Capa do livro: CLÍNICA POLÍTICA, ARTE E CULTURA:<br> subjetividades e a produção dos fascismos no contemporâneo <br>Coleção Transversalidade e Criação – Ética, Estética e Política. <br>Volume 8

CLÍNICA POLÍTICA, ARTE E CULTURA:
subjetividades e a produção dos fascismos no contemporâneo
Coleção Transversalidade e Criação – Ética, Estética e Política.
Volume 8

Autores: Flávia Cristina S. Lemos -Dolores Galindo - Pedro Paulo G. de Bicalho - Paulo de Tarso R. de Oliveira - Leandro P. Reis Júnior - João Paulo P. Barros - Ataualpa M. Sampaio - Jéssica Modinne de S. e Silva (organizadores)

livro impresso
de R$ 98,00 por
livro digital
de R$ 98,00 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

O Brasil atual está repleto de paradoxos e retrocessos nas políticas públicas e, em especial, na esfera da educação e da pesquisa vem sofrendo fortes ataques, os quais desmontam uma política científica e educacional que estava em franco avanço progressista e democrático. A precarização do trabalho docente e o retorno de lógicas meritocráticas e excludentes dá um tom de perplexidade e receios face ao passado sombrio de autoritarismos e ditaduras na realidade brasileira republicana. Com efeito, esta coletânea é um trabalho de fôlego e de significativo esforço de trabalhadores e trabalhadoras da educação e da pesquisa, da extensão e do ensino voltados ao desejo de fazer pensar e pensar de tal modo que seja possível construir outros mundos mesmo diante das profundas crises e rupturas vividas em tempos tão precários e complexos. Que a coragem e os afetos disparados nesta coletânea possam criar mais potência inventiva e de incitação micropolítica de desejos para a composição de fazeres com intensa alegria e solidariedade que só pensadores(as) generosos(as) podem ter e cultivar!

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-85-444-4092-6
DOI: 10.24824/978854444092.6
Ano de edição: 2019
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 586
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

CLÍNICA POLÍTICA, ARTE E CULTURA:<br> subjetividades e a produção dos fascismos no contemporâneo <br>Coleção Transversalidade e Criação – Ética, Estética e Política. <br>Volume 8

Autores

ALCINDO ANTÔNIO FERLA
Médico, doutor em educação. Professor dos Programas de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (UFRGS), Psicologia (UFPa) e Saúde da Família (UFMS).

ALDEMAR FERREIRA DA COSTA
Mestrando em Psicologia no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Ceará (UFC). Fortaleza/Brasil.

ALINE CAMPOLINA ANDRADE
Graduanda de Psicologia - Universidade Federal de São João Del-Rei.

ALUÍSIO FERREIRA DE LIMA
Psicólogo com Pós-Doutorado, Doutorado e Mestrado em Psicologia (Psicologia Social) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), Especialista em Saúde Mental pela Universidade de São Paulo (USP) e Especialista em Psicologia Clínica pelo Conselho Regional de Psicologia (CRP/11). É Professor Associado I do Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Ceará/UFC, credenciado como Professor Permanente (M/D) do Programa de Pós-Graduação em Psicologia e do Mestrado Profissional em Saúde da Família UFC/FIOCRUZ/RENASF). Colabora como Professor no Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo/USP. É atualmente Bolsista de Produtividade em Pesquisa (PQ-2) do CNPq  Líder do PARALAXE: Grupo Interdisciplinar de Estudos, Pesquisas e Intervenções em Psicologia Social Crítica UFC; Colaborou como Professor Investigador Visitante no Departamento Interfacultativo de Psicología Social da Universidad Complutense de Madrid - UCM/Espanha (Nov/Dez de 2012) e no Programa de Fundamentos Históricos y Políticos de las Prácticas Psicológicas del Instituto de Fundamentos y Métodos en Psicología da Universidad de la Republica? UDELAR/Uruguai (Ago/Set 2013 e Nov/Dez de 2011). Foi bolsista de produtividade pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP).

ANA CARLA CIVIDANES FURLAN SCARIN
Possui graduação em Psicologia pela Universidade Estadual de Londrina (1993), mestrado em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2003) e doutorado em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2008). Pós-doutorado pela Universidade de São Paulo - Instituto de Psicologia - São Paulo. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia do Desenvolvimento Humano e Epistemologia da Psicopatologia, atuando principalmente nos seguintes temas: aprendizagem, cotidiano escolar, escola, educação, desenvolvimento sócio-moral, psicologia clínica (abordagem psicanalítica), psicopatologia, patologização, medicalização e saúde mental.

ANNA AMÉLIA DE FARIA
Pós-doutora em Artes Visuais pelo Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade de Brasília, em 2013. Doutora em Letras e Linguística “Documentos da Memória Cultural” pela Universidade Federal da Bahia, em 2009. Mestre em Comunicação pela UnB (2003). Graduada em psicologia, em 2005 pela Universidade São Marcos. Professora Adjunta do Curso de Psicologia da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Professora do do Mestrado Profissional Psicologia e Intervenções em Saúde, da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, EBMSP. Psicanalista. Área de atuação: psicanálise de orientação lacaniana.

ANNA KAROLLINA SILVA ALENCAR
Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia – PPGP da Universidade Federal de Goiás (2018). Possui Bacharelado e Licenciatura em Psicologia pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás – UFG (2014). É professora do ensino básico e do ensino superior, no curso de Psicologia.

ATAUALPA MACIEL SAMPAIO
Graduado em psicologia e Mestre em Psicologia Social pela UFMG. Foi professor da Sociedade de Ensino Superior de Patos de Minas (SESPA), Centro Universitário de Patos de Minas (UNIPAM) e Faculdade Patos de Minas (FPM). Trabalhou como psicólogo do CAPS 2 e atualmente desenvolve trabalho como psicólogo do NASF 03 nas equipes da ESF de Patos de Minas e Governo do Distrito Federal.

AYUMI GABRIELA DOMINGUES
Graduanda de Psicologia-UFPA.

BÁRBARA COSSETTIN COSTA BEBER BRUNINI
Psicóloga graduada pela Universidade Paranaense – UNIPAR. Especialista em Adolescência pela PUC do Paraná. Especialista em Programa Saúde da Família pela UFG - Universidade Gama Filho. Mestre em Ciências da Educação pela UTCD. Mestre em Psicologia e Sociedade pela UNESP/ Assis. Doutoranda em Psicologia pela UEM – Universidade Estadual de Maringá. Atualmente é docente da Universidade Paranaense. Psicóloga da Prefeitura Municipal de Icaraíma onde exerce nas áreas de Psicologia em saúde pública e Psicologia jurídica. Tem experiência na área de Psicologia com ênfase em Psicologia e Saúde Pública, Diversidade, Feminismo e Psicologia Jurídica, atuando principalmente nos seguintes temas: psicologia e saúde pública, diversidade e direitos humanos, feminismos e psicologia jurídica. Professora de Pós-graduação. Colunista do Jornal Caderno Jurídico.

CAMILA DOS SANTOS LEONARDO
Mestranda em Psicologia no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Ceará (UFC). Fortaleza/Brasil.

CAROLINA VENTURA SILVA
Graduanda em Psicologia na Universidade Federal do Pará, 10º período. Tem experiência em estimulação neuropsicológica de crianças com paralisia cerebral. É estagiária no Hospital Bettina Ferro de Souza, dentro do projeto de Ambulatório de Ansiedade e Depressão (AMBAD), onde desenvolve atendimentos de psicoterapia com supervisão. Foi bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica do CNPQ (PIBIC - CNPq). Membro do Laboratório de Desenvolvimento em Saúde (LADS-UFPA) onde desenvolve pesquisas nas seguintes áreas: desenvolvimento e temperamento de bebês em contextos institucionais (abrigo, cárcere e creche), avaliação psicológica, psicopatologia e arteterapia.

CÉLIA RASTUNIAK
Doutora em Educação pela Universidade Federal do Paraná (2019). Realizou estágio de doutorado sanduiche na Universidade de Lille 3, França, sob orientação do professor Philippe Sabot. Mestra em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2012). Graduada em Psicologia pela Associação Catarinense de Ensino (2001). Graduada em Pedagogia pela Universidade do Contestado (2018). Tem experiência profissional e acadêmica na área de Psicologia e Educação, nos seguintes temas: processos de exclusão e expulsões compulsórias, produção de contextos que favorecem a aprendizagem, pensamento foucaultiano e interseccionalidade entre raça, gênero e desigualdade econômica.

CELSO FRANCISCO TODIN
Possui graduação em Psicologia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1991), mestrado em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001) e doutorado em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2013). Atualmente é professor adjunto e chefe do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei, atuando na graduação e pós-graduação. Participa do Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e do Grupo de Pesquisa Conhecimento, Subjetividade e Práticas Sociais. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia e Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: psicologia escolar e educacional, políticas educacionais, violência escolar, desigualdades e diversidades, inclusão escolar, fracasso escolar, dificuldades do processo de escolarização.

CINTHYA CAMYLA DA SILVA
Discente do Curso de Psicologia da Universidade Paranaense – UNIPAR, Unidade Campus SEDE.

CIRO CESAR DA SILVA LOPES
Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará (PPGP/UFPA), na linha de pesquisa: Psicanálise: teoria e clínica. Graduado em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (2017). Possui graduação em Licenciatura em Música pela Universidade Federal do Pará (2009). Tem interesse em Psicologia Clínica, Psicanálise, Psicologia Social e Educação. Participa do grupo de pesquisas Subjetivação, Conflito e Cultura (UFPA) registrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ.

CLARISSA MENDONÇA CORRADI-WEBSTER
Professora Doutora do Departamento de Psicologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Coordenadora do Laboratório de Ensino e Pesquisa em Psicopatologia, Drogas e Sociedade (LePsis).

CRISTIANA NELISE DE PAULA ARAUJO
Mestre em Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Membro do Laboratório de Ensino e Pesquisa em Psicopatologia, Drogas e Sociedade (LePsis).

DALGUALBERTO BARBOZA DA SILVA
Mestrando em Psicologia no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Ceará (UFC). Fortaleza/Brasil.

DAMIÃO SOARES DE ALMEIDA SEGUNDO
Doutorando em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Porto Alegre/Brasil.

DOLORES GALINDO
Possui Pós-Doutorado (2015-2016), Doutorado (2006) e mestrado (2002) em Psicologia Social pela Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), com Doutorado Sanduíche na Universidade Autônoma de Barcelona (2004). Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em 1999. Atua como Professora Permanente dos Programas de Pós-Graduação em Psicologia e Cultura Contemporânea da Universidade Federal de Mato Grosso. Foi vice-coordenadora e posteriormente Coordenadora do Programa de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) em Estudos de Cultura Contemporânea. Na graduação, atua como Docente do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Mato Grosso (2013-2014). Lidera o Grupo de Pesquisa Ciências, Tecnologias e Criação (LABTECC). Foi da Diretoria Nacional da Associação Brasileira de Psicologia Social – ABRAPSO (2016-2017), Conselheira Alterna da ULAPSI (2016-2017) e integrou a Coordenação da Red Latinoamericana de posgrados en estudios sobre la cultura - ReLaPec (2014-2016). Compõe o GT Conhecimento, Subjetividade, Práticas Sociais da ANPEPP.

DOMENICO UHNG HUR
É psicólogo, mestre e doutor em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo (USP), com estágio doutoral na Universitat Autònoma de Barcelona/Catalunya, e pós-doutoral na Universidad de Santiago de Compostela/Espanha. Professor associado de Graduação e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Goiás (UFG). Professor convidado do mestrado em Psicologia Social e doutorado em Ciência Sociais da Universidad Pontificia Bolivariana (Medelin/Colômbia). Secretário de Pesquisas da Associação Iberolatinoamericana de Psicologia Política. Bolsista de Produtividade em Pesquisa (PQ-2) do CNPq.

EMANUEL MESSIAS AGUIAR DE CASTRO
Possui graduação em Psicologia pela Universidade Estadual do Ceará (2014) e mestrado em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC) (2017). Atualmente, cursa doutorado na Universidade Federal do Ceará sob orientação do professor doutor Aluísio Ferreira Lima. Trabalhou como Professor Temporário da Universidade Estadual do Ceará (2018-2019). É coordenador e professor do curso de Psicologia da Faculdade Princesa do Oeste (FPO).

EVELYN FIGUEIRA LIMA RUAS
Mestre em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, tendo apresentado dissertação de mestrado intitulado; Religiosidade de pacientes evangélicos nas percepções de psicólogos em contextos hospitalar e em CAPS? Formada em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, tendo apresentado trabalho de conclusão de curso intitulado Religiosidade nos contextos hospitalar e de serviços de saúde mental: percepções e experiências de psicólogos/as. Faz parte do grupo de pesquisas da Universidade Católica de Brasília, na condição de colaboradora, nas pesquisas; Religiosidade do Imigrante: Sintoma ou Saúde? Investigação com profissionais de saúde mental brasileiros e portugueses/RISS; Religiosidade e espiritualidade no contexto hospitalar: percepções e experiências de equipes multiprofissionais em saúde/RESCH e Saúde Mental nos Centros de Atenção Psicossocial: percepções dos profissionais quanto ao papel da religiosidade/RESM-CAPS, coordenadas pela Profa. Dra. Marta Helena de Freitas, Universidade Católica de Brasília.

FLÁVIA CRISTINA SILVEIRA LEMOS (UFPA)
Possui graduação em Psicologia/UNESP (1999). Mestre em Psicologia e Sociedade/UNESP (2003). Doutora em História Cultural/UNESP (2007). Realizou pós-doutorado em Psicologia e Subjetividade, na UFF. É professora associada II, na Graduação e no Programa de Pós-graduação em Psicologia/UFPA. Foi professora colaboradora no Programa de Pós-graduação em Educação/UFPA. Integra a Comissão de Direitos Humanos do Conselho Federal de Psicologia (2017-2019). Foi coordenadora do Programa de Pós-graduação em Psicologia/UFPA (gestão 2011-2013). É Bolsista de Produtividade do CNPQ-PQ-2, desde 2013. Integra o GT ANPEPP Psicologia Política. Compõe o GT Deleuze da ANPOF. Foi membro da Diretoria Nacional da ABRAPSO (2016-2017). Integra a Diretoria Nacional da ABEP (2017-2019).

FLÁVIA DE ABREU LISBOA
Possui Graduação em Psicologia pela UFRJ (Conclusão em Janeiro de 2012), Pós-Graduação (Especialização) em Psicologia Jurídica na UERJ (Conclusão em Setembro de 2016), Mestrado em Psicologia pelo Programa de Pós Graduação em Psicologia da UFRJ, orientador do Prof.Dr. Pedro Paulo Bicalho (Conclusão em Março de 2018) e teve ingresso no Doutorado em Psicologia pelo mesmo Programa e com mesmo orientador (início em abril de 2018 - atual). Teve participação no Programa Justiça Comunitária da Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro. Equipe Interdisciplinar (Psicologia, Serviço Social e Direito) no núcleo de Manguinhos, com atuação de mediação de conflito (Abril de 2012 a Dezembro de 2013). Teve participação na ONG Agência de Redes Para Juventudes como mediadora cultural, no núcleo do Batan (Agosto a Dezembro de 2015) e como tutora de projetos artísticos e culturais de jovems de origem popular (Janeiro à Abril 2016). É psicóloga do Departamento Geral de Ações Socioeducativas - Desde 2013. Atuação no Centro de Capacitação Profissional (CECAP/CECEL) (Setembro de 2013 a Outubro de 2015). Atuação na unidade CENSE Gelso de Carvalho Amaral (De Outubro 2015 - atual).

FLÁVIA DE BASTOS ASCENÇO SOARES
Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia - PPGP da Universidade Federal de Goiás (2018). Possui Licenciatura em Artes Cênicas pela Escola de Música e Artes Cênicas - EMAC da Universidade Federal de Goiás – UFG (2016). É atriz, pesquisadora e produtora do LABORSATORI – Núcleo Multidisciplinar de Pesquisa nas Artes da Cena.

GILSON MORAES DA COSTA
Professor Adjunto do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Mato Grosso (Campus Universitário do Araguaia). Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea (ECCO-UFMT); Mestre em Estudos de Linguagem. É documentarista e desenvolve projetos de produção audiovisual em parceria com movimentos sociais e povos indígenas.

GIOVANA HARTMANN DE SOUZA
Discente do Curso de Psicologia da Universidade Paranaense - UNIPAR, Unidade Campus SEDE.

HELLEN MACIEL SANTANA
Psicóloga pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP). Mestranda em Tecnologias em Saúde pela EBMSP. Participante do Grupo de Pesquisa: Psicologia, Diversidade e Saúde na linha de Pesquisa Memória, Cultura e Subjetividade. Realiza estudos e pesquisas na área de Psicologia Social e no campo da saúde. Atuação na Clínica de Psicologia da EBMSP. Pós-graduada da Especialização Lato Sensu em Gestalt-Terapia, promovida pelo Instituto de Gestalt-Terapia da Bahia (IGTBA).

HEVELLYN CÔRREA
Professora Adjunta da Universidade Federal do Pará. Psicanalista. Doutora em Teoria Psicanalítica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, com estágio de Doutorado Sanduíche na Université Paris VII – Paris Diderot (2017); Mestre em Teoria Psicanalítica também pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (2014); Psicóloga graduada pela Universidade Federal do Pará - UFPA (2011). Detém interesse nas áreas de Psicanálise, Literatura e Teatro; feminino na psicanálise; diversidade sexual e maternidade.

JAMES FERREIRA MOURA JÚNIOR
Professor da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB) e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Ceará (UFC).

JANARI DA SILVA PEDROSO
Psicólogo. Mestrado (UFPA/NAEA). Doutor em Ciências: Desenvolvimento Socioambiental (Universidade Federal do Pará-UFPA/NAEA). Pós-Doutorado em Psicologia (Universidade Católica de Brasília). Professor Associado 3 da Universidade Federal do Pará, Faculdade de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP), Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento (PPGTPC). Coordena o Laboratório de Desenvolvimento e Saúde – LADS/UFPA. Bolsista Produtividade CNPq-nível 2.

JÉSSICA MODINNE DE SOUZA E SILVA
Doutoranda e Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP) da Universidade Federal do Pará (UFPA) e graduada em Psicologia/Formação do Psicólogo pela mesma instituição. Tem experiência e ênfase em Psicologia Social, tanto na área de pesquisa, quanto na vivência em docência. É pesquisadora do grupo de estudos Transversalizando (UFPA). Docente do curso de psicologia e responsável pelo Núcleo de Atendimento Psicopedagógico da Faculdade Estácio de Sá (Belém-PA). Integra a Comissão de Gênero do Conselho Regional de Psicologia da 10° Região (CRP/10). Trabalha com os seguintes temas para pesquisa: saúde mental e saúde da mulher na Amazônia; gênero; internet, redes sociais e discursos midiáticos; estudos e métodos foucaultianos; psicanálise e esquizoanálise; Decolonialismo; Psicologia Social; Psicologia Política; relações raciais, de classe e de sexualidade. É educadora popular e psicóloga no Cursinho Popular da Rede EMANCIPA-PA. Atua também como artista visual, usando as técnicas de colagem digital, desenho e pintura para compor ilustrações, charges e quadrinhos. Membro do coletivo M.AR. – Mulheres Artistas Paraenses.

JOÃO PAULO NOGUEIRA DA SILVA
Atualmente trabalha como Pesquisador na Universidade Federal de Alagoas – UFAL, na área de Poços de Petróleo. Já trabalhou por 9 anos como Engenheiro de Petróleo na empresa Petróleo Brasileiro S.A. (PETROBRAS). Tem experiência na área de Engenharia de Poços, com ênfase em Revestimento e Completação de Poços. Já trabalhou na área de Mecânica das Estruturas, atuando principalmente com Mecânica Computacional, desenvolvendo softwares de engenharia.

JOÃO PAULO PEREIRA BARROS
Professor Adjunto do Departamento de Psicologia e Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Ceará (UFC). Coordenador do VIESES: Grupo de Pesquisas e Intervenções sobre Violência, Exclusão Social e Subjetivação.

JÚLIO CÉSAR REQUIÃO
Psicólogo graduado na Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP), 2015.2. Atuação com foco em Psicologia Clínica embasada na Abordagem Centrada na Pessoa (ACP).

LEANDRO ROBERTO NEVES
Possui graduação em Psicologia pela Universidade de Taubaté (1998), mestrado em Gestão e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Taubaté (2004) e doutorado em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo (2013). Atualmente é docente/pesquisador da Universidade Federal Fluminense. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia Social, Psicologia Ambiental, Psicologia das Emergências e Desastres atuando principalmente nos seguintes temas: cidades, políticas públicas, território, educação, projeto interdisciplinar e cultura.

LEILA CRISTINA DA CONCEIÇÃO SANTOS ALMEIDA
Doutora em Educação e Mestra em Psicologia Social pela Universidade Federal do Pará. Possui Especialização Lato Sensu em Psicologia Educacional com ênfase em Psicopedagogia Preventiva pela UEPA (2011), graduação em Pedagogia pela Universidade da Amazônia (2003) e graduação em Filosofia pela Universidade Federal do Pará (1998). Atualmente é Docente na Universidade da Amazônia e Técnica em Educação da Secretaria de Estado de Educação do Pará atuando como Secretária da Câmara de Educação Superior no Conselho Estadual de Educação CEE/PA. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Formação Docente, Psicologia da aprendizagem e Coordenação Pedagógica.

LUANA CHAVES MARTINS
Pedagoga e Mestre em Educac?a?o (Universidade de Brasi?lia - UnB). Servidora Pu?blica (Pedagoga) na Diretoria de Desenvolvimento Social do Decanato de Assuntos Comunita?rios da UnB.

LÚCIA HELENA DA SILVA ALVES
Doutora em Psicologia Clínica pela PUC/SP, com a tese “Um estudo psicanalítico sobre o trauma e o sofrimento psíquico em situação de violência”, 2017, que contou com o apoio do CAPE, este artigo constitui o segundo capítulo da tese. Atuo como psicóloga clínica na Polícia Civil do Estado do Pará e no PROPAZ/IML/Secretaria de Saúde Pública do Pará.

LUCIANA DA SILVA SANTOS
Docente do curso de Psicologia da Universidade Católica de Brasília (UCB) e professora colaboradora do curso de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia da mesma instituição. Doutora (2014) e Mestre (2008) pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura da Universidade de Brasília. É graduada em Licenciatura Plena (2003) e Formação em Psicologia (2004) pela Universidade Federal da Paraíba. É coordenadora da pesquisa “Violência(s) contra as mulheres donas-de-casa: Ausência de direitos e impactos na saúde mental – VISMM, financiada pela Fundação de Apoio à Pesquisa (FAP-DF). Psicoterapeuta fenomenológica-existencial, formadora de psicoterapeutas e supervisora com enfoque em teorias humanistas e saúde mental. É responsável técnica pela Afethos – Espaço Terapêutico (Clínica e Centro de Formação em Psicologia). Tem formação e experiência em Psicologia Clínica (individual, família e grupo). Sua atuação profissional envolve, principalmente, temas correlatos à Psicologia Clínica, Psicoterapia Fenomenológica-Existencial, saúde mental, cultura e subjetividade, gênero e sistemas complexos. (Texto informado pelo autor).

LUIS FERNANDO DE SOUSA BENÍCIO
Professor Substituto no Departamento de Psicologia da Universidade Estadual do Ceará. Doutorando em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Fortaleza/Brasil.

MÁRCIA ELENA BOTELHO SOARES
Graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (1993), especialização em Saúde Pública pela Universidade do Estado do Pará (1998), Mestrado em Psicologia Clínica e Social pela Universidade Federal do Pará (2007) e Doutoranda em Psicologia pela Universidade Federal do Pará, linha de pesquisa: Fenomenologia - teoria e clínica. Atuou como docente na Universidade da Amazônia. Atualmente é professora da Faculdade de Psicologia da Universidade Federal do Pará com experiência na coordenação técnica da Clínica de Psicologia da UFPA.

MARILDA CASTELAR
Doutora em Psicologia Social pela PUC-SP - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Mestre em Multimeios pela UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas e graduação em Psicologia pela PUC Campinas - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Professora Adjunta no Curso de Psicologia e no Mestrado em Tecnologias em Saúde e no Mestrado Profissional em Psicologia e Intervenções em Saúde, na EBMSP - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Coordena o Grupo de Pesquisa Psicologia, Diversidade e Saúde e o Grupo de Estudos sobre Psicologia e Relações Raciais. Atua também como Editora Científica Revista Psicologia Diversidade e Saúde.

MARILENE PROENÇA REBELLO DE SOUZA
Professora Titular da Universidade de São Paulo (2015). Psicóloga, graduada em Psicologia pela Universidade de São Paulo (1978). Mestrado, Doutorado e Livre-Docência em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (1991, 1996 e 2010, respectivamente). Docente e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano no Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (1997-atual) e Coordenadora do Programa de 2006 a 2014. Foi Presidente da Comissão de Pós-Graduação do IPUSP (2011-2014). Professora do Programa de Pós-Graduação Interunidades em Integração da América Latina da USP/ PROLAM-USP. Coordena o Laboratório Interinstitucional de Estudos e Pesquisas em Psicologia Escolar – LIEPPE e é líder do Grupo de Pesquisa do CNPq Psicologia e Escolarização: políticas públicas e atividade profissional na perspectiva histórico-crítica. Professora do Curso de Graduação em Psicologia da USP. Editora Chefe da Revista Psicologia Ciência e Profissão (2002-2004 e 2011-2013, Avaliação Qualis Periódicos A2). Editora da Revista Psicologia Escolar e Educacional (2006-2008) e Membro do Conselho Editorial da Revista Psicologia Escolar e Educacional (2009-atual, Avaliação Qualis Periódicos - A2). Membro da Diretoria da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (2002-atual) e Presidente Anterior. Conselheira do Conselho Federal de Psicologia (2002 a 2004 e de 2011 a 2013) e do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo (2005-2007 e 2008 a 2010). Vice-presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia – ANPEPP (2014-2016). Diretora do Instituto de Psicologia da USP (2016-2020). Membro do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade. Realizou Estágio Pós-Doutoral na York University, Canadá (2001-2002) e participou como Professora Visitante em 2007 (bolsa do Consulado Canadense). É Bolsista Produtividade do CNPq, nível 1C. Coordenadora do Grupo de Trabalho Psicologia e Educação da Sociedade Interamericana de Psicologia - SIP. Membro da AHILA - Associação de Historiadores Latinoamericanistas Europeus.

MARÍLIA VEIGA
Mestranda em Psicologia Clínica e Cultura, pela Universidade de Brasília (UnB). Psicóloga Forense.

MÁRIO TITO BARROS ALMEIDA
Doutorado em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da Universidade de Brasília. Possui Mestrado em Economia pela Universidade da Amazônia (2008), Graduação em Filosofia pela Universidade Católica de Brasília (1999), Graduação em Teologia pela Università Pontificia Salesiana – ROMA (ITÁLIA) (1993) e Graduação em Economia pela Universidade da Amazônia (1999). Atualmente é Docente da Universidade da Amazônia (UNAMA) e da Faculdade Católica de Belém. É professor do Plano Nacional de Formação de Educadores (PARFOR) da Universidade Federal Rural da Amazônica – UFRA. É pesquisador do Grupo de Pesquisa Transversalizando, da Universidade Federal do Pará. É Servidor Público Federal do Incra, tendo exercido o cargo de Ouvidor Agrário Regional do INCRA SR 01, na mediação de conflitos agrários.

MARTA HELENA DE FREITAS
Doutora em Psicologia pela Universidade de Brasília (2002), com Pós-Doutoramento no Department of Religious Studies, School of European Culture and Languages, University of Kent at Canterbury, UK (2011-2012) e pelo Programa Doutoral em Psicologia da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, Portugal (2014-2015). Graduada em Psicologia e Licenciatura em Psicologia (1985) e mestre em Psicologia Social e da Personalidade (1991), ambos pela Universidade de Brasília. Professora adjunto da Universidade Católica de Brasília - UCB. Tem experiência na área de Psicologia Clínica e atua como docente e pesquisadora, com produções técnicas e bibliográficas sobre os seguintes temas: psicologia da religião, tanatologia, gerontologia, Psicodiagnóstico de Rorschach, fenomenologia e formação em psicologia. Membro da Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade – UCB, na condição de Lecture. Coordenadora da Comissão Psicologia e Religiosidade; do CRP-01-DF. Coordenadora do GT Psicologia & Religião da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Psicologia – ANPEPP. Membro da International Association for the Psychology of Religion.

MAURÍCIO RODRIGUES DE SOUZA
Psicólogo (1999), Mestre em Antropologia Social (2002) pela Universidade Federal do Pará e Doutor em Psicologia (2007) pela Universidade de São Paulo, realizou estágio de Pós-Doutoramento em Teoria Psicanalítica na Universidade Federal do Rio de Janeiro (2011). É autor dos livros “A Igreja em Movimento: catolicismo carismático e identidades religiosas na Amazônia” (São Paulo: Letras à Margem, 2007) e “Experiência do Outro, Estranhamento de Si: dimensões da alteridade em antropologia e psicanálise” (São Paulo: EDUSP, 2015), bem como de capítulos e artigos publicados em livros e periódicos no Brasil e no exterior. Exerce atualmente o cargo de Professor Associado III junto ao Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal do Pará (Faculdade de Psicologia e Programa de Pós-Graduação em Psicologia), onde orienta trabalhos de Iniciação Científica, Conclusão de Curso de Graduação, Mestrado e Doutorado. Atua como líder do grupo de pesquisas Subjetivação, Conflito e Cultura (UFPA) e como pesquisador nos grupos: Constituição dos Conceitos Freudianos (UFRJ) e O Paradigma da Vida e a Crítica da Psicologia das Faculdades na Genealogia da Psicanálise (UFRJ), todos vinculados ao Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq. Detém maior experiência nas áreas de psicologia social e psicanálise, em particular nos seguintes temas: alteridade, problemas teóricos da psicanálise, psicologia das massas e inter-relações entre psicanálise e práticas socioculturais.

MELINA NAVEGANTES ALVES
Graduanda de Psicologia – UFPA.

MORGANA MOURA
Graduada em Psicologia pela UFMT, Campus Universitário de Rondonópolis. Mestre em Psicologia Social pela PUC São Paulo. Doutoranda em Estudos de Cultura Contemporânea pela UFMT, vinculada ao grupo de pesquisa Laboratório de tecnologia, ciência e criação (LabTecc). Pesquisadora colaboradora do Núcleo de Estudos sobre Drogas da Universidade Federal do Ceará. Conselheira-presidente do Conselho Regional de Psicologia da 18ª região (MT), gestão 2016-2019, também coordena a comissão de saúde do CRP18. Conselheira do CONESD – MT (Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas). Atua como psicóloga clínica e como docente pela Escola de Saúde Pública de Mato Grosso e pela Faculdade FASIPE, com experiência de atuação nos serviços socioassistenciais e na atenção em saúde mental.

NAOMA GORDON MELVILLE
Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Roraima (UFRR)

PAULA IONE DA COSTA QUINTERNO FIOCHI
Psicóloga Judiciária do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (Comarca de São Bento do Sapucaí). Psicanalista. Membro do Fórum do Campo Lacaniano de São Paulo. Graduada, Mestre e Doutora pela UNESP/Assis - SP. Facilitadora de Educação Permanente em Saúde pela ENSP/FIOCRUZ. Pesquisas e atuação na área da Educação, Formação, Saúde Pública e Psicanálise, Justiça e Psicanálise.

PAULA REY VILELA
Doutoranda em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, Mestre em Psicologia, bolsista da capes pela mesma Universidade, em 2015, na linha de pesquisa Saúde Mental e Ações Terapêuticas, sendo o eixo temático Linguagem Religião e Saúde Mental. Graduada em Psicologia pela Universidade do Estado de Minas Gerais, em 2008. Desde então, atua como psicóloga clínica e psicóloga hospitalar, dedicando-se aos estudos e a práxis da psicanálise e da fenomenologia no contexto da infância, da saúde mental e da saúde indígena. Atualmente é membro da Comissão especial de Psicologia e Povos do Cerrado do Conselho Regional de Psicologia 23ª. região.

PAULO DE TARSO RIBEIRO DE OLIVEIRA
Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (1988), Mestrado em Saúde Pública – Ensp (1998) e Doutorado em Saúde Pública – Ensp (2005). Atualmente é professor Associado II da Universidade Federal do Pará. Tem experiência na área de Saúde Coletiva e Psicologia, em que atua nos seguintes campos do conhecimento: saúde do trabalhador, sofrimento psíquico, análise institucional, política de saúde e monitoramento e avaliação. É membro da Abrasco-Associação Brasileira de Saúde Coletiva e Diretor da Rede Unida. Participa do Conselho Editorial da Revista Saúde e Debate e é membro do Centro Brasileiro de Estudos da Saúde – CEBES e membro do GT da ANPPEP de Psicodinâmica do Trabalho. É Coordenador da Rede Unida/ Região Norte e Coordenador do Programa de Pós-Graduação da UFPA.

PEDRO PAULO GASTALHO DE BICALHO
Possui graduação em Psicologia (UFF), especialização em Psicologia Jurídica (UERJ), mestrado e doutorado em Psicologia (UFRJ). Professor Associado do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia e ao Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas em Direitos Humanos. Editor de Arquivos Brasileiros de Psicologia (Qualis A2) e Editor Associado de Psicologia: Ciência e Profissão (Qualis A2). Professor Visitante do Instituto Escocês de Pesquisa em Segurança Pública da University of Dundee, do Programa de Mestrado em Psicologia Social da Universidad de la Republica do Uruguai, do Programa de Mestrado em Criminologia Aplicada da Universidad San Carlos de Guatemala e da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa. Atualmente compõe o conselho diretor da Decania do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal do Rio de Janeiro, como coordenador de integração acadêmica de extensão. Compõe, ainda, o Comitê Nacional de Prevenção e Combate à Tortura e a Comissão Permanente dos Direitos da População em Situação de Privação de Liberdade do Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH) do Ministério dos Direitos Humanos. Presidente do Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro.

RAILDA APARECIDA BARBOSA BARRETO
Mestre, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal de Goiás (UFG). Rua 235, Setor Universitário, Goiânia - Goiás – Brasil.

RENATA VILELA RODRIGUES
Psicóloga-UFMT; Mestra em Estudos da Cultura Contemporânea-UFMT. Profa no Centro Universitário de Várzea Grande (MT).

RENATO MEZAN
Professor titular do Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Clínica da PUC/SP, membro do Departamento de Psicanálise do Instituto Sedes Sapientiae (São Paulo), orientador da tese de Lúcia Helena da Silva Alves.

RICARDO PIMENTEL MÉLLO
Professor Titular do Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Ceará tanto na Graduação como na Pós-Graduação. Tese de Professor Titular (2017). Conceito de Cuidado). Pós-graduação: Pós-doutorado na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2012 – Teoria Ator-Rede); Doutorado em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2002 – Tese: Abuso Sexual Infantil); Mestrado em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1994 – Dissertação: Violência Agrária); Formação em Psicanálise no Centro de Estudos Psicanalíticos de São Paulo (2000); Especialização em Psicologia Clínica e Teoria Psicanalítica pela Universidade Federal do Pará (1992 – Monografia: Pulsão de Morte). Graduação: Formação de Psicólogo pela Universidade Federal do Pará (1986- TCC: Relações Sexistas); Bacharelado em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (1985). Realiza estudos e pesquisas sobre uso recreativo, abusivo e compulsivo de drogas/substâncias psicoativas, lícitas e/ou ilícitas.

SANDRA FRANCESCA CONTE DE ALMEIDA
Psicanalista. Doutora em Ciências da Educac?a?o e Diplomada em Psicologia Escolar (Universite? Rene? Descartes, Paris V, Sorbonne). Professora aposentada do Instituto de Psicologia da Universidade de Brasi?lia (UnB) e Professora convidada do Curso de Especializac?a?o lato sensu em Teoria Psicanali?tica do Centro Universita?rio de Brasi?lia (UniCeub).

TATIANA BICHARA
Possui graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1998) e mestrado em Psicologia Social (Núcleo Organização e Ação Social – prof. Dr. Peter Spink) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2003). É doutora em Psicologia Social pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo – IPUSP no Depto. de Psicologia Social e do Trabalho. (2014) sob a orientação da Prof. Dra. Ianni Scarcelli. É docente titular do Instituto de Altos Estudios Nacionales – IAEN – Equador (set/16-atual). Atuou como Coordenadora Geral de Pesquisa do Instituto de Altos Estudios Nacionales – IAEN – Equador (jan/17-ago/18). Atuou como docente do Programa Rede Sampa, na área de Redes de Atenção Psicossocial (maio/2015 - ago/16). Atuou como docente da graduação do Curso de Psicologia da Universidade Nove de Julho – UNINOVE – de março de 2011 a dezembro de 2014. Atuou como docente do Deptartamento de Psicologia Social e Institucional da Universidade Estadual de Londrina - UEL (2009-2010) e da Faculdade de Psicologia da Universidade Paulista – UNIP – Jundiaí (2009-2010). É fundadora e atuou como coordenadora da Oficina de Dança e Expressão Corporal (2001-2016) e foi preparadora corporal do Projeto Coral Cênico Cidadãos Cantantes (1997-2009), na Galeria Olido. Trabalhou em Projeto de Pesquisa Qualitativa sobre a Atuação dos/as Psicólogos/as nas Políticas Públicas Nacionais para o CREPOP – CFP sob a coordenação do Prof. Dr. Peter Spink, na Fundação Getúlio Vargas (2007-2009).

THAIS FONTES ANDRADE
Psicóloga formada pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP). Formada pelo Curso de Formação Teórico Vivencial em Psicoterapia infanto-juvenil pelo Gaia – Espaço Vivo de Crescimento. Mestranda em Educação pela Universidad de la Empresa (UY). Participa do Grupo de Pesquisa: Psicologia, Diversidade e Saúde e da linha de Pesquisa Memória, Cultura e Subjetividade. Esteve inserida no grupo de pesquisa EPIS: Educação, Política, Indivíduo e Sociedade: leituras a partir da pedagogia, da psicologia e da filosofia e participou da pesquisa interinstitucional: Atuação das/os Psicólogas/os nos Serviços Públicos de Assistência Social e Saúde frente à Demanda Escolar na Bahia: Concepções, Práticas e Inovações.   Bolsista FAPESB. Atualmente participa do grupo de estudo sobre relações raciais. Realiza estudos na área psicologia clínica, social e da educação.

THAÍS SELTZER GOLDSTEIN
Doutora em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (IP-USP, 2013), Mestre em Antropologia pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia (FFCH-UFBA, 2007), fez Aprimoramento em Saúde Mental Multiprofissional no Centro de Atenção Psicossocial Prof. Luís da Rocha Cerqueira (CAPS Itapeva / PIDA-USP, 2000) e graduou-se em Psicologia pelo IP-USP (1997). Atuou em diferentes instituições de Educação e Saúde, sempre buscando associar pesquisa, docência e prática profissional. Desde 2007, tornou-se docente e supervisora de estágios em cursos de graduação em Psicologia, Ciências da Saúde e Pedagogia. Atuou na Faculdade Social da Bahia (FSB); na Faculdade São Bento da Bahia (FSBA); no Centro Universitário São Camilo /SP (CUSC-SP); na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP - Campus Baixada Santista), na Universidade Paulista (UNIP - Campus Santos). É professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia (FACED-UFBA), participante do Núcleo de Pesquisa EPIS: Educação, Política, Indivíduo e Sociedade: leituras a partir da Pedagogia, da Psicologia e da Filosofia. É membro do “Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade”/Núcleo Bahia. Desde 2017, vem coordenando Projetos de Pesquisa e Extensão sobre o tema do sofrimento e adoecimento psíquicos no ensino superior e seus possíveis enfrentamentos no âmbito da universidade.

THIAGO COLMENERO CUNHA
Possui graduação em Psicologia (UFRJ), graduação em Pedagogia (UNIRIO), mestrado em Psicologia (UFRJ). Discente do curso de Doutorado do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (bolsista CNPq). Professor da graduação em Psicologia da Universidade Santa Úrsula (USU), campus Botafogo e Vila da Penha. Supervisor de projetos de pesquisa, estágio e extensão sobre discussão de escolhas com jovens de escolas públicas e instituições educacionais do Rio de Janeiro. Psicólogo clínico em consultório particular, trabalhando com atendimento clínico individual e grupal de adolescentes e adultos, análise do vocacional. Tem experiência prática-teórica na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia Social, atuando principalmente nos seguintes temas: educação; juventudes; violências; análise institucional; esquizoanálise.

TIAGO CASSOLI
Professor, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Goiás (UFG).

VINICIUS FURLAN
Foi professor da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e da Universidade do Estado do Mato Grosso (Unemat). Atualmente é professor da Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep). Realiza doutorado em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), é mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e graduado em Psicologia pela Unimep. Recebeu prêmio “Psicologia e Direitos Humanos” do Conselho Federal de Psicologia.

VALESKA ZANELLO
Professora do Departamento de Psicologia Clínica da Universidade de Brasília. Coordena o grupo no CNPq “Saúde mental e gênero”. Orientadora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura.

VIVIANE NEVES LEGNANI
Psicanalista, Psico?loga (Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG). Doutora em Psicologia (Universidade de Brasi?lia - UnB). Professora Associada (FE/UnB).