Capa do livro: AS FAMÍLIAS CONTEMPORÂNEAS: <br>pontos, contrapontos e paradoxos inclusivos

AS FAMÍLIAS CONTEMPORÂNEAS:
pontos, contrapontos e paradoxos inclusivos

Autores: Cláudia Paranhos Portela - Miguel Angel Garcia Bordas (Orgs.)

livro impresso
de R$ 39,90 por
livro digital
de R$ 39,90 por

Disponibilidade: 2 Dia(s)
+ Prazo de Frete

 
Indique para um amigo
Insira seu CEP para calcular o frete:

Sinopse

As famílias contemporâneas: pontos, contrapontos e paradoxos inclusivos, reúne um conjunto de artigos de pesquisadores que têm se debruçado numa perspectiva multidisciplinar sobre as diferentes e possíveis compreensões das transformações que afetam a família, os indivíduos e os segmentos sociais na contemporaneidade e como isso se reflete na dinâmica de cuidado e socialização dos parentes que compõem o público alvo da educação especial, considerando que estes parentes podem ser crianças, jovens ou adultos. Assim, abrimo-nos para estudos e pesquisas sobre as famílias contemporâneas de pessoas público alvo da educação especial no contexto inclusivo convocando, assim, pesquisadores para o exame do “lado de dentro das famílias”. Temos interesse em criar uma discussão notadamente no que a multidisciplinaridade pode contribuir para o avanço das interpretações no campo das pesquisas envolvendo famílias público alvo da educação especial. Se, por um lado, família é uma experiência social – universal, diriam alguns autores –, sua análise e compreensão, por outro, exige uma opção do direcionamento do “olhar”, a fim de ultrapassarmos meras descrições que não refletem a dinâmica das famílias de pessoas público alvo da educação especial.

Detalhes do produto

Editora: EDITORA CRV
ISBN:978-65-5578-119-9
ISBN DIGITAL:978-65-5578-121-2
DOI: 10.24824/978655578119.9
Ano de edição: 2020
Distribuidora: EDITORA CRV
Número de páginas: 150
Formato do Livro: 16x23 cm
Número da edição:1

Sumário

AS FAMÍLIAS CONTEMPORÂNEAS: <br>pontos, contrapontos e paradoxos inclusivos

Autores

CLÁUDIA PARANHOS PORTELA (ORG.)
É pós-doutora em Educação pelo Programa de Educação da Faculdade de Educação FACED/UFBA (2019), doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade, PPGEduC/UNEB (2014) com doutorado sanduíche pela Universidade de Lisboa, UL/PT (2013); mestre em Educação na área de Educação Especial pelo Centro de Referência Latino Americano de Educação Especial- CELAEE/Cuba e a Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS (1999 – 2002); especialista em Supervisão Escolar pela Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS (1996) e em Educação a Distância pela AVM Faculdades Integradas (2015); graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS (1994). Também possui cursos de aperfeiçoamento em Gestão Educacional e em Educação à Distância. Autora de livros, capítulos de livros, artigos publicados em periódicos e anais de eventos nacionais e internacionais. Atualmente é professora adjunto do Departamento de Educação da Universidade do Estado da Bahia/UNEB, atua como professora pesquisadora permanente no Programa de Pós-Graduação em Gestão e Tecnologias aplicadas à Educação – GESTEC e é coordenadora de área do Programa Institucional de Bolsas de Incentivo à Docência (PIBID/CAPES). Coordena o grupo de pesquisa Educação Inclusiva e Diversidade (EDUCID), compõe o Grupo de Pesquisa Educação Inclusiva e Necessidades Educacionais Especiais (GEINE)/Universidade Federal da Bahia. É membro do Fórum Estadual de Educação da Bahia e compõe o Comitê Gestor Institucional de Formação Docente da UNEB. É membro do Colegiado da Rede Baiana de Educação Inclusiva e compõe o Banco de Avaliadores do MEC/INEP/BASIS, onde atua como avaliadora do curso de Pedagogia, nas modalidades presencial e a distância. Coordenou a Comissão Setorial de Avaliação do DEDC I. Atuou de 2008 a 2009 como coordenadora do curso de Pedagogia do Programa Rede UNEB/2000. Foi colaboradora do Ministério da Educação de 2007 a 2010 através do Curso de Formação de professores na área da Deficiência Visual – SECADI/CAPES//FNDE. Acumula experiência docente na Gestão da Educação Superior e da Educação Básica, Coordenação Pedagógica da Educação Superior e da Educação Básica, Autorização e Reconhecimento de cursos nas modalidades presencial e à distância, e em ensino, pesquisa e extensão nas seguintes áreas: Educação especial/Educação Inclusiva, Família de Pessoas com Deficiência, Educação a Distância, Pesquisa e Prática Educativa, Pesquisa e Estágio Supervisionado, Avaliação Educacional, Gestão Educacional, Formação de Professores e na Educação Básica. Atuou como docente e coordenadora nos diferentes segmentos da Educação Básica.

MIGUEL ANGEL GARCIA BORDAS (ORG.)
Possui graduação em Filosofia e Letras – Universidad Central de Barcelona – UCB (1972), especialização no Instituto de Ciências da Educação – ICE (1973), doutorado em Filosofia – Universidad Complutense de Madrid – UCM (1976), pós-doutorado em Sociossemiótica na Universidade Autonoma de Barcelona – UAB (1993). Atualmente é professor Titular aposentado da Universidade Federal da Bahia FACED/UFBA e trabalha como professor Especial vinculado aos Programas de Pós-Graduação em Educação e ao Doutorado Multiinstitucional e Multidisciplinar em Difusão do Conhecimento, com temas relacionados à formação de professores com questões de Sociossemiótica na construção de conhecimento numa perspectiva sociocultural, refletindo sobre matrizes da linguagem e do pensamento, formas de convivência, valores e princípios estéticos e morais, como lugares e não lugares, territórios e ideologias em diversas culturas que constituem os imaginários sociais existentes, focalizando questões e conflitos de inclusão assim com temas de (in)disciplina, violência e educação especial. Pesquisa também as relações entre educação e práxis nos processos de (des)qualificação social, simbólica e material de políticas assistenciais que promovem formas de construção e institucionalização da pobreza e exclusão no III Milênio, criando novas categorias e estratos sociais de acordo com os preconceitos de culturas dominantes homogeneizadoras que, ao invés de se pautarem numa pedagogia que considera e respeita as diferenças, primam por regularizar tudo priorizando os conceitos de “normal”, “regular” e “comum”, promovendo e mantendo sistemas de resistências preconceituosas para uma inclusão.

CARLA CASSIANA LIMA DE ALMEIDA RIBEIRO
Mestrado em Gestão e Tecnologias Aplicada à Educação – GESTEC /UNEB. Especialização em Avaliação da Aprendizagem pela Universidade do Estado da Bahia (2002) e em Educação Especial pela Universidade Federal do Ceará (2011). Graduação em Pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia (1998). Professora Auxiliar da Universidade do Estado da Bahia – UNEB no Departamento de Ciências Humanas – Campus IX – Barreiras/Bahia. Professora do Atendimento Educacional Especializado na Rede Municipal de Ensino em Barreiras-Bahia. Membro do Grupo de Pesquisa Educação, Inclusão Educacional e Diversidade / UNEB. Estuda e pesquisa nas áreas de Educação Especial, Educação Inclusiva e família.

MARIA ANGÉLICA GONÇALVES COUTINHO
Doutora em Família na Sociedade Contemporânea pela Universidade Católica do Salvador (UCSAL). Mestra em Políticas Públicas, Gestão do Conhecimento e Desenvolvimento Regional – (PGDR) UNEB. Membro do Grupo de Pesquisa Família (Auto)Biografia e Poética (FABEP) UCSAL. Professora da Educação Especial, atua com estudantes com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) no Centro de Atendimento Educacional Especializado Pestalozzi da Bahia (CAEEPB).

ELAINE PEDREIRA RABINOVICH
Psicóloga pela USP, mestrado, doutorado e pós-doutorado USP. Professora adjunta do Programa de Pós-Graduação em Família na Sociedade Contemporânea da Universidade Católica do Salvador. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Família, (Auto)(Biografia) e Poética da UCSal.

LUCIANA BISPO BRASILEIRO LIMA
Mestra em Gestão e Tecnologias Aplicadas à Educação pelo Programa de Pós-Graduação Gestão e Tecnologias Aplicadas à Educação (GESTEC) da Universidade do Estado da Bahia (UNEB/BA). Especialista em Educação e Novas Tecnologias da Comunicação e Informação (UNEB/BA). Especialista em Gestão Educacional (UNIFACS/BA). Especialista em Alfabetização e Letramento (ISEAC/ES). Graduada em Pedagogia (UNEB/BA). Professora, atuando na Rede Municipal de Ensino de Salvador. Pesquisadora nas áreas de Tecnologias na Educação, Gestão Educacional, Inclusão Educacional, Relações escola e família.

CÉLIA TANAJURA MACHADO
Pós-Doutora em Educação na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM/RS). Doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA/BA). Mestra em Educação: História, Política, Sociedade pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB/BA). Professora Adjunta da Universidade do Estado da Bahia. Pesquisadora nas áreas de Educação Profissional, Formação de Professores, Política Educacional, Legislação Educacional Brasileira, Gestão Escolar.

NATANAEL REIS BONFIM
Pós-Doutor em Educação Geográfica pela Universidade de Paris I, Panthéon-Sorbonne, (UP1, FRANÇA). Doutor em Educação pela Universidade do Quebec (UQAM/CANADÁ). Mestre em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA/BA). Especialista em Geografia Física pela Universidade do Oeste do Paraná (UNICENTRO/PR). Graduado em Geografia pela Universidade Católica do Salvador (UCSAL/BA). Professor Pleno da Universidade do Estado da Bahia (UNEB/BA), Departamento de Educação, atuando como Secretário de Relações Internacionais, Professor do Curso de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade (PPGEDUC), Professor do Curso de Pós-Graduação em Gestão e Tecnologias Aplicadas à Educação (GESTEC), Líder do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Representações, Educação e Sustentabilidade (GIPRES).

FERNANDA PEREIRA SANTOS
Possui doutorado em Família na Sociedade Contemporânea pela Universidade Católica do Salvador(UCSal), mestrado em Educação Matemática pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), especialização em Educação Matemática pela UCSal, especialização em Educação a Distância pela Unopar e graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Atualmente é professora de Matemática do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IF Baiano), atuando em cursos técnicos de nível médio, de graduação e de pós-graduação. Tem experiência na área de Educação Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: Currículo, Ensino Médio, Cursos Integrados e Família de Estudantes com Deficiência Visual.

PAULA PAULINO BRAZ
Graduada em Licenciatura em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos (2019). Foi bolsista de Iniciação Científica pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) (2018-2019), pesquisando principalmente o tema Altas Habilidades/Superdotação na Educação Infantil. Membro do Grupo de Pesquisa para o Desenvolvimento do Potencial Humano (GRUPOH), da Universidade Federal de São Carlos. Atualmente é mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Especial (PPGEES), na Universidade Federal de São Carlos.

ROSEMEIRE DE ARAÚJO RANGNI
Possui graduação em Direito – Faculdades Integradas de Guarulhos (1982), em Pedagogia pela Universidade de Guarulhos (2002), mestrado em Educação – Universidade Cidade de São Paulo (2005) e doutorado em Educação Especial – Universidade Federal de São Carlos (2012). Atualmente é Professora Adjunta 4 da Universidade Federal de São Carlos. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Especial, atuando principalmente nos seguintes temas: Altas Habilidades/Superdotação, Atendimento Educacional Especializado, Gestão Educacional e Surdocegueira. É líder do Grupo de Pesquisa para o Desenvolvimento do Potencial Humano (GRUPOH) (UFSCar) e vice-líder do Grupo de Pesquisa Excelência, Sustentabilidade e Inovação Social: Engenharia das Organizações Criativas e Soluções Tecnológicas Educacionais (UNIRIO). Coordenadora do Laboratório de Pesquisa de Altas Habilidades (LAPAH-UFSCar). Membro da Red Internacional de Investigación, Intervención y Evaluaciónen Altas Capacidades Intelectuales (REINEVA). Membro do Grupo Interdisciplinar de Educação e Inclusão (GIEI) (UNIRIO), Membro da Comissão Técnica do Conselho Brasileiro para Superdotação (ConBraSD).

JULIANA VIANA FREITAS
Doutora e mestre em Família na Sociedade Contemporânea (UCSal), especialista em Metodologia do Ensino Superior (Faculdade Olga Mettig). Fisioterapeuta (FBDC). Coordenadora do Curso de Fisioterapia da Faculdade Santa Casa. Professora auxiliar do Curso de Fisioterapia na Universidade do Estado da Bahia e da Universidade Católica do Salvador. Integra o Grupo de Pesquisa Família, Inclusão e Desenvolvimento Humano. Membro da Câmara Técnica de Fisioterapia Neurofuncional do CREFITO 7. Experiência clínica na área de Fisioterapia Neurológica, Fisioterapia Geriátrica e Hidroterapia, principalmente nos distúrbios funcionais em adultos e idosos. Formações no Conceito Bobath, FNP e Pilates.

SUMAIA MIDLEJ PIMENTEL SÁ
Possui graduação em Fisioterapia pela Fundação Para o Desenvolvimento das Ciências (1982). Mestra (2005) e doutora (2015) em Família na Sociedade Contemporânea pela Universidade Católica do Salvador. É Professora Emérita da Universidade Católica do Salvador. Atualmente é Coordenadora e Professora do Programa de Pós-Graduação em Família na Sociedade Contemporânea e professora do Curso de Fisioterapia. Professora Adjunta da Universidade do Estado da Bahia. Lidera o grupo de pesquisa Família, Inclusão e Desenvolvimento Humano. Membro do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Católica do Salvador. Membro efetivo da Academia de Letras e artes Mater Salvatoris. Especialista em Metodologia e Didática do Ensino Superior pela UCSal (1996) e em Educação de Excepcionais (Universidade São Judas Tadeu – SP – 1988). Psicomotricista.

MARTHA BENEVIDES DA COSTA
Graduada em Licenciatura em Educação Física pela Universidade Estadual de Feira de Santana (2004), especialista em Metodologia do Ensino, Pesquisa e Extensão em Educação pela Universidade do Estado da Bahia (2005), mestre em Educação pela Universidade Federal da Bahia (2007) e doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia (2014). Atualmente é professora da Universidade do Estado da Bahia – Campus II, lotada no Departamento de Educação. Tem experiência na área de Educação, com ênfase no campo da prática pedagógica, do currículo e da formação de professores.

GILMAR MERCÊS DE JESUS
Possui licenciatura em Educação Física pela Universidade Estadual de Feira de Santana (2001), mestrado em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Feira de Santana (2008) e doutorado em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (2016). Atualmente é Professor Assistente da Universidade Estadual de Feira de Santana. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, Epidemiologia, com ênfase na saúde da criança e em atividade física e saúde.

MAGDALÂNIA CAUBY FRANÇA
Possui graduação em Pedagogia com ênfase em Psicologia e Sociologia pela Universidade de São Paulo e mestrado em Educação pela Universidade Federal da Bahia. Atualmente é Professora Assistente da Universidade do Estado da Bahia. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação de Jovens e Adultos e formação de professores, atuando principalmente nos seguintes temas: educação e direitos humanos, diversidade, educação inclusiva, educação e trabalho, formação de professores, políticas públicas, práticas pedagógicas, e letramento.