Capa do livro: PERSPECTIVA SISTÊMICA E PRÁTICAS EM PSICOLOGIA: <br>temas e campos de atuação

PERSPECTIVA SISTÊMICA E PRÁTICAS EM PSICOLOGIA:
temas e campos de atuação

Autores: Josimar Antônio de Alcântara Mendes - Julia Sursis Nobre Ferro Bucher-Maluschke (Orgs.)

livro impresso
de R$ 67,90 por
livro digital
de R$ 67,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

Perspectiva Sistêmica e Práticas em Psicologia: temas e campos de atuação compila a contribuição de vários pesquisadores e profissionais da Psicologia na atuação junto à perspectiva sistêmica. A obra aborda a prática sistêmica em Psicologia junto a temas contemporâneos, à atuação com indivíduos, famílias e comunidades, a interface com as instituições e organizações.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-3887-9
DOI: 10.24824/978854443887.9
Ano de edição: 2020
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 350
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

PERSPECTIVA SISTÊMICA E PRÁTICAS EM PSICOLOGIA: <br>temas e campos de atuação

Autores

ALBENISE DE OLIVEIRA LIMA
Possui doutorado em Saúde e Família pela Universidade de Deusto (1998). Coordenou o Curso de Psicologia da Universidade Católica de Pernambuco de 2008 até janeiro de 2014. Participou do Programa de Psicologia Clínica, Mestrado e Doutorado, da Universidade Católica de Pernambuco, desde a sua fundação (1998) até 2017. Tem experiência docente desde 1975, atualmente é professor Titular, atuando na área de Psicologia, com ênfase em Família e Interação Social. Como pesquisadora dedica-se, principalmente, aos seguintes temas: vínculos familiares, dinâmica familiar, família em situações de risco e vulnerabilidade social e juventude e suas vicissitudes. Membro fundadora e coordenadora do Núcleo de Estudo e Pesquisa sobre Juventudes (NEPEJ), vinculado ao curso de Psicologia da Universidade Católica de Pernambuco.

ALINE DE SOUSA NASCIMENTO
Doutoranda e Mestre em Psicologia Social do Trabalho e das Organizações – PSTO/UNB; especialista em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (2011) e em Gestão Pública e Sociedade pela Universidade Federal de Tocantins (2012); e pedagoga pela Universidade de Brasília (2007). Tem experiência em docência, pesquisa e extensão na área de aprendizagem, treinamento, desenvolvimento e educação; avaliação de programas educacionais (presenciais e a distância); comportamento humano no trabalho; e metodologias ativas. Experiência em incubadoras universitárias sociais e tecnológicas com público da economia solidária; cooperativismo e associativismo.

ANA CLÁUDIA DE OLIVEIRA BENTES
Psicóloga com área de atuação em Saúde Mental no Programa de Assistência Psicossocial ao Servidor da Universidade Federal do Pará (PROGEP/UFPA) desde maio de 1999. Especialização em: Psicologia da Educação PUC/MG (1994), Saúde Mental e Justiça UFPA/USP (2002), Terapia Familiar/Casal UEPA (2002) e Gerontologia pela UFPA/FHCGV (2009). Mestra em Psicologia Social e Clínica em março de 2014 (UFPA). Doutoranda em Psicologia pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Pará.

BEATRIZ SCHMIDT
Professora Adjunta no Curso de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Pós-Doutorado no Núcleo de Infância e Família (NUDIF) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFRGS (Conceito CAPES 7), sob orientação do Prof. Cesar Augusto Piccinini, PhD (2014-2018). Doutorado sanduíche no Human Development & Family Science Program da Ohio State University, Estados Unidos, sob orientação da Prof.ª Sarah Schoppe-Sullivan, PhD (2017-2018). Por sua Tese de Doutorado, recebeu dois prêmios: Prêmio CAPES de Tese – Edição 2019, na área de Psicologia, e Grande Prêmio CAPES de Tese 'Josué de Castro' – Edição 2019, na área de Humanidades, sendo este último concedido em parceria entre a CAPES e o Instituto Ayrton Senna. Psicóloga, Especialista em Saúde da Família e Mestre em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi bolsista CAPES de mestrado (REUNI) e doutorado no país (PROEX), bem como de doutorado sanduíche no exterior (PDSE). No pós-doutorado, foi bolsista DOCFIX/FAPERGS/CAPES (2018-2018) e PDJ/CNPq (2018-2019). É pesquisadora colaboradora externa no Laboratório de Psicologia da Saúde, Família e Comunidade da Universidade Federal de Santa Catarina (LABSFAC/UFSC). Integrante do GT Parentalidade e Desenvolvimento Infantil em Diferentes Contextos, da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP) e do Latino Caucus, da Society for Research in Child Development (SRCD). Autora de artigos publicados em periódicos, capítulos de livros, trabalhos em congressos nacionais e internacionais, bem como de textos em jornais de notícias/revistas visando à popularização da ciência. Integrante de corpo editorial e revisora de periódicos de Psicologia. Interessa-se principalmente por temas atinentes a relações familiares e desenvolvimento infantil, processos saúde-doença e intervenções psicológicas em contextos clínicos e de saúde, desenvolvendo estudos quantitativos e qualitativos sobre esses temas.

BRUNA LARISSA SEIBEL
Docente do curso de Psicologia da Faculdade Cesuca Inedi. Coordenadora do Serviço-Escola de Psicologia e do núcleo comunitário deste serviço, na mesma instituição. Pesquisadora na área de famílias, vulnerabilidade social e políticas públicas. Revisora de revistas nacionais e internacionais. Bacharel em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mestre em Psicologia, com ênfase em Psicologia Positiva e intervenção psicológica para pacientes com doenças neuromusculares. Doutora em Psicologia, com foco em desenvolvimento de famílias em situação de vulnerabilidade social. Doutorado sanduíche na University of Nebraska-Lincoln. Formação em Terapia de Casais e Famílias pelo Instituto da Família (INFAPA). Co-coordenadora do Programa Florescendo pela Educação nos anos de 2015 e 2016, financiado pelo Edital PROEXT/MEC 2015.

CASSIO BRAVIN SETUBAL
Psicólogo do Programa de Atendimento a Adultos Autores de Violência Sexual contra Criança e Adolescentes (Secretaria de Saúde do Distrito Federal). Atuou como Psicólogo de CREAS por 8 anos. Atuou na construção da Psicologia na Assistência Social bem como no desenvolvimento de metodologia de atendimento a homens que cometeram violência sexual intrafamiliar contra crianças e adolescentes.

CLÁUDIA CRISTINA FUKUDA
Doutora em Psicologia pela Universidade de Brasília (2003), tem graduação em Psicologia (1992), especialização em Psicometria (1995), mestrado em Psicologia Social e do Trabalho (1997). É professora do Programa Stricto Sensu em Psicologia da Universidade Católica de Brasília. Linha de Pesquisa Desenvolvimento Humano. Temas de maior interesse são psicometria, avaliação psicológica, desenvolvimento humano e inclusão escolar.

DEUSIVÂNIA VIEIRA DA SILVA FALCÃO
Professora Doutora da Universidade de São Paulo (USP). Realizou Pós-Doutorado em Psicologia pela University of Central Flórida (UCF, EUA). Doutora em Psicologia pela Universidade de Brasília (UnB), onde efetuou Estágio de Pós-Graduação no Centro de Referência em Assistência a Saúde do Idoso e com a Doença de Alzheimer (DA), situado no Centro de Medicina do Idoso (CMI) – Hospital Universitário de Brasília (HUB). Mestra em Psicologia Social e Graduada em Psicologia (Licenciatura / Formação em Psicologia Clínica) pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Coordenadora (2007 à 2011) do Programa de Atenção Psicogerontológica, Sociofamiliar e Educativa aos Cuidadores e Familiares de Idosos com a Doença de Alzheimer do Centro de Reabilitação e Hospital-Dia Geriátrico situado no Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Realizou intercâmbio de pesquisa pela Fundación Carolina na Universidad Autónoma de Madrid (Espanha) e durante as atividades de pós-doutorado, também, coordenou grupos de apoio aos familiares cuidadores de idosos com DA os quais estavam ligados ao OLDeR Lab (UCF), à Alzheimer's and Dementia Resource Center e à Village on the Green Retirement Community. É coordenadora do LabDFam (Laboratório de pesquisa sobre desenvolvimento humano, envelhecimento e família) e orientadora do Programa de Pós-Graduação em Gerontologia da USP (EACH).

DIMITRI FAZITO DE ALMEIDA REZENDE
Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (1995), mestrado em Sociologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2000) e doutorado em Demografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2005). Fez estágio pós-doutoral na University of Florida (EUA) pesquisando a aplicação da Análise de Redes Sociais em Demografia. Tem experiência nas áreas de Sociologia Urbana e População (com ênfase em mobilidade da população), Sociologia Econômica e Organizações e Metodologia. Tem interesse principalmente nos seguintes temas: Análise de Redes Sociais (teoria e métodos); Sociologia Econômica, da Cultura e Sociologia Cognitiva e Computação Social; Sociologia das Migrações (especialmente migrações internacionais e os fluxos Brasil-Itália); Estudos Ciganos (Roma e Calons); Sociologia da Família e Redes de Apoio; Globalização, Desenvolvimento e Fronteiras; Etnicidade e Transnacionalismo; Atualmente é professor adjunto (Dedicação Exclusiva) do Departamento de Sociologia, UFMG; é integrante do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Análise de Redes Sociais (GIARS), FAFICH/UFMG. Atualmente é o Segundo Vice-Presidente da ONG Ponte Entre Culturas que fomenta a "italianidade" em Minas Gerais.

FABRÍCIO LEMOS GUIMARÃES
Doutor e mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura – PSICC pela Universidade de Brasília – UnB. Especialista em Terapia Familiar e de Casais pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás – PUC-GO/INTERPSI. Pós-Graduação em nível de Aperfeiçoamento em Impactos da Violência na Saúde pela Escola Nacional de Saúde Pública – ENSP/FIOCRUZ. Em formação especializada em Psicotraumatologia pelo Wings Of Hope e Zentrum für Psychotraumatologie und Traumatherapie Niedersachsen – ZPTN (Alemanha). Psicólogo e Bacharel em Psicologia pela UnB, CRP 01/13.650. Terapeuta Comunitário pelo Movimento Integrado de Saúde Comunitária ? MISMEC-DF / Universidade Federal do Ceará – UFC. Facilitador de TRE – Exercícios para a Liberação do Estresse e Traumas – CENTRAR. Psicólogo do Serviço de Assessoramento aos Juízos Criminais – SERAV da Subsecretaria Especializada em Violência e Família – SUAF/SEPSI do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios – TJDFT, em que desenvolve as atividades: atendimento psicossocial individual, familiar e em grupo às vítimas, autores e familiares em situação de violência doméstica/familiar; supervisão de estagiários; visitas domiciliares e institucionais; intervenção em audiência interdisciplinar. Membro do NEGENPSIC – Núcleo de Estudos de Gênero e Psicologia Clínica do Laboratório de Estudos em Saúde Mental e Cultura – IP/UnB, coordenação Prof.ª Gláucia Diniz, PhD. Membro do ABRAPAHP – Associação Brasileira de Programas de Ajuda Humanitária Psicológica, coordenação Prof.ª Dr.ª Ana Maria Fonseca Zampieri. Foi professor convidado da Pós-Graduação em Psicologia Jurídica do Instituto de Educação Superior de Brasília – IESB e da Pós-Graduação em Psicopatologia e Psicodiagnóstico da Universidade Católica de Brasília – UCB (disciplina: Perícia Psicológica Forense) entre 2011 a 2013. Psicólogo da Essência Plena Psicologia (CRP 01/13650 – DF e 09/5290 – GO).

FERNANDA DRUMMOND RUAS GASPAR
Mestre e Doutoranda em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações pela Universidade de Brasília, MBA em Gestão de Pessoas pela Devry Brasil, Especialista em Gestalt Terapia pelo Instituto de Gestalt Terapia da Bahia e Graduação em Psicologia pela Universidade Salvador. Atualmente é pesquisadora e Doutoranda do Programa de Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações pela Universidade de Brasília.

FERNANDO AUGUSTO RAMOS PONTES
Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (1986), mestrado em Teoria e Pesquisa do Comportamento pela Universidade Federal do Pará (1990), doutorado em Psicologia (Psicologia Experimental) pela Universidade de São Paulo (1996) e pós-doutorado pela Universidade de Brasília (2002) e pela Technischen Universität Dortmund – Alemanha (2012). Atualmente é Professor Titular da Universidade Federal do Pará, vinculado ao Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento e ao Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento e também é professor do Programa de Pós-Graduação e Segurança Pública da UFPA. Coordena em conjunto com mais 3 professoras o Laboratório de Ecologia do Desenvolvimento, no qual desenvolve pesquisas na área da Ecologia do Desenvolvimento Humano e Redes de relações sociais, atuando principalmente nos seguintes temas: Epistemologia de redes, Relacionamento Social, Redes de Relacionamento, Parentalidade, Coparentalidade, Cultura de Pares, Cultura da Brincadeira, Brinquedos e Brincadeiras Tradicionais. Essas temáticas são investigadas preferencialmente em contextos de desenvolvimento na Amazônia tais como populações ribeirinhas, em famílias pobres, em famílias com crianças com deficiência, nas relações de pares em escola, em instituições, em contexto de vizinhança e no contexto de rua. Membro do Conselho Assessor do CNPq (2017-2019). Presidente da Associação Brasileira de Psicologia do Desenvolvimento no período 2014-2016, e Vice-presidente no período de 2016-2018.

GARDÊNIA DA SILVA ABBAD
É bolsista PQ, nível 1 B, possui graduação, mestrado e doutorado em Psicologia pela Universidade de Brasília. Realiza pesquisas na área de Psicologia Organizacional e do Trabalho com ênfase em aprendizagem, treinamento, desenvolvimento em educação; medidas de avaliação de programas educacionais presenciais e a distância; tecnologias de ensino em saúde. É professora Associada, lotada no Departamento de Psicologia Social e do Trabalho e participa do corpo docente de dois programas de pós-graduação (Programa de Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações ? PPG PSTO e Programa de Pós-Graduação em Administração – PPG PPGA) da Universidade de Brasília. Exerceu funções de chefe e subchefe do Departamento de Psicologia Social e do Trabalho, Diretora do Instituto de Psicologia e Decana de Gestão de Pessoas da UnB e foi membro da diretoria do Fórum de Pró-reitores de Recursos Humanos da Andifes. Foi presidente da Associação Brasileira de Psicologia Organizacional e do Trabalho – SBPOT, coeditora da Revista Psicologia, Organizações e Trabalho – rPOT, participou da Diretoria da ANPEPP. Participou de grupos de trabalho e de reunião de avaliação quadrienal de Programas de Pós-graduação em Psicologia na CAPES. Coordenou um projeto multidisciplinar de formação de mestres e doutores e produção de conhecimentos sobre ensino na saúde, financiado pela CAPES. Integrou e coordenou o Comitê Assessor do CNPq – CA – Psicologia. Atualmente coordena um grupo de pesquisa que reúne doutorandos, mestrandos e estudantes de graduação e profissionais da área de Treinamento, Desenvolvimento e Educação, e um grupo de trabalho da ANPEPP, que realiza pesquisas sobre o tema Desenho do Trabalho.

GLÁUCIA RIBEIRO STARLING DINIZ
Possui graduação em Psicologia (Graus de Bacharel e Psicóloga) pela Universidade Federal de Minas Gerais (1981); Especialização em Saúde Coletiva pela Escola de Saúde de Minas Gerais/UFMG/FIOCRUZ (1983); Mestrado (1990) e Doutorado (1993) no Marriage And Family Therapy Program – United States International University, hoje Alliant International University, San Diego, California, EUA . Tem experiência em Psicologia Clínica, com ênfase em Psicologia Conjugal e Familiar, Psicologia do Gênero, e implantação de serviços e projetos no campo da Saúde Mental. É Professora Adjunto da Universidade de Brasília, lotada no Departamento de Psicologia Clínica, Instituto de Psicologia. É docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura – PPG PsiCC/PCL/IP/UnB. Desenvolve projetos de pesquisa sobre a interação gênero, casamento e trabalho; gênero, violência conjugal e intrafamiliar ; gênero e saúde mental. Coordenadora do NEGENPSIC – Núcleo de Estudos de Gênero e Psicologia Clínica do Laboratório de Saúde Mental e Cultura. Membro do NEPEM – Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Mulheres. Coordenadora Clínica do Projeto de Extensão e Ação Continua: Maria da Penha - Atenção e Proteção à Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar – projeto desenvolvido no NPJ/UnB na Ceilândia que visa promover diálogo interdisciplinar entre alunos dos Cursos de Direito e de Psicologia no atendimento conjunto a mulheres em situação de violência (desde 2008) . Membro do NEPEM - Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Mulheres, CEAM/UnB.

JANARI DA SILVA PEDROSO
Professor Associado III da Universidade Federal do Pará; Bolsista de Produtividade CNPq, exerce suas atividades acadêmicas na Faculdade de Psicologia, Programa Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento e Programa de Pós-Graduação em Psicologia – na área de concentração: Psicologia. Orientador de mestrado e doutorado. Desenvolve pesquisas com os temas: desenvolvimento humano nos aspectos biopsicosociais, intervenções psicoterápicas, estudo sobre família e saúde mental, processos psicopatológicos e, avaliação diagnóstica dos transtornos do desenvolvimento e da personalidade com os diferentes métodos de avaliação psicodiagnóstica (testes psicológicos, entrevistas, observações, escalas de desenvolvimento e inteligência). Coordena o laboratório de desenvolvimento e saúde (LADS) que adota um caráter interdisciplinar com objetivos de discutir com os diversos saberes das ciências humanas. Os estudos são desenvolvidos a partir dos diálogos entre os modelos teóricos sistêmicos e psicodinâmicos. O LADS em relação a inserção social integra pesquisa, extensão e ensino. As pesquisas são centralizadas no desenvolvimento humano (infância, idosos e família), as atividades de extensão são desenvolvidas no Programa de Ambulatório de Ansiedade e Depressão (AMBAD) do Hospital Bettina Ferro da Universidade Federal do Pará e o ensino nas atividades de docência na graduação e pós-graduação, orientação acadêmica e supervisão de estágio. Participa da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP), no Grupo de Trabalho: Família, Processos de Desenvolvimento e Promoção da Saúde".

JÉSSICA HELENA VAZ MALAQUIAS
Psicóloga graduada pela Universidade de Brasília. Doutora em Psicologia pelo Programa de Pós-Graduação em Processos do Desenvolvimento Humano e Saúde (UnB). Mestre em Psicologia pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura (UnB). Professora Assistente do Curso de Psicologia do Centro Universitário do Distrito Federal UDF. Psicoterapeuta do Centro de Atenção à Saúde Mental ANANKE, DF, atuando nos Ambulatórios de Crianças/ Adolescentes e de Casais e Famílias. Coordenadora do Ambulatório Infantil/Adolescente e do Ambulatório de Atendimento a Casais e Famílias – ANANKÊ. Experiência em docência e em Coordenação de Curso de Psicologia junto às Faculdades Iesgo – Formosa/GO. Possui experiência em intervenção psicossocial junto a crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual. Possui interesse em modelos de atuação junto ao Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescentes para fortalecimento de famílias em situação de violação de direitos.

JONAS CARVALHO E SILVA
German Chancellor Fellow pela Fundação Alexander von Humboldt (2019). Doutor em Psicologia Clínica e Cultura (UnB) com estágio Doutoral no Departamento de Desenvolvimento Social e Emocional em Reabilitação e Educação, Faculdade de Ciências da Reabilitação, da Universidade de Dortmund (Alemanha), Mestre em Ciências do Ambiente (UFT), com mobilidade acadêmica na Universidade de Múrcia (Espanha), no Mestrado acadêmico de gênero e igualdade. Psicólogo pelo Centro Universitário Luterano de Palmas (2010), com intercâmbio acadêmico na Universidade Católica de Louvain (Bélgica) na Pos-graduação treinamento Universitário cooperação Norte-Sul. Realizou estágio pós doutoral no mestrado em psicologia do Centro Universitário de Brasília, na linha de psicologia jurídica. É membro do GT da ANPEPP "Família, processos de desenvolvimento e saúde". Desenvolve pesquisas de campo e revisões da literatura científica nas áreas da psicologia clínica: comunitária e jurídica.

JOSIMAR ANTÔNIO DE ALCÂNTARA MENDES
Atualmente é estudante de doutorado pleno no exterior pela University of Sussex, Inglaterra e com bolsa da CAPES. Tem especialização pelo Centre for Addiction and Mental Health – CAMH/Universidade de Toronto. É mestre em Psicologia Clínica e Cultura pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura – PPGPsiCC/UnB, com recorte em Psicologia Jurídica. É graduado em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília – UCB. É terapeuta individual (Psicodinâmica) e de casal e família (sistêmica). Já foi professor do curso de Psicologia, por 3 anos e meio, do Centro Universitário IESB, Brasília, DF. Também já foi Assessor Técnico da Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (SENAD), atuando junto ao Observatório Brasileiro de informações Sobre Drogas – (OBID). Já participou de pesquisas nas áreas de: família & justiça, drogadição e abuso sexual. Tem experiência no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, no Serviço de Atendimento às Famílias com Ação Cível – SERAF e no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios.

JÚLIA SURSIS NOBRE FERRO BUCHER-MALUSCHKE
Graduou-se em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1964), Mestrado em Ciências Familiares e Sexológicas – Universite Catholique de Louvain (1969) e Doutorado em Ciências Familiares e Sexológicas – Universite Catholique de Louvain (1975). Título de Psicóloga pela Universidade de Brasília (1976). Realizou Pós-Doutorado na Alemanha – Universitat Tübingen (Tubingen, 1996) e nos Estados Unidos – St Johns University (NY 1988). Professora titular da Universidade de Fortaleza. Professora emérita da Universidade de Brasília em 2006. Especialização em Terapia Familiar. Áreas de atuação em Psicologia com ênfase em Tratamento e Prevenção Psicológica, atuando principalmente nos seguintes temas: família, sexualidade, processos de desenvolvimento, promoção da saúde. Atualmente é professora no UniCEUB – Centro Universitário de Brasília nos cursos de Graduação e Mestrado em Psicologia e professora colaboradora sênior do Mestrado e Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura da Universidade de Brasília – UnB. Coordenadora do GT: Família, Processos de Desenvolvimento e Promoção da Saúde da Associação Nacional de Pesquisadores em Psicologia. Coordenadora do projeto de pesquisa: Mulheres no cárcere: maternidade, resiliência, fatores de risco e proteção com apoio do CNPq. Coordenadora do projeto de pesquisa: Mulheres encarceradas pelo tráfico de drogas com apoio da FAP-DF. Membro participante do Grupo de Pesquisa UNB/CNPq: Sistemas Complexos: Casais, Famílias e Comunidades.

LAÍSSA ESCHILETTI PRATI
Bachelor's at Psychology – Psychologist from Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Federal University of Rio Grande do Sul, 1997), bachelor's at Psychology – licenciatura from Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Federal University of Rio Grande do Sul, 1998), Ms. at Social and Institutional Psychology from Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Federal University of Rio Grande do Sul, 2004) and Ph.D. at Psychology from Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Federal University of Rio Grande do Sul, 2009). Couple and Family Therapist since 2000 from Domus – Centro de Terapia de casal e Família (Domus – Family and couples therapy center).

LANA DOS SANTOS WOLFF
Cursa doutorado na Universidade de Brasília no Programa de Psicologia Clínica e Cultura. Possui graduação em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília (2009) e Mestrado pela Universidade de Brasília (2012). Participa da pesquisa "Adolescência, violência e traumatismo: dimensões psíquicas e relacionais" que envolve o estudo de temáticas como a psicanálise, psicopatologia e métodos projetivos (Rorschach e Teste de Apercepção Temática). Trabalha na Secretaria de Saúde do DF no "Programa de Pesquisa Atenção e Vigilância em Violência" que atende homens autores de violência sexual. Tem experiência na área de Psicologia Clínica, Avaliação Psicológica e Psicoterapia.

LIANA FORTUNATO COSTA
Possui graduação em Psicologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1972), Mestrado em Psicologia pela Universidade de Brasília (1989) e Doutorado em Psicologia Clínica pela Universidade de São Paulo (1998). Atualmente é Docente Permanente do Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica e Cultura da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Relações Interpessoais, atuando principalmente nos seguintes temas: família, abuso sexual, comunidade, adolescência, exclusão social e violência sexual. É orientadora de alunos de Mestrado e Doutorado, revisora de vários periódicos nacionais. Possui pós doutorado em Psicossociologia – História de Vida, realizado na Universidade Federal Fluminense sob a orientação da Professora Doutora Teresa Cristina O. Carreteiro. Pos doutorado sobre violência sexual sob a orientação da Prof Dra Lucia de Albuquerque Williams da Universidade Federal de São Carlos, sobre abuso sexual de meninos. Prêmio Neide Castanha, 6ª edição, na categoria Produção de Conhecimento, com o Manual de Grupos Multifamiliares em parceria com a Secretaria de Saúde do Governo do Distrito Federal, em 18 maio 2016. Professora Emérita da Universidade de Brasília, título outorgado em 24 de outubro de 2016. Prêmio Neide Castanha, 8ª edição, na categoria Boas Práticas, em parceria com o Programa de Pesquisa, Assistência e Vigilância à Violência, Rede de Programa de Atenção Integral à Violência (PAV ALECRIM) da Secretaria de Saúde do Governo do Distrito Federal, em 18 maio 2018. Reconhecimento de participação no processo de certificação "Chega Mais - Selo de Qualidade de Serviços para Adolescentes" outorgado em novembro de 2018 pelo Fundo de População das Nações Unidas juntamente com a Secretaria de Estado de Saúde, a Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude e a Escola de Aperfeiçoamento do SUS.

LUCIANA DE PAULA GONÇALVES BARBOSA
Possui graduação em Psicologia pela Universidade de Brasília; Especialista em Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes pela USP/SP, com formação em Abordagem Familiar no Contexto Judicial e especialista em Psicologia Jurídica pelo Conselho Federal de Psicologia. É analista judiciária no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios/TJDFT, especialidade Psicologia, desde outubro de 2000, atuando no assessoramento a varas cíveis e de família ao longo desse tempo. Desde 2016 exercer a função de Supervisora do Núcleo de Assessoramento às Varas Cíveis e de Brasília do TJDFT.

MARCELO NUNES DE LIMA
Possui Graduação em Enfermagem. Pós-Graduado em Cardiologia, Terapia Intensiva e Atenção ao Paciente Crítico. Mestrado em Psicologia Social do Trabalho e das Organizações, na linha de pesquisa de aprendizagem e avaliação de sistemas instrucionais. Doutorado em andamento na mesma linha de pesquisa. Atualmente é Enfermeiro da Educação Permanente e Coordenador da Simulação Realística no Hospital Universitário de Brasília – HuB, Professor Voluntário da no Departamento de Enfermagem da Universidade de Brasília – UnB na Graduação e no Programa de Residência Multiprofissional em Atenção a Cardiopulmonar da Faculdade de Ciências da Saúde FS/UnB. Atuando principalmente nos seguintes temas: Urgência e Emergência, Terapia Intensiva, Cuidados Críticos e de risco, Simulação Realística, Cardiologia, Enfermagem, Suporte Básico e Avançado de Vida em Cardiologia (BLS – ACLS), Aprendizagem em Saúde, Desenho Instrucional, Taxonomias de Aprendizagem, Avaliação de Sistemas Instrucionais.

MARIA APARECIDA CREPALDI
Professora Titular Aposentada da Universidade Federal de Santa Catarina. É Professora voluntária da UFSC onde atua como docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Professora Associada da Universidade do Québec em Montréal (UQÀM) (2008-2016). Graduada em Psicologia pela Universidade de São Paulo – USP, com especialização em Psicologia Clínica Infantil pelo Hospital das Clínicas da FMRP-USP, e em Terapia Familiar e de Casal pelo Instituto de Terapia Familiar de São Paulo - ITF e Association Parisiènne de Recherche et Thérapie Familiale – APRTF, França. Mestrado em Psicologia (Psicologia Clínica) pela PUC-RJ, Doutorado em Saúde Mental pela UNICAMP, com estágio Sandwich na Universidade de Paris (Paris VI). Pós-Doutorado pela Universidade do Québec em Montreal – UQÀM. Pós-Doutorado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-USP. Título de especialista em Psicologia Clínica e e Psicologia Hospitalar (CFP). É pesquisadora do CNPq nível 1C. Docente orientadora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia-UFSC. Atuou como docente no Programa Integrado de Residência em Saúde da Família e no Programa Integrado de Residência Multiprofissional em Saúde Hospital Universitário – UFSC. Foi coordenadora do Programa de pós-graduação em Psicologia da UFSC (2011 a 2013) e subcoordenadora (2009 a 2011). Membro da Comissão Qualis Livros/Capes (2014 a 2017). Membro da Comissão de Avaliação da Quadrienal da Capes em 2017. Membro do Comitê Assessor da Área de Psicologia e Serviço Social do CNPq (2016-2019). Coordenadora do Intercâmbio Internacional de pesquisa [Departamento de Psicologia – UFSC e Departamento de Psicologia – UQÀM (Université du Québec à Montréal)] – Canadá (2007-2016). É consultora do CNSH (Conseil de Recherche en Sciences Humaines), Canadá. Tem experiência na área de pesquisa e intervenção em Psicologia da Saúde, Psicologia da Família e Terapia Individual, Familiar e de Casais.

MARIA APARECIDA PENSO
Graduada em Psicologia pela Universidade de Brasília (1984), Mestre em Psicologia Social e da Personalidade pela Universidade de Brasília (1989) e doutora em Psicologia pela Universidade de Brasília (2003). É terapeuta de Casais e Família, Membro do Conselho de Pesquisadores do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. Professora do Curso de Graduação em Psicologia onde ministra disciplinas e supervisiona estágios na área de Psicologia Jurídica, Psicologia Conjugal e Familiar e dependência Química e adolescência Professora titular do Programa de Mestrado e Doutorado em Psicologia da Universidade Católica de Brasília, onde pertence as linhas de pesquisa Sistemas familiares e Cultura e Desenvolvimento humano em contextos socioeducativos. Coordenadora do Programa de Mestrado e Doutorado em Psicologia da Universidade Católica de Brasília desde 2016. Pesquisadora na áreas de Psicologia Conjugal e Familiar, Psicologia Social Comunitária e Psicologia Jurídica, pesquisando principalmente os seguintes temas: violência intrafamiliar contra crianças, adolescentes, mulheres e idosos, Dependência química e família, relações entre dependência química, delinquência e exclusão, relações entre a psicologia e o Direito na atenção ao dependente químico e à violência, Acolhimento institucional de crianças e adolescentes Guarda Compartilhada, relação família escola, violência na escola. Pertence aos Grupos de Pesquisa SOCIUS; SAUDE MENTAL, TERAPÊUTICAS E CULTURA, Diálogos em Sociologia Clínica e Núcleo de pesquisa e intervenção: exclusão social, violência urbana e subjetividade. É membro da Associação Nacional de Pesquisadores em Psicologia (ANPEPP) onde pertence ao grupo de pesquisa Tecnologia Social e Inovação: Intervenções Psicológicas e Práticas Forenses contra Violência. Pós-Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal Fluminense com prof. Dra Teresa Cristina O. Carreteiro.

MÍRIAN DANIELA MATOS CAMPOS ANDRADE
Mestrado em Psicologia. Para mais, Especializações Lato Sensu em Psicopedagogia Institucional e Clínica, Atendimento Educacional Especializado, Gestão Escolar, Educação Infantil e Ensino Fundamental – Anos Iniciais. Por fim , concluiu graduação em Pedagogia onde cursou Magistério em Anos Iniciais, Magistério em Educação Especial – Deficiência Mental e Orientação Educacional pela Universidade de Brasília (UNB). Além disso, desempenhou a função de orientadora educacional na escola Brasília na cidade Gama do Distrito Federal (DF), atuou como professora de educação infantil no Serviço Social do Comércio (SESC) onde exerceu posteriormente o cargo de coordenadora pedagógica e orientadora educacional nas unidades da cidade Gama e Taguatinga Norte (DF). Ainda, desempenhou a função de coordenadora pedagógica no ensino fundamental – anos iniciais e finais em escola de Tempo Integral do Serviço Social da Indústria (SESI), localizada em Taguatinga Norte (DF) onde também exerceu a função de Gerente de Educação do Ensino Fundamental Integral e Parcial, Ensino Médio Articulado e Educação de Jovens e Adultos. Ademais, foi professora de Curso Preparatório para Concurso Público pelo IP em Taguatinga Sul (DF). Professora nos cursos de graduação ( licenciaturas e bacharelados) nas faculdades JK das cidades Gama e Santa Maria (DF) e também na UNIDESC na cidade Ocidental de Goiás (GO). Ainda, exerceu o cargo de professora especialista em sala de recursos generalista, cargo efetivo, na Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF) onde também lecionou em Turmas Inclusivas de Alfabetização e Classe Especial. Ademais exerceu o cargo de Coordenadora da Educação Especial da Regional de Ensino do Gama / SEEDF, ministrou disciplinas no curso de Psicologia e Pedagogia na Faculdades Integradas da União Educacional do Planalto Central – UNICEPLAC onde também foi membro do Núcleo Estruturante do Curso de Pedagogia (NDE). Ainda, ministrou disciplinas nos cursos nas áreas de deficiência mental e psicopedagogia pelo Instituto Éthikos de Educação, realizou palestras, oficinas, consultoria, formação de pais e professores em escolas públicas e privadas. Atualmente atua na Coordenação Intermediária das Escolas Classes da Regional de Ensino do Gama.

MONIQUE GUERREIRO DE MOURA
Possui graduação em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília (2007) e com Mestrado Profissional em Ciências da Saúde – ênfase em Saúde do Idoso e da Mulher (2013-2015). Atualmente é servidora pública da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal com atuação em Hospital Regional atuando como psicóloga. Tem experiência na área de Psicologia, atuando principalmente nos seguintes temas: violência, políticas públicas, neuropsicologia, envelhecimento, saúde da mulher, intervenção em crise, educação à distância, dependência química.

REBECCA RIBEIRO MUCCI
Possui graduação em Psicologia pela Universidade de Brasília Mestre em Psicologia pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura da Universidade de Brasília (2004). Pós-Graduação Latu sensu em Terapia Familiar e de Casais pelo INTERPSI /PUC-GO (2010). É analista Judiciária do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, especialidade Psicologia, desde agosto de 2000, atuando no assessoramento a varas cíveis e de família ao longo desse tempo. Supervisora do Núcleo de Perícias Judiciais do TJDFT.

SAMIA MARCIA ARAUJO MONTEIRO PIRES
Possui Graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará. Mestre em Teoria e Pesquisa do Comportamento pelo Programa de Pós Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento da Universidade Federal do Pará (PPGTPC-UFPA) na área da Análise de Redes Sociais e Família de crianças com Deficiência (Psicologia do Desenvolvimento). Doutoranda em Teoria e Pesquisa do Comportamento, no referido programa, nas áreas da Análise de Redes Sociais, Redes de Sintomas, TDAH e Adolescência (Psicologia do Desenvolvimento) . Especialista pela Universidade de São Paulo na área da Violência Doméstica contra Crianças e Adolescentes (Psicologia do Ensino e da Aprendizagem). Especialista em Gestão de Pessoas pelo Centro Universitário UNITOLEDO. Atualmente servidora pública licenciada da SECULT e atua também como Psicóloga Clínica.

SAULO DE JESUS COSTA
Possui graduação em Psicologia pela UNIDF . É psicólogo clínico e atua na Secretaria de Saúde de Planaltina de Goiás/GO.

SÉRGIO ALBERTO BITENCOURT MACIEL
Possui graduação em Psicologia pelo UNICEUB. Especialização em Abordagem Familiar no Contexto Judicial pela UNB. Especialista em Psicologia Clínica pelo CFP. Psicodramatista e Terapeuta Familiar e Conjugal pelo INTERPSI. Atua em consultório particular e é servidor do TJDFT. Atualmente exerce a função de Coordenador Substituto da Coordenadoria Psicossocial Judiciária do TJDFT.

SILVIA RENATA LORDELLO
Possui graduação em Pedagogia pela Universidade de Brasília (1990), graduação em Psicologia pela Universidade de Brasília (1995), mestrado em Psicologia pela Universidade de Brasília (1997) e doutorado em Psicologia Clínica e Cultura pela Universidade de Brasília (2013). Atualmente é professora adjunta do Departamento de Psicologia Clínica da Universidade de Brasília e integra a equipe do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura na Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Psicologia Familiar, atuando principalmente nos seguintes temas: juventude, adolescência, saúde mental, saúde e desenvolvimento psicológico. É membro do GT Juventude, Resiliência e Vulnerabilidade. da ANPEPP. Atualmente, é coordenadora do Centro de Atendimento e Estudos Psicológicos (CAEP), serviço-escola da UnB e também coordena o Laboratório de Família, Grupo e Comunidade na UnB.

SÍLVIO SEGUNDO SALEJ HIGGINS
Possui graduação em Filosofia pela Pontificia Universidad Javeriana (Santa Fé de Bogotá, Colômbia-1991) e mestrado em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina (2003). Doutor em Sociologia pela Universidade de Paris Dauphine (França) e em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina (Brasil) no âmbito do Colégio Doutoral Franco-Brasileiro – CAPES, Ministério da Educação do Brasil e Ministère de l'Éducation National (France). Tese defendida em maio de 2008. Tem experiência profissional na área do Desenvolvimento Regional, com ênfase em sistemas produtivos locais, organização da produção e sistemas de participação cidadã. Foi coordenador da Pós-Graduação em Sociologia da UFMG. Atua, principalmente, nos seguintes campos de pesquisa: capital social sob a óptica de redes sociais, políticas públicas, construção de qualidade em mercados agroalimentares. Lidera o Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Análise de Redes Sociais (GIARS) – Certificado UFMG – CNPq – Professor Associado – Dpto de Sociologia – UFMG.

SIMONE DILL AZEREDO BOLZE
Doutora em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC – 2016). Mestre na área de Processos Psicossociais, Saúde e Desenvolvimento Psicológico (UFSC – 2011). Possui graduação em Psicologia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS – 2005) e especialização em Psicologia Clínica (Familiare Instituto Sistêmico – 2013). Atuou como psicóloga na Saúde Pública, no Programa de Saúde da Família e na Sociedade Civil Hospital Sarmento Leite (RS – 2005/2007).Tem experiência como coordenadora de curso de extensão (UNISINOS – 2006/2007). Terapeuta Relacional Sistêmica. Professora de cursos de Graduação (Anhanguera – 2018) e de Pós-Graduação em Educação, Diversidade e Redes de Proteção Social (UNIDAVI – 2014/2015) e em Terapia Familiar e Sistêmica (UNOESC – 2016/2018). Professora do curso de especialização em Psicologia Clínica (Familiare Instituto Sistêmico – 2016/2018). Diretora de pesquisa e extensão da Associação Catarinense de Terapia Familiar – ACATEF (2018/2020). Foi contemplada com bolsa Capes para o Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior, tendo realizado estágio no Département de Psychologie da Université du Québec à Montréal, no Canadá (2014).

SIMONE SOUZA DA COSTA SILVA
Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (1994), mestrado em Psicologia nesta mesma instituição (2001) e doutorado em Psicologia pela Universidade de Brasília (2006 e pós doutora em Ciências da Reabilitação pela Universidade de Dortmund – Alemanha (2012) . Durante o mestrado, investigou a relação mãe-criança na situação de banho, no doutorado ampliou seu foco e investigou a estrutura e dinâmica das relações familiares em uma comunidade ribeirinha da Amazônia. Atualmente é professora e diretora adjunta do Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento (NTPC/UFPA) onde ocupa o cargo de Diretora Acadêmica da Unidade, além de atuar no Programa de Teoria e Pesquisa do Comportamento (PPGTPC). Além das atividades desenvolvidas no PPGTPC atua na faculdade de psicologia e no Programa de Pós-Graduação em Segurança Pública (PPGSP). Nos últimos anos desenvolveu pesquisas com famílias ribeirinhas e coordenou grupo de pesquisa que investigou os impactos gerados pelo Programa Bolsa Família (PBF). O interesse por famílias excluídas socialmente como as ribeirinhas e pobres se ampliou com os trabalhos sobre famílias de crianças com alteração de desenvolvimento. Este interesse se expressa na orientação de alunos de pós-graduação. Em termos gerais, seus principais temas de investigação são: desenvolvimento, família, alteração de desenvolvimento, estresse, relações parentais e co-parentais e resiliencia familiar.

THOMAS ORMEROD
Doutor em Psicologia pela Universidade de Sunderland, Reino Unido.
Atualmente é professor do curso de Psicologia da Universidade de Sussex, Reino Unido.

UBIRACELMA CARNEIRO DA CUNHA
Doutoranda no Programa de Psicologia Clínica da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). Mestre em Psicologia Clínica (UNICAP – 2018). Especialista em Clínica Psicossocial pelo Centro Universitário da Vitória de Santo Antão (UNIVISA – 2017). Bacharel em Psicologia pela UNIVISA (2014.2). Psicóloga voluntária no Serviço de Atendimento ao Idoso (SAI/UNICAP). Docente do departamento de Psicologia na UNIVISA. Experiência profissional na área social como psicóloga no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). Coordenadora do Grupo Intergerações – Projeto de Extensão Comunitária (UNIVISA). Membro do Grupo de Pesquisa na Linha Família, Saúde e Interação Social (LAFAM/UNICAP). Membro associado da Associação Brasileira de Gerontologia (ABG) - ABG.655. Temas de interesse: idosos, neuropsicologia do envelhecimento, relações intergeracionais, família, lares multigeracionais e solidariedade intergeracional.