Capa do livro: PRÁTICAS, EXPERIÊNCIAS E FAZERES NA EDUCAÇÃO: <br>uma diversidade em prol da complexidade

PRÁTICAS, EXPERIÊNCIAS E FAZERES NA EDUCAÇÃO:
uma diversidade em prol da complexidade

Autores: Aline Silva De Bona (Org.)

livro impresso
de R$ 55,40 por
livro digital
de R$ 55,40 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Esta coletânea reúne onze estudos em que estudantes e professores atuam como pesquisadores com o foco em pensar as práticas escolares e o conceito de educar em vivências, experiências e espaços que ora trazem a realidade da vida cotidiana do estudante para a sala de aula, ora consideram outros espaços que não a sala de aula como possibilidade de uma educação voltada para práticas cidadãs.
Seus autores descrevem algumas de suas vivências e práticas como uma forma de convidar outros a fazer o mesmo: explorar as inúmeras possibilidades que o mundo atual, inserido em uma cultura digital, nos oferece para aprender e ensinar.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-3103-0
DOI: 10.24824/978854443103.0
Ano de edição: 2019
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 276
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

PRÁTICAS, EXPERIÊNCIAS E FAZERES NA EDUCAÇÃO: <br>uma diversidade em prol da complexidade

Autores

AGNES CUNHA MARQUES
Trabalha atualmente a frente da Coordenação de Polo da UNIASSELVI – polo IEPAR SUL Osório desde janeiro de 2018. Trabalhou no Departamento de Tecnologia da Informação (DTI) na UNICNEC (Centro Universitário Cenecista de Osório) durante um ano e meio. Possui Licenciatura em Pedagogia, formada em 2018 pela UNICNE; Tecnólogo em Gestão de Recursos Humanos, formada em 2014 pela ULBRA – Canoas; Especialização em Educação a Distância: Gestão e Tutoria (Lato Sensu), desde 2016 pela UNIASSELVI. Tem forte interesse por áreas da educação, principalmente na modalidade EAD, em recursos midiáticos, tecnologia na educação e áreas correlacionadas entre educação e tecnologia, tais como: Tutoria em EAD, assistente de processos pedagógico e desenvolvedora de materiais pedagógicos envolvendo tecnologia e coordenação administrativa e pedagógica.

ALINE SILVA DE BONA
Em 1996, como primeira opção de vestibular: ingressa na UFRGS para ser professora de matemática. Desde 1997 dedica-se ao Ensino de Matemática, possui graduação em Licenciatura Plena em Matemática pela UFRGS (1999) e Bacharelado em Ciências Contábeis pela FAPA (2008), sendo a mesma uma aplicação da matemática à ciência social. Professora nomeada de matemática do Ensino Fundamental e Médio/Profissional do Colégio Estadual Ruben Berta por mais de 10 anos, e em constante formação continuada e em busca de novos desafios sempre. Em 2010 foi um ano de muitos concursos públicos e novas aprendizagens EAD, em busca de uma matemática para todos! Atualmente professora do IFRS – Campus de Osório, que estou adorando! Defendi minha dissertação sobre os Portfólio de Matemática em 6/12/2010, e no segundo ano do doutorado em Informática na Educação, na UFRGS/PPGIE, com um estudo sobre Espaço de Aprendizagem Digital da Matemática: o aprender a aprender por cooperação, sob a orientação da Prof. Léa Fagundes e coorientação do Prof. Marcus Basso, qualifico a pesquisa em 17 de abril de 2012, e defendo a minha tese dia 22 de novembro de 2012, aprovada e homologada em 26 de novembro de 2012, pela Banca: Prof. Cleci Maraschin, Elisabeth Búrigo e Lúcia Giraffa. Só Alegria. Além disso, finalizei um curso de especialização EAD para aprender como o estudante sente-se nessa modalidade de curso, além de aprender mais sobre metacognição, pois já atuei como tutora da distância de curso de especialização em Matemática, Mídias Digitais para educação básica, então viso aprender também vivenciando a experiência! Pós-Doutora pela Universidade de São Paulo (USP), em 2013, no Instituto de Psicologia – Departamento Psicologia da Aprendizagem, Desenvolvimento e Personalidade, com a supervisão da professora Maria Thereza Costa Coelho de Souza. Nesta pesquisa estudo a aprendizagem de Matemática sob o olhar de Piaget. 

ANUAR DAIAN DE MORAIS
É Doutor em Informática na Educação (PGIE/UFRGS) e pesquisador do Laboratório de Estudos Cognitivos (LEC/UFRGS). É mestre em Ensino de Matemática pelo curso de Pós-Graduação em Ensino de Matemática do Instituto de Matemática da UFRGS. Possui graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004). Atualmente leciona na Centro Universitário FADERGS e na rede municipal de Porto Alegre. 

AUGUSTO WEIAND
Atualmente é Técnico em Tecnologia da Informação no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – IFRS Campus Osório. É Mestre em Ciência da Computação (PUCRS, 2016), Pós-Graduado em Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação (FURG, 2018), graduado em Licenciatura em Informática (FACOS, 2013) e Técnico em Informática para Internet (IFRS, 2013). Tem experiência na área de Desenvolvimento e Integração de Sistemas; Mineração de Dados; Interação Humano-Computador; Visualização de Dados e projetos de pesquisa financiados com agências de fomento como CNPq e IFRS. 

CASSIANA MALLET CERQUEIRA GARCIA
Possui ensino-médio-segundo-grau pela Escola Estadual de Ensino Médio Albatroz (2010). Atualmente é do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Matemática. 

CATIANA GAFFORELLI ESPINDULA
É Licenciada em Letras pela Faculdade Cenecista de Osório (2000). Especialização em Supervisão Pedagógica, Orientação Educacional e Gestão Escolar pela Faculdade de Capivari (2010). Mestranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação-PPGED/Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, na linha de pesquisa Linguagens em Contextos Educacionais. Integrante do Grupo de Pesquisa do CNPq intitulado: Educação de Jovens e Adultos: docência, formação de professores e processos pedagógicos da EJA. Professora da Educação Infantil e dos Anos Iniciais da rede municipal de Osório desde 1993. Professora de Literatura do Ensino Médio e EJA da rede estadual do RS desde 2000. Está na gestão da Escola Municipal de Educação Infantil Criança Feliz desde 2012 e atua como professora de Língua Portuguesa e Literatura na EJA na E.E.E.B. Prudente de Morais. Supervisora do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – Pibid-Uergs, na EMEI Criança Feliz. Como Supervisora Pedagógica da Educação Infantil do Município de Osório de 2008 a 2011, atuou na implementação das Propostas Pedagógicas das Escolas Infantis, do Projeto Crescer com Saúde, organização do Primeiro Seminário Regional de Educação Infantil, Mostra Pedagógica Tempos e Espaços da Educação Infantil, formação e supervisão da Equipe Multidisciplinar para atuar na Escolas Infantis. Como Supervisora Pedagógica da E.E.E.B. Prudente de Morais, coordenou a implantação da EJA Ensino Médio na Escola, em 2015. 

CRISTHIANNY BENTO BARREIRO
É Coordenadora Acadêmica Nacional do Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica em Rede Nacional. Possui Licenciatura Plena para Professores de Disc. Esp. pela UTFPR, especialização em Metodologia de Ensino pela UCPEL, Mestrado e Doutorado em Educação pela PUC-RS e Pós-doutorado pela Universidade de Lisboa/Portugal. É professora de ensino básico, técnico e tecnológico no Instituto Federal de Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense desde 1994. Atua, no momento, como Docente Permanente no Programa de Pós-graduação em Educação – Mestrado Profissional em Educação e Tecnologia e no Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica em rede nacional. Tem experiência em pesquisa na área de Educação, com ênfase em Histórias de Vida, Métodos e Técnicas de Ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores e teoria e prática pedagógica. Atualmente é professora de um curso de Especialização em Educação Profissional com habilitação para a docência desta instituição, supervisionando os estágios de docência. Leciona, também, no Curso de Licenciatura em Informática. Está envolvida no projeto de pesquisa Narrativas de Professores da Educação Profissional e Tecnológica: investigando o desenvolvimento profissional docente no Brasil e em Portugal, financiado pelo CNPq (bolsa de IC) e IFSul, projeto que foi realizado em seu estágio Pós-doutoral na Universidade de Lisboa, sob supervisão da professora Dra. Maria João Mogarro. É líder do Grupo de Estudos Narrativos em Educação – GENE. Participa como associada da ANPEd, atuando no GT-08 de formação de professores, e como sócia fundadora da BIOGRAPH, participando atualmente de seu Conselho Fiscal. Possui publicações em diversos periódicos qualificados, capítulos de livros. Contribuiu na organização da obra A Nova Aventura (Auto) biográfica. É revisora de diversos periódicos e participa do Comitê Editorial da Revista Thema e da Revista EPT em foco.

DIULIA JUSTIN DEON
Estudante do Curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) Campus Osório. No ano de 2017 atuou como bolsista de iniciação científica (BICET) no projeto Comparação Automática entre Textos Escritos por Diferentes Veículos de Comunicação. Tem experiência nas áreas de linguística computacional e ciência da computação. 

EDUARDO RANGEL INGRASSIA
Possui Graduação em Pedagogia Educação Infantil e Séries Iniciais do Ensino Fundamental pela Universidade Luterana do Brasil (2009); Especialização em Supervisão Pedagógica, Orientação Educacional e Gestão Escolar pela Faculdade Capivari (2010), Especialização em Tecnologias da Informação e Comunicação na Educação pela Universidade Federal do Rio Grande (2016) e Mestrado em Educação pela Universitário La Salle na linha de Linguagens, Culturas e Tecnologias na Educação (2015). Atualmente atua na docência dos cursos de graduação e de especialização no Centro Universitário Cenecista de Osório – UNICNEC, nas modalidades presencial e EAD e na tutoria presencial do Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI. Tem experiência na área de Educação e Gestão, com ênfase em Coordenação, Aprendizagem, Processos Pedagógicos e Sociais e Educação a distância. 

ELIANE POZZEBON
Atualmente é professora de graduação e pós-graduação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Fez o Doutorado na Engenharia Elétrica com ênfase em Automação e Sistemas na Universidade Federal de Santa Catarina (2008). Possui mestrado em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2003), especialização em Engenharia de Software (1999) e graduação em Processamento de Dados (1998). Coordenadora do curso de Engenharia da Computação da UFSC (Portaria 61/2017). Coordenadora do Laboratório de Tecnologias Computacionais (LabTeC-UFSC). Líder do grupo de pesquisa de Tecnologias Computacionais (CNPQ). Avaliadora Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior- Sinaes. Pesquisadora na área de inteligência artificial, jogos digitais, dispositivos móveis e mulheres na tecnologia. 

FRANCISCO GOLDSCHMIDT FILHO
É Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) no ano de 2010. Bacharel em Educação Física pela UFRGS (2013). Especialista em Gestão Escolar pelo Centro Universitário SENAC (2016). Mestre em Ciências do Movimento Humano pela UFRGS (2017). Professor de Educação Física da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre desde 2014. Membro do Grupo de Pesquisas Didática e Metodologia de Ensino da Educação Física (DIMEEF) da UFRGS. 

JOSIAS NEUBERT SAVÓIS
Possui graduação em Matemática pela Faculdade Cenecista de Osório (2007) e mestrado em Mestrado Profissional em Matemática pela Universidade Federal do Rio Grande (2014). Atualmente é professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Ensino de Matemática. 

ILDA RENATA DA SILVA AGLIARDI
Possui graduação em Pedagogia pela Faculdade Cenecista de Osório – UNICNEC (2016). Atualmente cursa Especialização em Educação Básica Profissional no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul- Câmpus Osório. Suas pesquisas têm ênfase nos espaços não escolares de educação e na alfabetização dos anos iniciais do ensino fundamental. 

KAJIANA NUERNBERG SARTOR VIDOTTO
É Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Tecnologias da Informação e Comunicação (PPGTIC) da UFSC, campus Araranguá – SC; Especialista em Tecnologias aplicadas à Educação pela Faculdade BAGOZZI – Curitiba – PR; Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade do Sul de Santa Catarina – UNISUL – Tubarão – SC. Área de interesse: Informática, Pensamento Computacional, Introdução a Programação, Programação e Games, Games na Educação, Realidade Aumentada na Educação, Robótica Educacional e Educação à Distância. 

KATHLEN LUANA DE OLIVEIRA
É pesquisadora associada à Universidade Estadual de Londrina/PR (UEL), onde realiza seus estudos de pós-doutoramento na área da filosofia política com o tema Cartografias do ódio: uma análise das distinções entre ódio, violência e banalidade do mal no pensamento de Hannah Arendt, sob a supervisão da Profa. Dra. Maria Cristina Müller. É professora de Filosofia no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), Campus de Osório/RS. Graduada em Filosofia (UNILASALLE, Canoas/RS) e Teologia (EST, São Leopoldo/RS), é Doutora (2013), pela Faculdade EST, São Leopoldo, RS, Brasil. Mestra em Teologia pela mesma instituição. Especialista em História Contemporânea (PUCRS, Porto Alegre/RS) e em Interdisciplinaridade na Prática Pedagógica (FURB, Blumenau/SC). Em 2014, recebeu o Prêmio Capes de Tese na Área de Filosofia/Teologia, subcomissão Teologia, por sua tese sobre Direitos Humanos. É autora de: Por uma política da convivência: teologia, direitos humanos, Hannah Arendt (Passo Fundo: IFIBE, 2011). É coorganizadora de diversos livros, além de autora de muitos capítulos e artigos que versam sobre os seguintes temas: Hannah Arendt, Direitos Humanos, Violência, Estudos de Gênero, Teologia Feminista, Ética, Epistemologia.

LARISSA ASTROGILDO DE FREITAS
Possui Doutorado e Mestrado em Ciência da Computação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul na área de Inteligência Computacional, com ênfase em Processamento da Linguagem Natural, atuando principalmente no tema Ontologias e Análise de Sentimento. Também possui Graduação em Engenharia de Computação pela Universidade Federal do Rio Grande e Curso Técnico em Informática pelo Colégio Técnico Industrial Mário Alquati, atual IFRS Rio Grande. 

LEONARDO PEREIRA DOS SANTOS
Estudante do Curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS). Bolsista de Iniciação Científica do ensino técnico (PROBICT/IFRS) desde 2016. Tem experiência como estudante voluntário em ações de ensino e extensão voltadas à educação musical e cultura. Atua principalmente nos temas: linguística computacional, liberdade da imprensa, educação musical. 

LUANA MONIQUE DELGADO LOPES
Possui graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Rio Grande (2009) e Especialização em Gestão: Supervisão Escolar pela Faculdade Cenecista de Osório. Atualmente é mestranda do Programa de Pós-Graduação em Tecnologias da Informação e Comunicação, na Universidade Federal de Santa Catarina – Campus Araranguá e atua como bibliotecária do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – Campus Osório.

LUCIANA BOLAN FRIGO
Docente na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Possui graduação em Engenharia de Controle e Automação Industrial (UFSC), mestrado e doutorado em Engenharia Elétrica (UFSC). Doutora em Ciência da Computação pela Université de Toulouse 1 (França). Trabalhou nas empresas Alcoa Alumínio S.A. e na Accenture Automation and Industrial Solutions. Foi subcoordenadora do curso de Engenharia de Computação (UFSC). Chefe do Departamento de Computação (2016-2018). Coordenadora do Laboratório de Tecnologias Computacionais (LabTeC) e pesquisadora Núcleo de Estudos e Ações em Gênero, Educação, Mídia e Subjetividade (NUGEMS). Desenvolve pesquisas interdisciplinares que abrangem as seguintes temáticas: gênero e tecnologia, educação, engenharia de software, jogos computacionais, inteligência artificial.

MARIA JULIETA TOMIELLO DOS SANTOS DUTRA
Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (2018).  

ROBSON DOS SANTOS HEINKE
Atualmente encontra-se cursando especialização em Metodologia de Ensino de Matemática, com previsão de término para abril/2018. Possui graduação em Matemática – Licenciatura Plena pela Faculdade Cenecista de Osório (2008), com habilitação para o ensino da Física. Também possui formação tecnológica em Análise e Desenvolvimento de Sistemas – IFRS Campus Osório (2017). Atualmente trabalha como professor do ensino médio regular e EJA nas disciplinas de Matemática e Física (contrato fechado – governo) na escola Gregória de Mendonça, em Santo Antônio da Patrulha/RS.

SANDRO FRANZMANN
Possui graduação em História – Licenciatura Plena (2010). Especialista em Educação Básica Profissional (2014). Atualmente é professor da Rede Pública estadual do Rio Grande do Sul. Graduando em Filosofia pela Universidade Federal de Pelotas. Tem experiência na área das Humanidades, com ênfase em Filosofia. Mestrando em Educação.

SITA MARA LOPES SANT’ANNA
Licenciada em Letras Português e Francês, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1991), com mestrado e doutorado em Educação, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS (2000 e 2009, respectivamente). Foi Vice-Reitora da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul? Gestão 2011 a 2014. Atualmente, é professora adjunta da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS, atuando nos cursos de Licenciatura em Pedagogia e Licenciatura em Letras na graduação e, também, no Mestrado Profissional em Educação. É líder do grupo de pesquisa do CNPq “ Educação de Jovens e Adultos: docência, formação e processos pedagógicos da EJA”, desde 2014. Possui experiência na área de Educação, com ênfase em Currículos Específicos e interdisciplinares para Níveis e Tipos de Educação, com focos na Pesquisa em Educação de Jovens e Adultos – EJA e Análise de Discurso de linha francesa, desenvolvendo investigações diversas no campo da Educação de Jovens e Adultos. Possui produção acadêmica com base nas seguintes abordagens em EJA: Gestão e políticas públicas, formação inicial e continuada de professores, práticas docentes, processos educacionais do currículo: caminhos metodológicos, planejamento e avaliação. Desenvolve pesquisas em Educação de Jovens e Adultos abrangendo o diagnóstico da oferta e demandas da EJA, processos identitários da docência, sentidos e significados da formação inicial e continuada de professores da EJA. 

TATIANA NILSON DOS SANTOS
Atualmente é professora de graduação no Departamento de Computação da Universidade Federal de Santa Catarina – Campus Araranguá. Mestra em Tecnologias da Informação e Comunicação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) com ênfase em Tecnologias Educacionais (2017). Possui graduação no curso de Bacharelado em Tecnologias da Informação e Comunicação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2014) e graduação no curso de Licenciatura Plena em Pedagogia pela Universidade Norte do Paraná (2013). De 2013 a 2017 foi membro do LabTeC – Laboratório de Tecnologias Computacionais – da UFSC Araranguá. Também foi voluntária no projeto CodeClub Brasil UFSC, onde lecionou conteúdos de lógica de programação por meio de jogos para crianças (2015-2016). Foi professora em caráter temporário no ensino fundamental II e médio, nas disciplinas de Língua Portuguesa e Literatura e Língua Estrangeira – Inglês, em escola pública da rede estadual de SC (2017). Atua em projetos interdisciplinares que envolvam principalmente as seguintes temáticas: games na educação, robótica educacional, ludicidade e tecnologias aplicadas ao processo de ensino e aprendizagem, gamificação, e-learning, inteligência artificial aplicada a educação, engenharia de software.