Capa do livro: MICROPOLÍTICAS

MICROPOLÍTICAS

Autores: Guilherme Castelo Branco (Org.)

livro impresso
de R$ 38,00 por
livro digital
de R$ 38,00 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

O mundo social e político nem sempre é feito de visibilidades. Muitas vezes, os olhos não estão preparados para ver certas coisas ou não querem vê-las, tendo diante de si o campo da percepção política. O que existe no mundo da sociedade a ser visto e estudado não é sem alcance e sentido, para olhos mais preparados para enxergar o mundo em ebulição, e visualizar com clareza ações em curso.
É difícil analisar o presente, o nosso tempo. O mundo da política tem movimentos múltiplos e efervescentes, em diversos domínios; os pequenos movimentos políticos e as pequenas causas levantadas por determinados grupos e segmentos sociais passaram a ter visibilidade e lugar de destaque no campo da ação política. Cabe notar que os movimentos de transformação política de pequeno escopo e todos os atos a favor de modificação e transformação nos aspectos micropolíticos no campo social, por possuírem sentido político, foram negligenciados pela análise política, há milênios. Entretanto, as resistências e criações de novas percepções de modos de vida estiveram lá, e continuam a existir, sobretudo agora, rangendo de outra maneira o carro da história, alheios aos poderes grandiosos e à magnitude das estruturas de poder.
Lidamos com outro universo de grandeza. O que é pequeno na vida política, enfim, pode ser paradoxalmente, maior: Micropolíticas têm este sentido e valor.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-3637-0
DOI: 10.24824/978854443637.0
Ano de edição: 2019
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 132
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

MICROPOLÍTICAS

Autores

ACÁCIO AUGUSTO
Professor no curso de Relações Internacionais da Unifesp (EPPEN-Osasco), pesquisador no Nu-Sol (Núcleo de Sociabilidade Libertária – PUC-SP) e professor colaborador no Programa de Pós-Graduação em Psicologia Institucional da UFES. Autor de Política e polícia: cuidados, controles e penalizações de jovens, Rio de Janeiro: Lamparina, 2013.

BEATRIZ PORCEL
Professora de Filosofia Política na Faculdade de Humanidades e Artes da Universidade Nacional de Rosario, Argentina, e pesquisadora da mesma Universidade. Foi diretora do Curso de Filosofia da UNR. Coordenou redes internacionais de pesquisa com Universidades do Brasil. Participou e participa de congressos em universidades de Argentina e Brasil. Integra comités académicos de várias revistas no Brasil. Coordenou e publicou livros e revistas na sua especialidade. Autora do livro Vocabulário Arendt publicado em 2017.

CARLA RODRIGUES
Professora do Departamento de Filosofia da UFRJ e do Programa de Pós-Graduação em Filosofia (IFCS/UFRJ), onde vem se dedicando ao estudo do pensamento da filósofa Judith Butler. Contemplada com bolsa de produtividade do edital Jovem Cientista do Nosso Estado (Faperj), Coordena o Laboratório Escritas – filosofia, gênero e psicanálise (UFRJ/CNPq). É autora, entre outros, de “Duas palavras para o feminino – hospitalidade e responsabilidade sobre ética e política em Jacques Derrida” (NAU/Faperj, 2013) e organizadora de “Problema de gênero”, antologia de ensaios brasileiros (Funarte/2016).

CARLOS EDUARDO RIBEIRO
Doutor em Filosofia, professor da Universidade Federal do ABC. Tem em Nietzsche e em Foucault as principais referências de pesquisa na Filosofia, tendo publicado vários artigos a respeito dos pensadores. É performer-criador em Dança Contemporânea. Fundou o núcleo de cultura DAAFI (Dança-Arte-Filosofia). Seu último trabalho artístico foi Filosofia do ralo (2017).

ESTELA SCHEINVAR
Socióloga. Doutora em Educação. Professora da Faculdade de Formação de Professores de São Gonçalo e do Programa de Pós-graduação em Políticas Públicas e Formação Humana da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Autora do livro O Feitiço da Política Pública: escola, sociedade civil e direitos da criança e do adolescente. Rio de Janeiro, Lamparina, 2009.

GUILHERME CASTELO BRANCO
Professor Titular de Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Líder do Laboratório de Filosofia Contemporânea da UFRJ. Participa da Red Iberoamericana Foucault. Membro da Red Ibero-americana en Filosofía Política. Pesquisador da FAPERJ. Últimos livros: Michel Foucault. Filosofia e Biopolítica, Ed. Autêntica, 2015; Clássicos e Contemporâneos em Filosofia Política (Org.). Ed. Relicário, 2015. Membro do Conselho Editorial da
Editora Autêntica.

MALCOM GUIMARÃES RODRIGUES
Professor do Departamento de Ciências Humanas e Filosofia da Universidade Estadual de Feira de Santana, Coordenador da Pós-graduação em Filosofia e líder do GESTUFFRANCO, Grupo de Estudos em Filosofia Francesa Contemporânea, na mesma Universidade. É professor colaborador credenciado no Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFBA, onde exerce atividades de ensino e orientação. Desde 2015, trabalha no projeto “Foucault, a genealogia da subjetividade e a noção de carne nas cartas de São Paulo”.
 
MARCOS SILVA
Professor Associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), atua na graduação, da faculdade de Educação (departamento de didática) e no Programa de Pós-Graduação em Educação (linha de currículo, docência e linguagens). Integra o Laboratório de Estudos e pesquisas sobre educação do corpo (LABEC/UFRJ) e o Laboratório de Filosofia Contemporânea (IFCS/UFRJ). É pesquisador FAPERJ.

MARIA LIVIA DO NASCIMENTO
Professora Titular do Instituto de Psicologia da Universidade Federal Fluminense, atuando nos cursos de Graduação e Pós-Graduação: Mestrado e Doutorado.

RAFAEL HADDOCK-LOBO
Professor do Departamento de Filosofia e do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde coordena o Laboratório Khôra de Filosofias da Alteridade. É autor de Da existência ao infinito: ensaios sobre Emmanuel Lévinas (Loyola / PUC-Rio, 2005), Derrida e o labirinto de inscrições (Zouk, 2008), Para um pensamento úmido – a filosofia a partir de Jacques Derrida (Nau, 2011) e Experiências abissais ou sobre as condições de impossibilidade do real (Via Verita, 2018).

SAMIR HADDAD
Doutor em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e professor adjunto da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Pesquisador na área de Filosofia Política, com ênfase no pensamento de Hannah Arendt e Michel Foucault, atua também nas áreas de ética e filosofia do direito. É membro do Grupo de Trabalho Pensamento Contemporâneo, do Laboratório de Filosofia Contemporânea da UFRJ e do Grupo de Pesquisa Interfaces: técnica, arte e questões ético-políticas no pensamento filosófico.