Capa do livro: GEOMETRIA E DEFICIÊNCIA VISUAL... OU MATEMÁTICA PARA QUEM NÃO GOSTA, MAS PRECISA: <br>propostas de atividades para pessoas com deficiência visual e discalculia

GEOMETRIA E DEFICIÊNCIA VISUAL... OU MATEMÁTICA PARA QUEM NÃO GOSTA, MAS PRECISA:
propostas de atividades para pessoas com deficiência visual e discalculia

Autores: Jorge Brandão

livro impresso
de R$ 28,00 por
livro digital
de R$ 28,00 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Diante da inclusão de pessoas com deficiência visual no sistema regular de ensino, torna-se necessário adaptar a forma de ensinar matemática. Um dos motivos é adequar tanto a linguagem quanto a descrição de várias figuras ou representações matemáticas (como desenhos de polígonos sem detalhar cada ente envolvido ou como apresentar fórmulas como b²  4ac). Esta obra objetiva apresentar métodos e técnicas para adequar a matemática às particularidades dos discentes, respeitando seus limites e valorizando suas potencialidades.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-2768-2
DOI: 10.24824/978854442768.2
Ano de edição: 2018
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 108
Formato do Livro: 14x21 cm
Número da edição:1

Sumário

GEOMETRIA E DEFICIÊNCIA VISUAL... OU MATEMÁTICA PARA QUEM NÃO GOSTA, MAS PRECISA: <br>propostas de atividades para pessoas com deficiência visual e discalculia

Autores

JORGE CARVALHO BRANDÃO
Doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Possui graduação em Matemática pela UFC (1996), mestrado em Engenharia Civil (Recursos Hídricos) pela UFC (2001). Atualmente é professor de Matemática para Engenharias do Centro de Tecnologia (CT) da UFC. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Matemática Inclusiva, atuando principalmente nos seguintes temas: (1) Matemática adaptada para pessoas com dificuldades de aprendizagem; (2) Geometria e Física (Ensino Médio) para pessoas com deficiência visual; (3) Análise de Erros. Participa do programa de pós-graduação da Faculdade de Educação da UFC. Coordena Grupo de estudos em métodos e técnicas de ensino de Matemática e Física para engenharias. A partir deste grupo, faz adaptações a partir de vivências tanto de conjuntos difusos quanto de fenômenos de transportes (conteúdos típicos das engenharias) para pessoas com deficiência visual. Com efeito, deve-se respeitar os limites de cada pessoa, todavia, pode-se explorar suas potencialidades.