Capa do livro: CURRÍCULO, FORMAÇÃO E PRÁTICAS DOCENTES

CURRÍCULO, FORMAÇÃO E PRÁTICAS DOCENTES

Autores: Sandra Maria Nascimento de Mattos (Org.)

livro impresso
de R$ 41,90 por
livro digital
de R$ 41,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

Na Compra de 3 livros do site, frete grátis

Na Compra de 2 livros do site, 50% de desconto do frete

Na Compra de 1 livro do site, 15% de desconto do frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Este livro traz uma coletânea de pesquisas voltadas para a formação e a prática docente, tendo como aporte o currículo. Alguns autores utilizam a etnomatemática dentro e fora da sala de aula. Muitos autores enfatizam o currículo, as dificuldades encontradas por alunos e apresentam algumas comunidades indígenas e suas maneiras de fazer aulas, com ênfase na cultura das diferentes etnias. 

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-2695-1
DOI: 10.24824/978854442695.1
Ano de edição: 2018
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 152
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

CURRÍCULO, FORMAÇÃO E PRÁTICAS DOCENTES

Autores

SANDRA MARIA NASCIMENTO DE MATTOS
Doutora em Educação, área de Psicologia da Educação, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo com período sanduíche na Universidade Católica do Porto. É pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Cultura – Gepec e do Grupo de Pesquisa Educação em Fronteiras – EmF. É professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Educação Agrícola da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – PPGEA/UFRRJ. Atuou com professora da Educação Básica. Trabalha com formação de professores com os temas prática docente, currículo e avaliação, com afetividade segundo Wallon, e com educação matemática com os temas processos de ensinagem e aprendizagem dos conteúdos matemáticos escolares, práticas docentes para preservação do meio ambiente e sustentabilidade em terras indígenas.

ALDRIN CLEYDE DA CUNHA
Professor da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), na Faculdade Intercultural Indígena (FAIND). Doutor em Educação Matemática pela Universidade Anhanguera de São Paulo (UNIAN), Mestre em Educação para as Ciências e o Ensino de Matemática pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), Especialista em Prática Docente para o Ensino Superior e o Uso das Novas Tecnologias e Graduado em Matemática Licenciatura Plena pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Membro dos grupos de pesquisa: Educação em Fronteiras - EmF e Teia de pesquisa em Educação Matemática – TeiaMat. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Educação Matemática e Formação de Professores, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Matemática, Etnomatemática, Educação Escolar Indígena, Formação de Professores e Representação Sociais.

CINTIA CHUNG MARQUES CORRÊA
Nasceu em Petrópolis/RJ e atuou durante 33 anos no magistério público e privado. Atuou como professora da educação básica, diretora e orientadora escolar. Atualmente leciona no curso de Pedagogia da Universidade Católica de Petrópolis e da Universidade Estácio de Sá. Formou-se em Pedagogia pela Universidade Católica de Petrópolis e concluiu pós-graduação em gestão, orientação pedagógica, psicopedagogia e tecnologia educacional. Em 2016 concluiu o Doutorado em Educação na linha de pesquisa Trabalho e Formação Docente.

EULINA COUTINHO SILVA DO NASCIMENTO
Possui graduação em Licenciatura em Ciências – Habilitação Matemática pela Universidade Federal rural do Rio de Janeiro. Mestrado em Matemática pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Doutorado em engenharia de Sistemas e Computação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente é professora da classe Associado da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Professora do Programa de Pós-Graduação em educação Agrícola. Professora do mestrado em rede Nacional – PROFMAT. Tem experiência na área de matemática, com ênfase em ensino de matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de matemática, etnomatemática, educação escolar indígena, história e filosofia da matemática e lúdico.

GISELE AMÉRICO SOARES
Doutoranda em Educação pela Universidade Federal Fluminense e Mestre em Educação pela UFF, com Especializações em Novas Tecnologias no Ensino da Matemática (2010) também pela -UFF e em Educação Matemática (2008), pelo Centro Universitário Geraldo Di Biase - UGB. Formação Acadêmica inicial foi com a Graduação em Matemática (2004) também pela UGB. Atualmente professora da Educação Básica da Rede Estadual do Rio de Janeiro, atuando também como professora no Ensino Superior na Universidade Estácio de Sá nos cursos de Engenharia de Produção e Psicologia e Pedagogia e na Associação Educacional Dom Bosco nos cursos de Comunicação Social e Engenharia. Integrante do Grupo de Etnomatemática na UFF. As pesquisas desenvolvidas estão relacionadas aos seguintes temas: Formação de Professores, Formação Continuada, Etnomatemática, o Uso de Tecnologias para o Ensino da Matemática e Metodologias Ativas de Aprendizagem.

JANIELLE DA SILVA MELO DA CUNHA
Professora dedicação exclusiva da Universidade Federal do Amapá, do curso de Licenciatura Intercultural Indígena. Doutora em Biotecnologia e Biodiversidade pela UFGD. Mestre em ensino de ciências pela UFMS. Formada em ciências biológicas pela UFMS. Integrante do Grupo de Estudos em Biotecnologia e Bioprospecção Aplicados ao Metabolismo, GEBBAM. Integrante do Grupo de pesquisa Discurso, Identidades e Fronteiras. Membro do Núcleo de Pesquisa História da Ciência e Ensino, NUPHCE. Tem experiência como professora de biologia com ênfase em etnofarmacologia, síndrome metabólica, diabetes, anatomia e fisiologia humana, zoologia, ecologia, etnobiologia, formação de professores e interculturalidade. Desenvolve projetos voltados a bioprospecção de recursos naturais aplicados ao metabolismo.

JOSÉ ROBERTO LINHARES DE MATTOS
Pós-doutor pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, tendo trabalhado no projeto Fronteiras Urbanas: a dinâmica de encontros culturais na educação comunitária. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação Agrícola da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – PPGEA/UFRRJ, professor do Programa de Doutorado em Educação em Ciências e Matemática da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática – PPGECEM/Reamec e professor da Universidade Federal Fluminense. Coordenador do Grupo de Pesquisa Internacional Educação em Fronteiras – EmF e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Cultura – Gepec. Membro do GT 5 da Sociedade Brasileira de Educação Matemática – SBEM.

JOSÉ SÁVIO BICHO
Doutorando em Educação em Ciências e Matemática pela Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (REAMEC/UFMT/UFPA/UEA). Mestre em Educação em Ciências e Matemáticas pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Especialista em EAD e Novas Tecnologias pela Faculdade Educacional da Lapa (FAEL). Licenciado em Matemática pela Universidade do Estado do Pará (UEPA). Professor do curso de Licenciatura em Educação do Campo da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA). É vice-líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Matemática e Práticas Socioculturais na Amazônia (GPEMAZON/UNIFESSPA). É membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Cultura (GEPEC/UFRRJ), do Educação em Fronteiras (EmF/UFF) e do Núcleo de Pesquisa História da Ciência e Ensino (NUPHCE/UNIFAP). Desenvolve ações de pesquisa, ensino e/ou extensão envolvendo: Etnomatemática, Educação Escolar Indígena, Educação do Campo, Saberes e Fazeres Tradicionais e Tecnologias na Educação Matemática.

MARIA CECILIA FANTINATO
Possui formação em Educação, com título de Doutorado em Educação - Ensino de Ciências e Matemática, pela Universidade de São Paulo (USP). Realizou pós-doutorado na Universidade de São Paulo e na Universidade de Lisboa (2011-2012). É professora associada da Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense (UFF) e está vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Educação, orientando trabalhos de Doutorado e Mestrado. Desde 2004 a pesquisadora coordena o Grupo de Etnomatemática da UFF (GETUFF).  Há muitos anos o foco privilegiado de investigação da pesquisadora tem sido a Etnomatemática, em particular em suas relações com a educação de jovens e adultos.

MÔNICA APARECIDA DA SILVA
Atua como professora na educação básica há 19 anos, sendo 6 anos na Educação Especial, 5 anos na educação infantil e na primeira fase do ensino fundamental e desde o ano de 2005 leciona a disciplina de Matemática nas redes estadual(Governo do Estado do Rio de Janeiro) e municipal (cidade de Barra do Piraí-RJ), após a conclusão do curso de Licenciatura Plena em Matemática,  em 2004, pela Fundação  Dom André Arcoverde – FAA. Mestre em Matemática através do curso Profmat - Mestrado Profissional em Matemática na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – UFRRJ, com pesquisa em Matemática e Educação Especial.