Capa do livro: DISCURSOS CONTEMPORÂNEOS ACERCA DA SEXUALIDADE E EDUCAÇÃO SEXUAL:  <br>a realidade nos laços da utopia

DISCURSOS CONTEMPORÂNEOS ACERCA DA SEXUALIDADE E EDUCAÇÃO SEXUAL:
a realidade nos laços da utopia

Autores: Maria Alves de Toledo Bruns - Sonia Maria Martins de Melo - João Paulo Zerbinati (Orgs.)

livro impresso
de R$ 62,00 por
livro digital
de R$ 62,00 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Este é um livro para ser saboreado. É tão instigante que pode ser lido de forma rápida pelo desejo de conhecer cada página e cada novo assunto. Contudo, será necessário, fundamentalmente, um tempo de volta aos capítulos, à releitura, ao exercício de reflexão, decorrentes das dimensões que os educadores e as educadoras escritores e escritoras deste livro proporcionam. Rubem Alves nos dizia que educadores e educadoras, de uma certa forma, são cozinheiros de palavras. Conseguem dar sabor à vida, potencializar as funções mentais superiores, fazer o cérebro se exercitar por meio do que escrevem. As palavras tomam forma, nos fazem pensar. Neste livro, ensopados de ética e compromisso com a feitura de uma educação sexual emancipatória, os educadores e educadoras escrevem com vivência, consistência e, principalmente, coerência. É um livro que é ciência com consciência. Nesse sentido, cada capítulo gera diversas produções de sentido, permeado, sobretudo, de sabor.

Prof. Dr. Lourival José Martins Filho

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-3289-1
DOI: 10.24824/978854443289.1
Ano de edição: 2019
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 202
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

DISCURSOS CONTEMPORÂNEOS ACERCA DA SEXUALIDADE E EDUCAÇÃO SEXUAL:  <br>a realidade nos laços da utopia

Autores

ALINE DINIZ WARKEN
Mestranda em Educação do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/FAED/UDESC). Integrante do Grupo de Pesquisa EDUSEX Formação de Educadores e Educação Sexual (CNPq/ UDESC). Pesquisadora Voluntária do projeto “Promovendo a interação em rede em Educação Ambiental para a Sustentabilidade: OGUATA em ação” (CEAD/UDESC). Especialista em Gênero e Diversidade na Escola (IEG/UFSC). Especialista em Mídias na Educação (UAB/IFSC). Pedagoga (USJ) e Técnica em Meio Ambiente (IFSC).

ANDRÉIA VALÉRIA DE SOUZA MIRANDA
Doutoranda em Educação PPGE-UDESC, com graduação em Enfermagem pela UFSC e Mestrado em Educação pela UNIPLAC. Atuante como enfermeira assistencial e docente. Atualmente, professora do Centro Universitário UNIFACVEST e do CENSUPEG (Centro Sul Brasileiro de Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação) em Lages SC. Pesquisa principalmente os seguintes temas: educação, formação de profissionais da enfermagem, educação permanente, prevenção, saúde mental, saúde da família.

FERNANDA BEATRIZ FERREIRA DE MACEDO
Mestre em Educação pelo PPGE-UDESC. Membro do Grupo de Pesquisa EDUSEX Formação de Educadores e Educação Sexual CNPq/UDESC e do Grupo de Pesquisa Educação e Cibercultura CNPq/UDESC. Especialista em Gênero e Diversidade na Escola, em Educação a Distância e em Gestão Escolar. Possui graduação em Administração pela UNIVALI e graduação em Pedagogia Series Iniciais pela UDESC. Atualmente, é Professora efetiva de Tecnologia Educacional da Prefeitura Municipal de Florianópolis. Tem experiência na área de Gestão e Educação (docência na educação básica), com ênfase em Tecnologias Educacionais e Gênero e Diversidade na Escola.

GISÉLIA ANTUNES PEREIRA
Possui doutorado em Didática e Tecnologia Educativa pela Universidade de Aveiro – UA/PT (2006). Concluiu sua graduação em Pedagogia pela Universidade do Extremo Sul Catarinense – UNESC (2001). Atualmente, atua como docente nas componentes curriculares pedagógicas dos Cursos de Licenciatura em Ciências/Química e Especialização em Educação Ambiental com Ênfase na formação de Professores do Instituto Federal de Santa Catarina – IFSC – Campus São José – SJ. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa Identidade e Formação Docente – GRIFO do IFSC/SJ. Grupo que possui vínculo com a Rede Internacional de Escolas Criativas – RIEC. Tem como interesse de pesquisa a formação de professores (Didática e Tecnologia, Avaliação e Estágio Curricular Supervisionado na formação de professores).

JOÃO PAULO ZERBINATI
Graduação em Psicologia pela PUC-Campinas. Mestre em Educação Sexual pela Faculdade de Ciências e Letras, UNESP/Araraquara. Vice-Líder do grupo de pesquisa SexualidadeVida-USP/CNPq com pesquisas ancoradas no eixo-investigativo “subjetividades binárias e não binárias de sujeito: sexo, sexualidade, corpo/desejo/corporeidade na contemporaneidade”. Autor do livro “Transidentidade: da ruptura patologizante ao matiz da criatividade”, juntamente com a Prof.ª Dr.ª Maria Alves de Toledo Bruns.

KÁTIA MAHEIRIE
Graduada em Psicologia pela UFSC, com Mestrado e Doutorado em Psicologia Social pela PUCSP e com estágio pós-doutoral na UNICAMP. Professora Titular da UFSC. Pesquisadora do CNPq, atuando no Núcleo de Pesquisa em Práticas Sociais, Estética e Política, com trabalhos de pesquisa e extensão voltados a estética e política em diferentes contextos sociais. É diretora geral da Revista de Ciências Humanas desde 2013. Membro da Comissão Qualis Periódicos da CAPES 2015-2017. Pesquisa na área de Psicologia Social, com ênfase em Estética, Música, Política, Movimentos Sociais e políticas de assistência social.

LEANDRO CASTRO OLTRAMARI
Possui graduação em Psicologia pela UNIVALI, mestrado em Psicologia pela UFSC e doutorado Interdisciplinar em Ciências Humanas pela UFSC, onde atualmente é professor adjunto IV. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Processos Grupais e de Comunicação, principalmente nos seguintes temas: Psicologia da Educação, gênero e sexualidade. Participante do Grupo de Pesquisa Psicologia e Processos Educacionais; e do Grupo Instituto de Estudos de Gênero. Vice-líder do grupo de pesquisa Clínica da Atenção Psicossocial e uso de álcool e outras drogas.

LÉLIA M. REIS
Graduada em Psicologia pela UNESP/Câmpus de Assis (1999), pesquisadora do Laboratório de Psicossomática (FAMERP) e do grupo SexualidadeVida (CNPq/USP), pós-doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde Aplicadas à Reumatologia da Universidade Federal de São Paulo-UNIFESP. Doutora em Psicologia pela FFCLRP/USP (2010), mestre em Ciências Médicas pela FMRP/USP (2003). Especialista em Psico-Oncologia, em Infância e Violência Doméstica e formação em Psicologia Perinatal. Educadora e psicóloga no CREAS, ligada à Secretaria de Assistência Social na Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto. Palestrante em temas relacionados à saúde do trabalhador e qualidade de vida, psicóloga em instituição privada de ensino infantil e fundamental e docente em instituições de ensino superior e pós-graduação.

MARIA ALVES DE TOLEDO BRUNS
Pós-doutorado em linguística pela Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP). Doutora em Psicologia Educacional pela Faculdade de Educação da Universidade de Campinas-SP (UNICAMP). Docente e Pesquisadora do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo (USP-Ribeirão Preto) e do Programa de Pós-graduação em Educação Sexual da Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista (UNESP-Araraquara). Líder do Grupo de Pesquisa SexualidadeVida- USP/CNPq, realizando e orientando pesquisas ancoradas no projeto de pesquisa “Processos Culturais e de Subjetivação: Sexualidade e Desenvolvimento Humano”. Site: sexualidadevida.com.br

MARINA PATRICIO DE ARRUDA
Mestre e Doutora em Serviço Social pela PUCRS. Pós-doutora em Educação pela PUCRS. Graduada em Ciências Sociais. Atualmente é professora e pesquisadora nos Programas de Pós-graduação em Educação (PPGE) e em Ambiente e Saúde (PPGAS) da UNIPLAC, integrando as Linhas de pesquisa Educação, Processos-socioculturais e Sustentabilidade (PPGE) e Meio Ambiente, Saúde e Qualidade de Vida (PPGAS). Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação, Saúde e Qualidade de Vida – GEPESVIDA – e editora da revista do referido grupo. Discute temas como Formação de formadores e professores, desenvolvimento pessoal e profissional, Educação Permanente, Educação para inteireza, mediação social, metodologias ativas, conhecimento pertinente e amorosidade. Atua como avaliadora de revistas científicas e tem vários trabalhos publicados.

MARIVETE GESSER
Professora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFSC. Graduada em Psicologia, Mestre em Psicologia Social pela PUC-SP e Doutora em Psicologia pela UFSC. Iniciou seu Pós-doutorado em fevereiro de 2018 na State University of New York/Stony Brook/NY/USA, como Visiting Scholar estudando as contribuições dos estudos sobre deficiência para a atuação de psicólogos nas políticas sociais. Foi pesquisadora do MEC no âmbito da Prevenção às Violências na Escola. Coordenadora do NED – Núcleo de Estudos sobre Deficiência – estudando deficiência com base em uma perspectiva interseccional e política. Membro do Laboratório de Psicologia Escolar e Educacional da UFSC; do Margens (Núcleo de Estudos Modos de Vida, Família e Relações de gênero); e do GT da ANPPEP Psicologia, Política e Sexualidades. Conselheira do Nono Plenário do CRP 12 onde atua como Coordenadora do CREPOP – Centro de Referência em Psicologia e Políticas Públicas. Estuda os seguintes temas: estudos sobre deficiência, gênero e deficiência, formação do psicólogo, deficiência e direitos humanos, processos educativos e constituição do sujeito, educação inclusiva.

MILENE SOARES AGRELI
Doutora em Psicologia pela FFCLRP-USP (2018) com auxílio CAPES. Mestre em Psicologia pela FFCLRP-USP (2012). Pós-graduada em Intervenção Familiar pela FAMERP (2008). Pós-graduada e com Aprimoramento em Psicologia da Saúde pela FAMERP (2008). Graduada em Psicologia pela Universidade Paulista (2005). Membro do grupo de pesquisa SexualidadeVida-USP/CNPq.

MÔNICA WENDHAUSEN
Graduada em Pedagogia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (1996). Mestre em Educação e Cultura UDESC (2005). Doutoranda do Programa de pós-graduação em Educação (2015) PPGE/UDESC. Experiência profissional na área de Educação Básica, com ênfase em Orientação Educacional, atuando principalmente a partir das seguintes temáticas: Currículo escolar, Aprendizagem Ativa, Pesquisa como princípio educativo, Inclusão escolar, Tecnologias digitais e Educação, Prática Educativas inovadoras, Educação Sexual, Formação de Professores/as. Principais atuações profissionais: Atuou como coordenadora, articuladora e implementação de projetos de formação de professores/as na área estratégica educação a distância, na Gerência de Formação Permanente GEPE/SME/ Prefeitura de Florianópolis; como representante da UNDIME/SC, atuou como supervisora do Curso Lato-sensu de Coordenação Pedagógica, UFSC/UNDIME/SED, como também como supervisora no Curso de Fortalecimento de Conselhos Escolares – UFSC/MEC, programas que fazem parte da Política Nacional de Formação de professores da Educação Básica. Hoje atua como orientadora educacional na EBM. ADOTIVA LIBERATO VALENTIM (no momento afasta para doutoramento), onde coordena o Projeto Aprender a conhecer: pesquisar de corpo inteiro; membro do Grupo de pesquisa EDUSEX. CnPq/CAPES/MEC, sob Coordenação da Prof. Sônia Melo, atual orientadora de doutoramento.

PATRÍCIA DE OLIVEIRA E SILVA PEREIRA MENDES
Possui graduação em Curso Formação Psicólogo pela Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI, Graduação em Curso Bacharel e Licenciatura em Psicologia pela Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI, Especialização Lato Sensu em Educação Sexual – UDESC, Mestrado em Psicologia pela UFSC e Doutorado em Psicologia pela UFSC. Professora Adjunta da UDESC no Departamento de Pedagogia. Vice-líder do Grupo de Pesquisa EDUSEX Formação de educadores e educação sexual CNPq/UDESC. Tem experiência em Psicologia e nos estudos da Sexualidade e Educação Sexual numa perspectiva emancipatória.

RICARDO DESIDÉRIO DA SILVA
Doutor em Educação Escolar na linha de pesquisa em Sexualidade, Cultura e Educação Sexual pela UNESP/Araraquara. Pós-doutorando junto ao Núcleo de Estudos da Sexualidade (NUSEX, UNESP, Araraquara). Pedagogo e também Licenciado em Ciências e Matemática. Mestre em Educação para a Ciência pela Universidade Estadual de Maringá-PR. Pesquisador nos Grupos SexualidadeVida/USP-CNPq, EDUSEX-Formação de Educadores e Educação Sexual (UDESC) e Grupo de pesquisa sobre educação e sexualidade – GEPEX (UNIOESTE). Avaliador do MEC/INEP para os cursos de Pedagogia, consultor de matérias para o site UOL/Mulher/Comportamento e revista VIP/Editora Abril. Atualmente é Professor do Curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR, Campus de Apucarana) e também Coordenador do Núcleo de Educação para Relações de Gênero (NERG) do mesmo Campus. Docente no Programa de Pós-graduação em Educação Sexual, nível de mestrado profissional da Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus de Araraquara, SP. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Formação de Professores. Atuando principalmente nos seguintes temas: Sexualidade e Educação Sexual; Sexualidade, Educação e Mídia; Didática e Formação de Professores.

RUI MARQUES VIEIRA  
Doutorado pela Universidade de Aveiro (UA), onde tem desenvolvido a sua docência, particularmente nos Mestrados (2º Ciclos) e de Doutoramentos (3º Ciclo) na área da Educação. É membro da Direção do Departamento de Educação e tem participado em vários estudos e projectos de investigação como, por exemplo, no estudo Europeu: “University Educators for Sustainable Development” (UE4SD – reference 540051-LLP-1-2013-1-UK-ERASMUS-ENW).  Foi vencedor do prémio da Gulbenkian “Estímulo à Investigação” em 1994. É Membro do Centro de Investigação Didáctica e Tecnologia na Formação de Formadores [CIDTFF] com estudos de investigação na área da Formação de Professores; desenvolvimento curricular, com destaque para a dimensão das Capacidades de Pensamento Crítico; Educação em Ciências para os primeiros anos de escolaridade, TIC e Educação para o Desenvolvimento Sustentável.

SONIA MARIA MARTINS DE MELO
Possui graduação em Pedagogia Habilitação Orientação Educacional pela Fundação Universidade Regional de Blumenau, Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina e Doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Atualmente, é Professora Titular 9 da Universidade do Estado de Santa Catarina, no Departamento de Pedagogia do Centro de Ciências Humanas e da Educação-FAED , sendo docente e pesquisadora na graduação e pós-graduação (PPGE-Mestrado e Doutorado), principalmente nos seguintes temas: educação sexual, sexualidade, educação, formação regular e continuada de professores e professoras, desenvolvimento de novos materiais pedagógicos e novas metodologias com o uso das TICs. Líder do Grupo de Pesquisa EDUSEX Formação de Educadores e Educação Sexual CNPq/UDESC, além de pesquisadora junto ao Círculo de Pesquisa em Educação Sexual e Sexualidade – CiPESS/CNPq/UEL e Núcleo de Estudos da Sexualidade (NUSEX)CNPq/UNESP/Araraquara.

YALIN BRIZOLA YARED
Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação – Mestrado/UNISUL. Doutora em Educação pela UDESC. Mestre em Educação pela UNIPLAC. Especialista em Educação Sexual pela Faculdade de Medicina do ABC – Fundação ABC em parceria com o Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática; graduada em Licenciatura em Ciências Biológicas pela UNIPLAC (2006). Durante o doutorado foi bolsista PROMOP/UDESC de agosto/2012 a abril/2013 e bolsista CAPES/DS de maio/2013 a julho/2016. Aprofundou fundamentação teórica no campo do Pensamento Crítico em doutorado sanduíche realizado na Universidade de Aveiro – UA, Aveiro/Portugal, em que foi bolsista CAPES/PDSE, sob supervisão do Prof. Dr. Rui Marques Veira. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa EDUSEX – Formação de Educadores e Educação Sexual CNPq/UDESC. Líder do Grupo de Pesquisa GPECrit – Educação em Ciências e Pensamento Crítico CNPq/UNISUL. Atualmente, pesquisa sobre os seguintes temas: formação inicial e continuada de professores/as que ensinam Ciências e Biologia; desenvolvimento do pensamento crítico no ensino de Ciências e Biologia; formação de professores/as e educação sexual emancipatória, metodologias didático-pedagógicas inovadoras emancipatórias para o ensino de Ciências e Biologia.