Capa do livro: PRÁTICAS EM PESQUISA E PESQUISA COMO PRÁTICA:  <br>experimentações em psicologia

PRÁTICAS EM PESQUISA E PESQUISA COMO PRÁTICA:
experimentações em psicologia

Autores: Barbara E. B. Cabral - Luciana Szymanski - Maria Inês Badaró Moreira - Maria Luísa Sandoval Schmidt (Orgs.)

livro impresso
de R$ 63,50 por
livro digital
de R$ 63,50 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

A produção mais recente de pesquisadoras e pesquisadores do Grupo de Trabalho Práticas Psicológicas em Instituição: atenção, desconstrução e invenção da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia/ANPEPP, objeto dos capítulos desta publicação, foi apresentada e debatida principalmente em duas ocasiões: no  XII Simpósio Nacional de Práticas Psicológicas em Instituições: Práticas em Pesquisa e a Pesquisa como Prática, em 2017, e no XVII Simpósio de Pesquisa e Intercâmbio Científico da ANPEPP, em 2018.
Nesses encontros, a prática de pesquisa foi priorizada como tema dos debates, abordando-se o que se desenha como problemas, modos de pensar e de fazer além da atitude na relação com o conhecimento e com a alteridade. O viés metodológico, contudo, mostra-se indissociável dos temas de pesquisa, afirmando o caráter intrinsecamente ético e político das escolhas e dos caminhos que constituem cada investigação.
Nas abordagens metodológicas, destaca-se a pesquisa qualitativa, em diversas vertentes: participante, hermenêutica, etnográfica, cartográfica, interventiva, dialógica. As temáticas, por sua vez, concentram-se em três eixos principais: clínica fenomenológica, políticas públicas de saúde e práticas psicológicas na educação.
O pensamento de autores(as) ligados(as) às tradições fenomenológicas e existenciais, como Heidegger, Gadamer, Merleau-Ponty, Arendt, entre outros(as), são referências importantes em diálogo interdisciplinar com o campo das Ciências Humanas e Sociais, no qual se inserem as pesquisas desenvolvidas pelo GT.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-3467-3
DOI: 10.24824/978854443467.3
Ano de edição: 2019
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 252
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

PRÁTICAS EM PESQUISA E PESQUISA COMO PRÁTICA:  <br>experimentações em psicologia

Autores

ANA MARIA DE SANTANA
Doutora em Psicologia Clínica; Mestra e Especialista em Psicologia Clínica - Universidade Católica de Pernambuco. Estágio Pós-doutoral – Universidade Federal de Pernambuco. Graduada em Psicologia – Universidade Federal de Pernambuco. Professora Adjunta do Curso de Psicologia da Universidade de Pernambuco (UPE) com atuaçãona Graduação; Especialização; Residência em Saúde Mental/UPE e no Mestrado de Saúde Mental/UPE. Pesquisadora do Laboratório de Pesquisa em Ação Clínica e Saúde - LACS/UPE. Membro do GT- Práticas Psicológicas em Instituições: atenção, desconstrução, invenção da ANPEPP . Psicóloga da Secretaria de Saúde do Recife com atuação em Policlínica e em territórios sanitários. Realiza pesquisa e extensão no campo da prática psicológica em saúde pública. Temáticas de interesse: prática psicológica em saúde; Fenomenologia Hermenêutica e Atenção Psicológica em território sanitário.

BARBARA ELEONORA BEZERRA CABRAL
Graduação em Psicologia pela UFPE (1997). Curso de Especialização em Saúde Pública pelo CPqAM/FIOCRUZ (1998). Mestrado em Psicologia Clínica pela UNICAP (2004). Doutorado em Psicologia pela UFES (2011). Antes do ingresso na carreira docente do Ensino Superior, atuou como psicóloga no SUS, na área de saúde mental, transitando em diversas funções e contextos, incluindo cargos de gestão da política de saúde mental e gerenciamento de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), nas cidades de Cabo de Santo Agostinho-PE e Recife-PE. Compõe o corpo docente do Colegiado de Psicologia e das Residências Multiprofissionais em Saúde da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf)/Campus Petrolina-PE. Principais temas de interesse, na articulação ensino/extensão/pesquisa: Interface Psicologia/Saúde, Prática Psicológica em Instituições, Cuidado em Saúde Mental/Saúde Coletiva, Atenção Primária em Saúde, Trabalho em Equipes de Saúde, Transdisciplinaridade, Articulação de Redes de Cuidado, Políticas de Saúde e Formação Profissional em Saúde. Compõe o GT ANPEPP “Prática Psicológica em Instituições: atenção, desconstrução e invenção”.

BEATRIZ VENANCIA DIAS GONÇALVES DA SILVA
Graduanda em Psicologia pela UNIFESP. Membra do grupo de pesquisa Núcleo de Reforma Psiquiátrica e Saúde Mental na Atenção Básica da Universidade Federal de São Paulo - Campus Baixada Santista. Bolsista de Iniciação Científica pela FAPESP. Extensionista do projeto Trajetórias: Protagonismo de Usuários de Serviços de Saúde Mental nas Ações de Ensino-Aprendizagem em Saúde. Áreas de atuação e temas de pesquisa: Reforma Psiquiátrica, Saúde Mental, Família, Atenção Psicossocial.

CARMEM LÚCIA BRITO TAVARES BARRETO
Psicóloga formada pela Universidade Católica de Pernambuco (1972), com mestrado em Psicologia Clínica pela Universidade Católica de Pernambuco (2001), doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (2006). Pós-doutorado em Filosofia pela Universidade de Évora (2018). Professora Adjunta da Universidade Católica de Pernambuco, atuando na Graduação em Psicologia e no Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica. Coordenadora do Laboratório de Pesquisa: "Psicologia Clínica Fenomenológica Existencial e Psicossocial - LACLIFEP" vinculado à linha de Pesquisa "Práticas Psicológicas Clínicas e Demandas Contemporâneas" do Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica da Universidade Católica de Pernambuco.

DANIELLE DE FÁTIMA DA CUNHA CAVALCANTI DE SIQUEIRA LEITE
Psicóloga Clínica. Doutora em Psicologia Clínica e Mestre em Psicologia Clínica pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade Católica de Pernambuco – UNICAP. Pesquisadora do Laboratório de Clínica Fenomenológica Existencial e Psicossocial (LACLIFEP) da UNICAP. Professora do Centro Universitário do Vale do Ipojuca e da Universidade Católica de Pernambuco- Curso de Psicologia.

DARLINDO FERREIRA DE LIMA
Professor Adjunto da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). É coordenador do Laboratório de Pesquisa e Ensino sobre o Cuidado em Educação e Saúde (LAPECES-UFPE), tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Tratamento e Prevenção Psicológica, atuando principalmente nos seguintes temas: cuidado, atenção psicológica e suicídio.

DAVI ARAÚJO DA CUNHA
Mestre em Psicologia e doutorando em Educação pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Psicólogo na Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas - SUSAM. Área de pesquisa: psicologia e educação em saúde.

DULCE EDDIE SANTOS
Familiar e militante do Movimento da Luta Antimanicomial. Participante do Projeto de Extensão Trajetórias desde 2015.

DULCE MARA CRITELLI
Graduada em Filosofia em 1972 pela PUCSP onde também se titulou Mestre em Filosofia das Educação (1980) e Doutora em Psicologia da Educação (1987). É Professora Titular do Departamento de Filosofia da PUCSP onde começou a lecionar em 1973. Em 2002 fundou o Existentia - Centro de Orientação e Estudos da Condição Humana, que coordena e onde atua como docente e orientadora existencial, com fundamento teórico na fenomenologia de Hannah Arendt e de Martin Heidegger. Membro do GT – Prática Psicológica em Instituições: atenção, desconstrução e invenção da ANPEPP. Membro do Grupo de Pesquisa de Ética e Filosofia Política da PUCSP. Áreas de atuação e pesquisa: fenomenologia, terapia existencial, educação, filosofia política e ética.

FELIPE LUIS FACHIM
Doutorando pelo programa de Educação: Psicologia da Educação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, mesmo programa em que obteve o título de mestre (2017). Psicólogo (Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo - IP USP, 2017), com duas iniciações científicas fomentadas pela Reitoria USP e pela FAPESP, sobre famílias interraciais. Tem interesse por pesquisar fenômenos relacionados às áreas da educação e da psicologia e, atualmente, dedica esforços em pesquisa/intervenção sobre os temas direitos humanos, em especial gênero, sexualidade, interracialidade, LGBTTfobia, racismo e hierarquias raciais com embasamento filosófico da fenomenologia existencial. Na pesquisa de doutorado investiga narrativas sobre o ser gorda/o para além do enquadre saúde/doença/diagnóstico, novamente, com a fenomenologia existencial como horizonte descritivo.

GEOVANA MARIA DA SILVA ORTIZ
Graduada em Psicologia em 2013. Atuou como estagiária de Psicologia na Coordenadoria de Reintegração Social da Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo. Aprimoramento em Psicologia Hospitalar pelo Programa de Aprimoramento Profissional FUNDAP/SP. Especialização em Redes de Atenção Psicossocial – UNIFESP em que realizou atividades nos serviços de saúde mental e redes da cidade de Santos/SP. Atualmente é psicóloga clínica na cidade do Guarujá/SP e acompanhante terapêutica de pacientes que estão em Residenciais Terapêuticos na cidade de São Bernardo do Campo/SP.

HENRIETTE TOGNETTI PENHA MORATO
Henriette Tognetti Penha Morato concluiu o doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo em 1989. Atualmente é Professora Associada do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Realizou pós-doutorado na Universidade Paris 7 entre 2005 e 2006, com pesquisa realizada na Universidade de Firenze. Publicou 48 artigos em periódicos especializados e 270 trabalhos em anais de eventos. Possui 48 capítulos de livros e 7 livros publicados. Possui 204 itens de produção técnica. Participou de 132 eventos nacional/internacional. Orientou 44 dissertações de mestrado e co-orientou 9. Orientou 18 teses de doutorado, 4 Pós-Doutorado, além de 40 trabalhos de iniciação científica nas áreas de psicologia, saúde coletiva e educação. Recebeu 22 prêmios e/ou homenagens. Atualmente coordena 2 projetos de pesquisa. Atua na área de psicologia, com ênfase em psicologia do desenvolvimento humano. Em suas atividades profissionais interagiu com 198 colaboradores em coautorias de trabalhos científicos. Em seu currículo Lattes os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: psicologia clínica, atenção psicológica, plantão psicológico, aprendizagem significativa, aconselhamento psicológico, fenomenologia existencial, experiência, desenvolvimento humano, formação do psicólogo e prática psicológica em instituições. Coordena o Laboratório de Estudos em Fenomenologia Existencial e Prática em Psicologia (LEFE) do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. É membro do GT ANPEPP "Práticas psicológicas em Instituições" e líder do Grupo de Pesquisa no Diretório CNPq "Aprendizagem Significativa na formação de profissionais de saúde e educação". Bolsista Produtividade CNPq: PQ-2 - Vigência: 2011 a 2014; 2014 a 2017. Coordenadora do Centro Escola do Instituto de Psicologia (CEIP) da USP (USP).

IANNI REGIA SCARCELLI
Livre-Docente pela Universidade de São Paulo. Atualmente é professora associada do Instituto de Psicologia da USP e orientadora nos Programas de Pós-Graduação em Psicologia Social e Mestrado Profissional Interdisciplinar em Saúde. Membro do GT – Prática Psicológica em Instituições: atenção, desconstrução e invenção da ANPEPP e fundadora do Laboratório de Estudos em Psicanálise e Psicologia Social do Instituto de Psicologia da USP. É autora dos livros: Entre o hospício e a cidade: dilemas no campo da saúde mental e Psicologia Social e Políticas Públicas: pontes e interfaces no campo da saúde. Atua principalmente nos temas: psicologia social,políticas públicas, saúde coletiva, saúde mental, formação e processos participativos.

LAÍS BARRETO BARRETO BARBOSA
Graduada em Psicologia em 2003. Especialista em Psicologia da Saúde pela UFRN. Mestre em Psicologia Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Doutoranda em Psicologia/UFRN com a temática da produção de cuidados em saúde mental e as suas interfaces com a dimensão estética e artística. Realizou estágio na Clínica Psiquiátrica de LaBorde e na Escola Experimental de Bonneuil-sur-Marne, França. Atuou como Psicóloga no Centro de Referência da Mulher no Município de São Paulo. Participa do Laboratório de Produção do conhecimento compartilhado em Saúde Mental da Baixada Santista. Colaboradora do Projeto de Extensão Trajetórias: protagonismo de usuários de serviços de saúde mental nas ações de ensino-aprendizagem em saúde. Tem experiência em saúde mental, reabilitação psicossocial, direitos humanos, saúde coletiva, estudos de gênero e violência contra mulheres.

LARA APARECIDA MACHADO DE ALMEIDA
Graduada em Psicologia em 2019 pela Universidade Federal de São Paulo. Atua como Psicóloga de um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) no município de Itatiba – SP. Participou, como extensionista, dos projetos Arte, Cultura e Sociedade: modos de entrelaçar produções culturais e artísticas que acontecem na Universidade e nas cidades da Baixada Santista (2015) e Trajetórias: Protagonismo de usuários de serviços de saúde mental nas ações de ensino-aprendizagem em saúde (2017-2018). Áreas de atuação e temas de pesquisa: Reforma Psiquiátrica; Saúde Mental; Desinstitucionalização; Assistência Social; Psicologia Comunitária.
 
LUCIANA SZYMANSKI
Docente da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo no Curso de Psicologia e no Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação. Atualmente coordena o projeto de pesquisa “O Processo de Construção de Projetos Político Pedagógicos Participativos (PPPP) em Instituições de Educação Formal e Não Formal”, de cunho interventivo e dialógico, que se insere no grupo de pesquisa certificado pelo CNPq: “Práticas Educativas e Atenção Psicoeducacional na Escola, Família e Comunidade” (ECOFAM) do qual é líder. Coordena o GT “Prática Psicológica em Instituições: atenção, desconstrução e invenção” da ANPEPP.

MARIA CRISTINA LOPES DE ALMEIDA AMAZONAS
Doutora em Família e Saúde pela Universidade de DEUSTO, Bilbao, Espanha (1999). Professora adjunto IV da Graduação em Psicologia e da Pós-graduação em Psicologia Clínica, Mestrado e Doutorado, da Universidade Católica de Pernambuco. Membro do Grupo de Pesquisa da ANPEPP "Práticas psicológicas em instituição: atenção, desconstrução, invenção". Membro do Grupo de Pesquisa "Práticas Clínicas: Psicologia e Política" Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia Social, atuando principalmente nos seguintes temas: Formação em Psicologia, Diversidade Sexual e de Gênero. Pesquisadora do CNPq, nível PQ II (até 2018).

MARIA INÊS BADARÓ MOREIRA
Graduada em Psicologia desde 1992. Atuou como Psicóloga em Serviços Municipais de Saúde Mental. Mestre e Doutora em Psicologia. Atualmente é professora associada do Instituto de Saúde e Sociedade da Universidade Federal de São Paulo - Campus Baixada Santista. Docente de Saúde Mental no Curso de Psicologia. Credenciada no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências da Saúde (M/D) da UNIFESP. Membro do GT – Prática Psicológica em Instituições: atenção, desconstrução e invenção da ANPEPP. Líder do Grupo de Pesquisa Reforma Psiquiátrica e Saúde Mental na Atenção Básica no Diretório do CNPq. Participa do Laboratório de Produção do conhecimento compartilhado em Saúde Mental da Baixada Santista. Realizou Estágio de Pós-Doutorado Junto ao Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP. Áreas de atuação e de pesquisa: Reforma Psiquiátrica; Serviços de Saúde Mental, Desinstitucionalização;Formação em Psicologia e Ensino em Saúde.

MARIA JULIA KOVÁCS
Professor Livre Docente do Instituto de Psicologia USP, Membro do Laboratório de Estudos sobre a Morte, coordenadora do Projeto Falando de Morte - filmes didáticos sobre a morte. Membro do GT da Anpepp: Práticas Psicológicas em instituição:atenção, desconstrução, intervenção.

MARIA LUISA SANDOVAL SCHMIDT
Professora Titular aposentada do Instituto de Psicologia da USP. Coordenadora do Serviço de Aconselhamento Psicológico (SAP) e do Laboratório de Estudos do Imaginário (LABI) do Instituto de Psicologia da USP durante as duas últimas décadas. Participante do Grupo de Trabalho "Práticas psicológicas em instituição: atenção, desconstrução, invenção" desde 1998. Dedicada à pesquisa participante e etnográfica nas áreas de políticas públicas de saúde, memória social e institucional.

NILSON GOMES VIEIRA FILHO
Doutor em Psicologia Clínica pela Université Paris 7 (1992), Pós-Doutorado na USP-I.P.(2006), Pós-Doutorado-Senior na Universitat Leipzig (2014), Professor Associado pela UFAM, Publicou como Org. "Crises, Processos Psicossociais, Promoção de Saúde" (CRV, 2016). Área de atuação: pesquisas em clínica psicossocial e psicologia da saúde na atenção primária.

PAULA ANDREA MASSA
Psicóloga desde 2004 pela UFSCAR. Especialista em Saúde da Família pelo Programa de Residência Multiprofissional em saúde da Família do Ministério da Saúde em 2007. Especialista em Gestão do cuidado em Saúde pela UFSCAR em 2013. Mestre em Ciências da Saúde pela UNIFESP/BS. Doutoranda em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de São Paulo. Tem experiência profissional em serviço público de Saúde como psicóloga, coordenadora de equipe NASF, gerente de CAPS Adulto, como professora convidada na Faculdade Santa Marcelina (FASM) e facilitadora em educação permanente com foco no apoio matricial em saúde mental na atenção básica. Área de atuação e pesquisa: saúde mental, reforma psiquiátrica, desinstitucionalização.

RAFAEL AULER DE ALMEIDA PRADO
Doutor em Psicologia Clínica pela Universidade Católica de Pernambuco (2013). Possui Mestrado em Psicologia Clínica pela Universidade Católica de Pernambuco (2009) e Graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2003). Professor auxiliar da Universidade Federal do Acre (UFAC).

SÍLVIA RAQUEL SANTOS DE MORAIS
Psicóloga pela Universidade Federal de Pernambuco. Mestra em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2004) e Doutora em Psicologia da Saúde pela Universidade Federal do Espírito Santo (2011). Especialista em Ensino superior e novas tecnologia pela SEaD/Univasf e em Preceptoria na rede SUS pelo Ministério da Saúde em parceria com o Instituto Sírio Libanês. Professora adjunta da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Coordenadora da Liga Interdisciplinar de Saúde Mental (LISAM) Membro do GT-ANPEPP ‘Práticas Psicológicas em Instituições’ e do Laboratório de Estudos e Práticas transdisciplinares em Saúde e Educação (LETRANS). Supervisora de estágio no Centro de Estudos, Pesquisas e Práticas em Psicologia (CEPPSI). Experiência como tutora do Programa de Intensivismo/Residência Multiprofissional da Univasf de 2014 a 2018. Atualmente é tutora do PET Saúde Interprofissionalidade da Univasf. Extensão nos cursos de Psicologia e de Medicina da Univasf.

SUELY EMILIA DE BARROS SANTOS
Psicóloga. Doutora em Psicologia Clínica pela Universidade Católica de Pernambuco
(UNICAP). Professora Adjunta da Universidade de Pernambuco (UPE – Campus Garanhuns). Coordena a Residência Multiprofissional em Saúde Mental, o grupo de pesquisa: LACS - Laboratório de Estudos em Ação Clínica e Saúde – UPE/CNPq, e o Serviço de Atenção Psicológica – SAP/UPE. Membro do GT – Prática Psicológica em Instituições: atenção, desconstrução e invenção da ANPEPP. Principais temas de interesse na interseção ensino-pesquisa-extensão: Ação Clínica no Viver Cotidiano, Prática Psicológica na Rua, Saúde, Comunidades Tradicionais e Rurais, Sofrimento e Cuidado em Saúde Mental, e Formação Acadêmica e Docente.

THÁLITA CAVALCANTI MENEZES DA SILVA
Psicóloga graduada pela Universidade Católica de Pernambuco - UNICAP (2003). Possui Mestrado em Psicologia Clínica pela mesma instituição (2007). É mestre em Educação para Profissões da Saúde pela Universidade de Maastricht na Holanda (2013), e Doutoranda em Psicologia Clínica - UNICAP (2015-2019). Coordenadora de Tutor do quarto período do curso de Psicologia da Faculdade Pernambucana de Saúde/FPS, Membro do Comitê de Capacitação Docente da FPS. Ministra aulas para os cursos de Pós-graduação em Gerontologia da UNICAP, em Gestão de Pessoas & Saúde Mental (UNINTER-IBPEX). Atua como psicoterapeuta bilíngue de adultos, desde março de 2005. Psicóloga do IMIP - Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (Enfermaria de Clínica médica) - Supervisora e Preceptora de Estágio e Residência em Psicologia Clínica Hospitalar, e Preceptora de Residências Multiprofissionais em Saúde (Saúde do Idoso; Cuidados Paliativos).

VANESSA FALCÃO DA SILVA RIOS
Possui Bacharelado em Psicologia pela Universidade Federal do Vale do São Francisco - Univasf (2016). Pós-graduada em Desenvolvimento Infantil também pela Univasf. Atualmente está em atividade profissional na área de Psicologia Educacional, com foco nos processos de desenvolvimento.