pela Universidade de São Paulo (2002), mestrado (2004) e doutorado (2009) em Psicologia pela Universidade de São Paulo (2004). É professor universitário e psicoterapeuta de orientação psicanalítica. Atualmente é professor assistente doutor do departamento de Psicologia da Faculdade de Ciências da UNESP Bauru, onde desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão, em nível de graduação e pós-graduação, sendo líder do grupo de pesquisa do CNPq “Psicanálise: Clínica, Teoria e Cultura”, coordenador do Núcleo de Estudos, Extensão e Pesquisas em Psicanálise (NEEPPSICA) e orientador no programa de pós-graduação em Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem. Tem experiência na área de Psicologia e Psicanálise, com ênfase em História, Teorias e Sistemas em Psicologia e Teorias Psicanalíticas, atuando principalmente nos seguintes temas: psicanálise (metapsicologia, teoria do desenvolvimento, psicopatologia e teoria da técnica), fenomenologia e existencialismo, fundamentos epistemológicos e históricos da psicologia, metodologia de pesquisa, psicologia do desenvolvimento e saúde mental.

ANDRÉ CARONE
Professor do Departamento de Filosofia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Possui graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP) e doutorado em Filosofia pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Suas pesquisas têm como centro a obra de Freud e suas relações com a filosofia.

PAOLA SALINAS
Psicóloga, Psicanalista Membro da Escola Brasileira de Psicanálise e da Associação Mundial de Psicanálise. Associada ao Centro Lacaniano de Investigação da Ansiedade. Professora do Ciclo 2 e Avançado do Clin-a e Coordenadora do Núcleo de Investigação em Psicanálise e Corpo do Clin-a.

ELZA MAGNOLER GUEDES DE AZEVEDO
Psicóloga clínica e psicanalista. Membro Associado da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP). Formada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC). Ex-docente da Universidade do Sagrado Coração (USC Bauru), da Universidade Estadual Paulista (UNESP Bauru), da Universidade de São Paulo (USP Bauru). Professora e orientadora do Curso de Especialização em Psicoterapia Psicanalítica da Universidade Eurípides da Rocha, em parceria com o Núcleo de Psicanálise de Marília e Região. Docente do Núcleo de Psicanálise de Araçatuba (NEPA). Fundadora, diretora e docente do Instituto de Estudos Psicanalíticos de Bauru.

MÍRIAM CHNAIDERMAN
Psicanalista ligada ao Departamento de Psicanálise do Sedes Sapientiae, mestre em Comunicação e Semiótica pela PUCSP, doutora em Artes pela Escola de Comunicações e Artes da USP. Ensaísta, vem publicando em vários jornais e revistas artigos sobre psicanálise, cinema e teatro. Tem dois livros publicados sobre a relação entre arte e psicanálise: O hiato convexo: literatura e psicanálise (Brasiliense) e Ensaios de Psicanálise e Semiótica (Escuta). Vem participando de debates, mesas redonda, conferências para profissionais de artes,e psicanálise nas mais diversas instituições e nos mais diferentes eventos, pelo Brasil todo. É diretora dos curtas documentário: “Dizem que sou louco” (1994), “Artesãos da Morte”(2001), “Gilete Azul”(2003), “Isso, aquilo e aquilo outro”(2004), “Você faz a diferença (2005) , “Passeios no Recanto Silvestre”(2006), “Afirmando a vida” (2009), “M’boi Mirim, Dos ïndios, das Águas, dos Sonhos”(2009), “O silêncio que fala”(2015), “O oco da fala”(2016). Realizou os médias-metragens, “Procura-se Janaína” (2007), “Sobreviventes”(2008). Em 2014 lançou o longa-metragem”De gravata e unha vermelha”(2014), com exibições dentro e fora do Brasil. Em 2015 realizou os curtas: “O silêncio que fala”( para o Movimento Psicanálise , Autismo e Saúde Pública, MPASP), “O grito silenciado” e “O oco da fala”( para a Clínica do Testemunho do Instituto Sedes Sapientiae).

JOÃO A. FRAYZE-PEREIRA
Psicanalista e Professor. Graduação (1970), Mestrado (1979), Doutorado (1987) e Livre-docência (2000) no Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Pós-doutorado em Estética na École des Hautes Études en Sciences Sociales, Paris (1997-2000). Professor do Instituto de Psicologia da USP (desde 1971; aposentado em 2002). Professor e orientador em atividade do Programa de Pós-Graduação Interunidades em Estética e História da Arte da USP (desde 2006, em curso). Membro efetivo e analista didata da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP), na qual também é docente, e da International Psychoanalytical Association (IPA). Membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) e da Association Internationale des Critiques d’Art (AICA). Tem experiência de pesquisa na área de Artes, com ênfase em Fundamentos e Crítica das Artes. É autor de livros e artigos sobre temas relacionados principalmente aos seguintes campos: Arte e Psicanálise: Estética, Crítica e Clínica; Fenomenologia da obra de arte, Psicanálise e Estética da Recepção no contexto de exposições de arte moderna e contemporânea.

RICHARD DE OLIVEIRA
Bacharel em Psicologia e Psicólogo pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação do Departamento de Psicologia Social e do Trabalho, no campo da Psicologia Social da Arte.É Pesquisador do Laboratório de Estudos em Psicologia da Arte do IP-USP. Pesquisa as articulações, tanto teóricas quanto metodológicas, entre os temas da Subjetividade, da Experiência Estética e do Trabalho na interface entre a Psicologia Social e os demais campos das ciências humanas, em particular a Fenomenologia, a Estética e a História da Arte. Pesquisa processos de produção e recepção de objetos/fenômenos artísticos no campo interdisciplinar da Psicologia Social da Arte. Tem experiência de pesquisa empírica nos campos da Psicologia Clínica, Psicologia Social e Psicologia da Arte.

CAIO PADOVAN
Doutorando em Psicanálise e Psicopatologia pela Université Paris Diderot. Mestre em Teoria Psicanalítica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013). Graduação e bacharel em Psicologia pela Universidade Federal do Paraná (2010), desenvolveu estudos junto ao departamento de Filosofia e ao Departamento de Letras desta mesma Instituição entre 2006 e 2010. Possui interesse pelos seguintes temas: Clínica Psicanalítica, Metapsicologia, Epistemologia, História da Ciência e da Psicanálise. Atualmente é Presidente da Associação de Pesquisadores e Estudantes Brasileiros na França (APEB-Fr).