Capa do livro: ESCOLA DA TERRA:<br> educação, política e inclusão

ESCOLA DA TERRA:
educação, política e inclusão

Autores: Antonio Evaldo Almeida Barros – Wheriston Silva Neris (Orgs.)

livro impresso
de R$ 62,00 por
livro digital
de R$ 62,00 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Coletânea com 14 capítulos, tratando do desafio histórico, nesta fase destrutiva do capitalismo, de encontrar alternativas na educação da classe trabalhadora, em meio a guerra híbrida instalada no Brasil. Os trabalhos demonstram que a Educação do Campo resulta da mobilização das organizações e movimentos sociais e são evidencias que a luta pela reforma agrária transcende à luta pela terra, uma vez que compreende a ocupação de outros espaços, como na questão agrária - Reforma Agrária Popular e, na agricultura, com a Agroecologia. São tratadas contradições e possibilidades da Ação Escola da Terra. A obra suscita que as soluções não podem ser formais, mas devem ser essenciais. Isto implica em novos atos históricos. A educação deve estar sintonizada com a economia responsável, com base em princípios socialistas e, sintonizada com a luta pela superação dos antagonismos gerados pelo caráter destrutivo do capital. A produção coletiva do conhecimento científico com educandos/as, educadores/as, comunidades, movimentos sociais de luta, universidades, fortalece a educação na consolidação dos resultados do Pronacampo, se ele continuar a existir.

Celi Nelza Zulke Taffarel – Professora Dra. Titular FACED/UFBA

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-1430-9
DOI: 10.24824/978854441430.9
Ano de edição: 2018
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 268
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

ESCOLA DA TERRA:<br> educação, política e inclusão

Autores

ORGANIZADORES
ANTONIO EVALDO ALMEIDA BARROS
É Licenciado em História pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em Filosofia pelo Instituto de Estudos Superiores do Maranhão (IESMA) e Mestre e Doutor em Estudos Étnicos e Africanos pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), tendo iniciado, em 2018, pós-doutorado na Universidade de Leipzig, Alemanha. É professor adjunto dos Departamentos de História da UFMA e da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), membro do quadro permanente dos seguintes Programas de Pós-Graduação: Políticas Públicas (UFMA), História (UFMA) e História (UEMA). Desenvolve ações de ensino, pesquisa e extensão sobre práticas e políticas culturais e educacionais no Brasil e na África Austral. É membro-fundador do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão sobre África e o Sul Global (NEÁFRICA). Desde 2013, coordena a Ação Escola da Terra no Maranhão (UFMA).

WHERISTON SILVA NERIS
É Professor Adjunto de Sociologia do Campus III da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Docente do Quadro Permanente do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). É Licenciado em História (UFMA), Mestre em Ciências Sociais (UFMA) e Doutor em Sociologia pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), com estada de doutoramento junto à École des Hautes Études en Sciences Sociales e à Ecole Normale Supérieure (Paris). Seus estudos se concentram nos domínios da Sociologia Histórica do Catolicismo, das formas de Construção Social do Político, Usos Políticos da Memória, Elites e Grupos Dirigentes e da Sociologia Política das Instituições. É colaborador da Ação Escola da Terra no Maranhão.

AUTORES
ALDINA DA SILVA MELO

Doutoranda em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Mestra em História, Ensino e Narrativas pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Especialista em Docência no Ensino Superior (IESF-MA), Graduada em Ciências Humanas – Sociologia (UFMA), Pesquisadora do NEÁFRICA e do GPMINA. Desenvolve pesquisa no campo dos Estudos Africanos e Afro-Brasileiros, com temáticas ligadas às Políticas Culturais, aos Processos de Patrimonialização no/do Sul Global, Cultura Popular, Estudos de Memória, Gênero e Ensino de História da África. É colaboradora da Ação Escola da Terra no Maranhão (UFMA).

ANTONIO EVALDO ALMEIDA BARROS
Licenciado em História pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em Filosofia pelo Instituto de Estudos Superiores do Maranhão (IESMA) e Mestre e Doutor em Estudos Étnicos e Africanos pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), tendo iniciado, em 2018, pós-doutorado na Universidade de Leipzig, Alemanha. É professor adjunto dos Departamentos de História da UFMA e da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), membro do quadro permanente dos seguintes Programas de Pós-Graduação: Políticas Públicas (UFMA), História (UFMA) e História (UEMA). Desenvolve ações de ensino, pesquisa e extensão sobre práticas e políticas culturais e educacionais no Brasil e na África Austral. É membro-fundador do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão sobre África e o Sul Global (NEÁFRICA). Desde 2013, coordena a Ação Escola da Terra no Maranhão (UFMA).

CACILDA RODRIGUES CAVALCANTI
Possui graduação em Pedagogia (1997) e Mestrado em Educação (2002) pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) com estágio doutoral na Universidade de Colônia na Alemanha. É coordenadora geral do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Políticas Públicas de Educação. Possui ampla experiência em gestão educacional, tanto no sistema público de ensino quanto em organizações de educação popular. É professora da UFMA, atuando principalmente na área de gestão, planejamento e financiamento da educação, educação do campo, educação de jovens e adultos e formação do educador.

CÍCERO PEREIRA DA SILVA JÚNIOR
possui graduação em Filosofia pelo Instituto de Estudos Superiores do Maranhão (UEMA, 2002), Graduação em História pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA, 2009) e Mestrado em Linguagens e Saberes na Amazônia pela Universidade Federal do Pará (UFPA, 2014). Atualmente, cursa o Doutorado em História Social da Amazônia pela UFPA. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Oral, Teoria da História, História do Tempo Presente e História do Brasil Republicano, Filosofia Contemporânea com ênfase em Walter Benjamin e Michel Foucault. É colaborador da Escola da Terra no Maranhão.

CLARICE ZIENTARSKI
Possui Graduação em Estudos Sociais (UNIJUÍ), Graduação em História pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (1989-1993), Graduação em Pedagogia, Mestrado e Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Atua principalmente nos seguintes temas: formação inicial e continuada de professores, trabalho e educação, educação do campo, política educacional, gestão democrática. Professora e Pesquisadora da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Pós-Graduação em Educação Brasileira (UFC). Coordenadora da Escola da Terra no Ceará (UFC).

EUGÊNIO SOUSA DE JESUS
Licenciado em Ciências Humanas-Sociologia pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA Campus III). Realiza pesquisa sobre questão rural.

HERMESON CLAUDIO MENDONÇA MENEZES
Mestre em Educação (PPGE/FACED/UFC), Graduado em História pela Universidade Federal do Ceará (UFC, 2003). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Coordenação e Planejamento de Cursos. Atuou como professor de História em Projetos de Extensão pré-universitários da UFC. Atualmente desenvolve pesquisa na área de Políticas Educacionais com ênfase em Accountability Educacional, Gestão Democrática da Educação Pública e Educação do Campo. Paralelamente às pesquisas em educação, tem desenvolvido estudos em relação ao Estado, Sociedade Civil, Reestruturação Produtiva, Neoliberalismo, Globalização e Movimentos Sindicais.

IARA SOUZA SILVA
Mestra em História, Ensino e Narrativas pela Universidade Estadual do Maranhão, Especialista em Docência no Ensino Superior (IESF), Graduada em Ciências Humanas – Sociologia pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Participante do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão sobre África e o Sul Global (NEAFRICA). Desenvolve pesquisa no campo dos Estudos Agrários, com temáticas ligadas as discussões de Gênero, Trabalho, Identidade, Estudos de Memória, Ensino de História e Educação do Campo.

IRANETE MARIA DA SILVA LIMA
Doutora em Matemática e Informática pela Université Joseph Fourier (Grenoble-FR), com pós-doutorado em Didática da Matemática pelo Institut Français de lÉducation – École Normale Supérieure de Lyon e pós-doutorado em Educação, ênfase em Educação do Campo, pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Foi professora de matemática na rede pública estadual de ensino em Pernambuco. É professora associada da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) atuando na Licenciatura em Pedagogia e no Mestrado em Educação Contemporânea (PPGEduC) do Centro Acadêmico do Agreste, e no Mestrado e Doutorado em Educação Matemática e Tecnológica (EDUMATEC) do Centro de Educação. Coordena o Núcleo de Pesquisa, Extensão e Formação em Educação do Campo (NUPEFEC/UFPE). Pesquisa sobre a Didática da Matemática, a Educação Matemática Crítica e a Educação do Campo, com enfoque na formação de professores, decisões didáticas, recursos didáticos, concepções e conhecimentos mobilizados por professores e alunos sobre conceitos matemáticos estudados na educação básica. Coordenadora da Escola da Terra em Pernambuco (UFPE)

JOZENILMA LINDOSO MATOS
Mestre em História Social pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), possui graduação em História pela mesma universidade. É especialista em Educação do Campo e em Gestão, Supervisão e Orientação Educacional. Atuou no Instituto Federal de Educação Técnica e Tecnológica do Maranhão – IFMA e no Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão, da SECTI. Atualmente, leciona em escolas da Rede Estadual (SEDUC-MA). Tem experiência na área de licenciatura em História, com ênfase em História do Brasil e Ensino de História. Interessa-se por temas como: urbano, campo X cidade, cultura, cotidiano, currículo e prática educacional.

KELIANE DA SILVA VIANA
Mestra em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA, 2018), graduada em Ciências Humanas/Sociologia pela UFMA, Campus São Bernardo (2015), especialista em História do Brasil pela Universidade Cândido Mendes (UCAM, 2015). Atualmente atua principalmente nos seguintes temas: conflitos ambientais e territoriais, projetos de desenvolvimento, meio ambiente, comunidades quilombolas. Membra do Grupo de Estudos: Desenvolvimento, Modernidade e Meio Ambiente (GEDMMA). Tem experiência nos seguintes temas: diversidade étnico-cultural, currículo, campesinato, questões agrárias.

MARIA DIANA BEZERRA NETA
Graduada e professora da rede pública de ensino no Maranhão. Realizou aperfeiçoamento em Educação do Campo e Quilombola através da Ação Escola da Terra ofertada pela Universidade Federal do Maranhão.

PYETRA CUTRIM LINS DAMASCENO
Mestre m História Social pelo Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Graduada em História Licenciatura Plena pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). Desenvolve pesquisas no Campo de História do Brasil e do Maranhão e atua principalmente nos seguintes temas: História do Brasil Império e República, História do Maranhão Império e República, História da medicina, da saúde e das doenças, com ênfase em História da Loucura e da Psiquiatria. Atualmente, é professora EBTT do IFMA Campus Monte Castelo.

RODRIGO SIMÃO CAMACHO
Possui Graduação em Geografia (2005) e Mestrado em Geografia (2008) pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Doutorado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista (UESP), campus de Presidente Prudente (2014), e Pós-Doutorado pela UFMS (2014-5). Foi Professor Efetivo da Rede Municipal de Educação de Paulicéia/SP (2001-2010) e da Rede Estadual de Educação do Estado de São Paulo (2008). Atualmente, é Professor do Magistério Superior no Curso de Licenciatura em Educação do Campo (LEDUC) e no Programa Pós-Graduação Interdisciplinar em Educação e Territorialidade (PPGET) na Faculdade Intercultural Indígena (FAIND) da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Docente permanente dos Programas de Pós-Graduação em Geografia na Faculdade de Ciências Humanas (FCH) da UFGD e na UFMS – campus de Três Lagoas. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Agrária, Prática de Ensino em Geografia e Educação do Campo.

SABRINA ZIENTARSKI DE BRAGANÇA
Possui graduação em História pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM, 2005), Graduação em Pedagogia pela FACIBRA (PR, 2014, Mestrado em Educação pela UFSM (2012). Atua como professora Assistente na Licenciatura em Educação do Campo na Universidade Federal do Maranhão. Na área de Educação privilegia as seguintes temáticas: educação do campo, políticas educacionais, educação de jovens e adultos, currículo e formação de professores na Amazônia. Coordenador da Escola da Terra no Pará (UFPA). É Supervisora Pedagógica da Escola da Terra no Maranhão (UFMA).

SALOMÃO ANTONIO MUFARREJ HAGE
possui graduação em Agronomia e em Pedagogia, mestrado em Educação: Supervisão e Currículo, Doutorado em Educação: Currículo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, com estágio sanduíche pela Universidade de Wisconsin-Madison. É professor do Instituto de Ciências da Educação da Universidade Federal do Pará e docente do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Programa de Linguagens e Saberes da Amazônia. É bolsista produtividade do CNPq. Coordena o Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação do Campo na Amazônia, integra a Coordenação do Fórum Paraense de Educação do Campo e coordena a Escola de Conselhos Pará: Núcleo de Formação Continuada de Conselheiros Tutelares e de Direitos da Amazônia Paraense. Na área de Educação, privilegia as seguintes temáticas: educação do campo, políticas educacionais, educação de jovens e adultos, currículo e formação de professores na Amazônia.

TATIANA RAQUEL REIS SILVA
Licenciada em História pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Mestra e Doutora em Estudos Étnicos e Africanos pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), tendo realizado pós-doutorado na Universidade de Cabo Verde (UCV). É professora adjunta Departamento de História e Geografia da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), membro do quadro permanente do Programa de Pós-Graduação em História (UEMA). Membro-fundador do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão sobre África e o Sul Global (NEÁFRICA). Atualmente, tem desenvolvido pesquisa acadêmica enfocando as dinâmicas das relações de gênero em África, especialmente, os processos de ressignificação de identidade(s) e empoderamento feminino, através do comércio informal transatlântico das rabidantes cabo-verdianas. Tem discutido questões de gênero, sexualidades, raça/etnia e violência. É professora formadora da Escola da Terra no Maranhão .

VALDINÉA DE JESUS SACRAMENTO
Licenciada em História pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e Mestre em Estudos Étnicos e Africanos pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Dentre os temas de investigação sobre as quais tem se debruçado, destacam-se: escravidão e resistência escrava, processos de aquilombamento no sul da Bahia, cultura alimentar entre escravos no período oitocentista, processos identitários contemporâneos no sul do Benim através da alimentação entre os Agudás de Porto Novo e Uidá. Integra a equipe de professores e tutores na Especialização em Politica de Igualdade no Ambiente Escolar vinculada ao Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Investigadora do Núcleo de Estudo, Pesquisa e Extensão sobre África e o Sul Global (NEÁFRICA).

VIVIANE DE OLIVEIRA BARBOSA
Licenciada em História pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Mestra em Estudos Étnicos e Africanos pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF). É professora adjunta do Departamento de História da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e do Curso de Estudos Africanos e Afro-Brasileiros da UFMA. É membro do quadro permanente do Programa de Pós-Graduação em História (UEMA). Desenvolve ações de ensino, pesquisa e extensão sobre conflitos agrários, gêneros e movimentos sociais no Brasil e na África do Sul. Membro-fundador do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão sobre África e o Sul Global (NEÁFRICA) Em 2018 iniciou pós-doutorado na Universidade
de Leipzig, Alemanha. É pesquisadora da Ação Escola da Terra no Maranhão (UFMA).

WHERISTON SILVA NERIS
Professor Adjunto de Sociologia do Campus III da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Docente do Quadro Permanente do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). É Licenciado em História (UFMA), Mestre em Ciências Sociais (UFMA) e Doutor em Sociologia pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), com estada de doutoramento junto à École des Hautes Études en Sciences Sociales e à Ecole Normale Supérieure (Paris). Seus estudos se concentram nos domínios da Sociologia Histórica do Catolicismo, das formas de Construção Social do Político, Usos Políticos da Memória, Elites e Grupos Dirigentes e da Sociologia Política das Instituições. Coordenador do Observatório da Educação do Campo na Ação Escola da Terra no Maranhã.

Autores por região e estado
Número de autores: 20
Norte: 2 (Pará: 2)
Nordeste: 16 (Maranhão: 13; Ceará: 2; Bahia: 1; Pernambuco: 1)
Centro-Oeste: 1 (Mato Grosso do Sul: 1)